ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO, RECONFIGURAÇÕES DO TRABALHO E QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO BRASIL

Autores

  • Maria Hemilia Fonseca USP-Faculdade de Direito de Ribeirão Preto

Palavras-chave:

Envelhecimento da população, Reconfigurações do trabalho, Mercado de trabalho, Avanços tecnológicos, Qualificação profissional,

Resumo

O presente artigo visa debater o envelhecimento da população e as reconfigurações do trabalho no Brasil, fazendo uso do método dedutivo e da técnica de pesquisa documental, notadamente bibliográfica. Para tanto, pondera acerca do envelhecimento da população e as reconfigurações do trabalho no Brasil e, por fim, destaca a necessária adoção de ações que propiciem a inclusão dos idosos nas novas dinâmicas do mercado de trabalho nacional, pautado por avanços tecnológicos, especialmente aquelas voltadas à qualificação profissional.

Biografia do Autor

Maria Hemilia Fonseca, USP-Faculdade de Direito de Ribeirão Preto

Professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo, Faculdade de Direito de Ribeirão Preto, na área de Direito Internacional do Trabalho, Desenvolvimento e Sustentabilidade. Livre Docente da Universidade de São Paulo, pela Faculdade de Direito de Ribeirão Preto. Doutora em Direito (bolsista CNPq) e Mestra em Direito das Relações Sociais (bolsista CAPES), na subárea de Direito do Trabalho, da Universidade Católica de São Paulo. Bacharel em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia. Professora na área de Metodologia Científica. Visitor Research na Columbia University (EUA), Professora Visitante na Universidad de Salamanca (ES) e na PUC-Perú (PE). Realizou Doutorado Sanduíche na Universidad de Salamanca (Bolsista CNPq). Coordena o Grupo de Pesquisa: GEINT. Integra os grupos de Pesquisa: Smart Cities e Ambientes. Autora de artigos, livros e capítulos de livros na área jurídica. E-mail: mariahemilia@usp.br - Telefone: (16) 98811-2496.

Referências

BARRETTO GHIONE, Hugo. Formación profesional en el diálogo social. Montevideo: CINTERFOR/OIT, 2007.

CAMARANO, Ana Amélia. O idoso brasileiro no mercado de trabalho. Texto para discussão nº 830. Rio de Janeiro: Ipea, 2001. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_0830.pdf. Acesso em: 02 nov. 2019.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

FELIX, Jorge. O idoso e o mercado de trabalho. In: ALCÂNTARA, Alexandre de Oliveira; CAMARANO, Ana Amélia; GIACOMIN, Karla Cristina. Política nacional do idoso: velhas e novas questões. Rio de Janeiro: Ipea, 2016. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/livros/livros/161006_livro_politica_nacional_idosos.PDF. Acesso em: 02 nov. 2019.

FONSECA, Maria Hemília. Direito ao trabalho: um direito fundamental no ordenamento jurídico brasileiro. São Paulo: LTr, 2009.

FONSECA, Maria Hemília. Qualificação profissional: um instrumento de promoção do trabalho decente. Diálogo OIT-Brasil. 2017. 190 p. Tese de Livre Docência (Faculdade de Direito de Ribeirão Preto), Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua: características gerais dos domicílios e dos moradores 2017. Rio de Janeiro: IBGE, 2019. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101654_informativo.pdf. Acesso em: 04 nov. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua: características gerais dos domicílios e dos moradores 2017. Rio de Janeiro: IBGE, 2018a. Disponível em: https://www.unfpa.org/sites/default/files/pub-pdf/Portuguese-Exec-Summary_0.pdf. Acesso em: 04 nov. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 2018b. Disponível em: https://www.unfpa.org/sites/default/files/pub-pdf/Portuguese-Exec-Summary_0.pdf. Acesso em: 05 nov. 2019.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Projeção da população do Brasil por sexo e idade 1980-2050: revisão 2008. Rio de Janeiro: IBGE, 2008. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv41229.pdf. Acesso em: 04 nov. 2019.

KRELING, Norma Herminia. Envelhecimento e inserção do idoso no mercado de trabalho, trabalho na Região Metropolitana de Porto Alegre. Indicadores Econômicos FEE, v. 43, n. 3, p. 141-154, 2016.

ORWELL, George. 1984. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO. Futuro do Trabalho no Brasil: Perspectivas e Diálogos Tripartites. Disponível em: https://www.ilo.org/wcmsp5/groups/public/---...brasilia/.../wcms_626908.pdf. Acesso em: 01 mar. 2019.

MOURA, José Ediglê Alcantara; DE PAIVA, Maria Jeanne Gonzaga. Inserção de idosos no mercado de trabalho formal brasileiro em 1996, 2006 e 2016. Revista Direitos, Trabalho e Política Social, Cuiabá, V. 5, N. 8, p. 100-113, Jan./jun. 2019.

ORGANIZACIÓN INTERNACIONAL DEL TRABAJO (OIT). C142 - Convenio sobre el desarrollo de los recursos humanos, 1975 (núm. 142). Disponível em: https://www.ilo.org/brasilia/convencoes/WCMS_236115/lang--pt/index.htm. Acesso em: 06 nov. 2019.

ORGANIZACIÓN INTERNACIONAL DEL TRABAJO (OIT). R195 - Recomendación sobre el desarrollo de los recursos humanos, 2004 (núm. 195). Disponível em: https://www.ilo.org/brasilia/convencoes/WCMS_242765/lang--pt/index.htmAcesso em: 06 nov. 2019.

SCHWAB, Klaus. A quarta revolução industrial. Trad. Daniel Moreira Miranda. São Paulo: Edipro, 2016.

SILVA, Elcio. Especialistas apresentam tecnologias e projetos para o envelhecimento ativo. Jornal da USP, São Paulo: USP, 2018. Disponível em: https://jornal.usp.br/universidade/especialistas-apresentam-tecnologias-e-projetos-para-o-envelhecimento-ativo/. Acesso em: 02 nov. 2019.

Downloads

Publicado

2020-02-08