IMIGRAÇÃO E O TRABALHO COMO CONDIÇÃO PARA UMA VIDA MAIS DIGNA OU INDIGNA?

Autores

Palavras-chave:

Trabalho. Imigração. Atividade. Identidade.

Resumo

O presente trabalho realiza uma análise sobre a importância do trabalho no fenômeno migratório e uma discussão sobre a relevância na construção de uma vida no país receptor. Através da análise de aspectos da consciência, da alienação, do cotidiano e das ideias discutidas pelos especialistas na temática da imigração é possível refletir a condição do imigrante que se submete às condições de trabalho degradante, como uma única possibilidade de sustento e construção de sua identidade no país que o recebe. Faz-se necessário que as políticas públicas sejam capazes de acolher aos imigrantes para trazer dignidade e evitar as condições de submissão - combatidas fortemente pelo Ministério do Trabalho e agências norteadoras da legislação trabalhista.

 

¿ Inmigración y el trabajo como condición
para una vida más digna o indigna?

Resumen: El presente trabajo propone un análisis sobre la importancia del trabajo en el fenómeno migratorio y la discusión sobre su relevancia en la construcción de una vida digna en el país receptor. A través del análisis de aspectos de la consciencia, alienación y cotidiano y de las ideas discutidas por especialistas en la temática inmigración, será posible reflexionar sobre la condición del inmigrante que se somete a las condiciones de trabajo indigno, como una única posibilidad de sustento y construcción de una identidad en el país que lo recibe. Será necesaria que las políticas publicas sean capaces de ofrecer a los inmigrantes un trabajo digno y evitar las condiciones de sumisión.- fuertemente afrontadas por el Ministerio de Trabajo y organismos responsables por derechos laborales.
Palabras clave: Trabajo. Inmigración. Actividad. Identidad.

Biografia do Autor

Carolina Mirabeli Sanches Leite Cardoso, Pontifícia Universidade Católica de SP

Mestranda em Psicologia Social pela PUC-SP. Psicóloga pela PUC SP. Pós graduação em Consultoria Interna de Recursos Humanos.

Membro do Núcleo de Pesquisa de Identidade Humana, coordenado pelo prof. dr. Antonio da Costa Ciampa. 

Marcia Cabreira, Pontifícia Universidade Católica de SP

Professora Dra – Departamento de Geografia / PUC-SP. Assessora da Pró- reitoria de Cultura e Relações Comunitárias. Geógrafa, Mestre e Doutora em Geografia pela Universidade de São Paulo.

Referências

CAVALCANTI, L. Imigração e mercado de trabalho no Brasil. Características e tendências. in CAVALCANTI, L.; OLIVEIRA, A. T.& TONHATI, T. A Inserção dos Imigrantes no Mercado de Trabalho Brasileiro. Brasília: Cadernos do Observatório das Migrações Internacionais, p.11-22, 2014.

COUTINHO, M., FRANKEN, I. & RAMOS, N. Depressão, migração e representações sociais no contexto escolar de Portugal. In Ramos, N. (Org.) Saúde, migração e interculturalidade: perspectivas teóricas e práticas. João Pessoa: Editora Universitária/UFPB, p. 133-175, 2008.

FURTADO, O & SVARTMAN, B. P. Trabalho e alienação in Bock, A.M.B. & GONCALVES, M.G.M. (Orgs.) Dimensões Subjetivas da Realidade: uma leitura sócio-Histórica. São Paulo: Cortez, 2009.

MARX, K. Manuscritos Econômico-Filosóficos. Tradução: Jesus Ranieri. São Paulo: Bontempo, 2004.

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Trabalho escravo no Brasil em retrospectiva: Referencias para estudos e pesquisas, 2012. Disponível em: http://portal.mte.gov.br/data/files/8A7C816A350AC882013543FDF74540AB/retrospec_trab_escravo.pdf. Acesso em: 15 de dez. 2014.

ROSA, M. D.; BERTA, S. L.; CARIGNATO, T. T.; ALENCAR, S. A condição errante do desejo: os imigrantes, migrantes, refugiados e a prática psicanalítica clínico-política. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, v. 12, n. 3, p. 497-511, 2009.

SAYAD, A. Imigração ou os paradoxos da alteridade. São Paulo: Edusp, 1998.

SAWAIA, B. B. (Org.). As artimanhas da exclusão: uma análise ético-psicossocial da desigualdade. Petrópolis: Vozes, 2006.

SILVA, S. Clandestinidade e Intolerância o Caso dos Bolivianos em Sao Paulo. Travessia Revista do Imigrante, v. 11, n. 30, p. 25-29, 1998.

WROBLESKI, S. Fiscalização resgata haitianos escravizados em oficina de costura em São Paulo. Repórter Brasil, 2014. Disponível em: http://reporterbrasil.org.br/2014/08/fiscalizacao-resgata-haitianos-escravizados-em-oficina-de-costura-em-sao-paulo/. Acesso em: 15 de dez. 2014.

WULFHORST, C.. A (re) invenção de identidades no processo de integração de imigrantes latino-americanos. Travessia Revista do Imigrante, v.18, n. 53, p. 35-42, 2005.

Downloads

Publicado

2017-07-06