A MORADIA E A PANDEMIA

habitação no contexto da crise sanitária de Covid-19

Autores

Palavras-chave:

Higienismo, Moradia, Pandemia de Covid-19, Despejos forçados

Resumo

 Este artigo tem como objetivo discutir a moradia no contexto da pandemia de Covid-19, através da análise das remoções e despejos forçados que tem acontecido na crise sanitária no Brasil. Integra as reflexões no âmbito da pesquisa “Direito à Moradia em Cuiabá/MT: práticas, experiências e resistências” da Universidade Federal de Mato Grosso. Parte da discussão sobre a contradição entre a moradia enquanto necessidade social, considerada, portanto, um valor de uso, e a moradia como mercadoria; assim como parte da discussão sobre as práticas que reproduzem a antiga lógica higienista de limpeza urbana. Analisa os impactos da pandemia na vida urbana, a considerar o aumento da desigualdade e da pobreza nas metrópoles brasileiras, o que incide, dentre outras coisas, na impossibilidade de manutenção do pagamento de aluguéis pelas famílias pobres. Apesar da emergência da condição social, o sistema judiciário brasileiro tem dado encaminhamento à diversos processos de reintegração de posse, evidenciando a contradição vivenciada no contexto atual, o que tem exigido a mobilização conjunta de diferentes atores sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Betina Ahlert, Universidade Federal do Mato Grosso

Doutora em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Assistente Social e docente na Universidade Federal de Mato Grosso.
E-mail: asbetinaa@gmail.com
ORCID: https://orcid.org/0000-0002-3858-7092
LATTES: http://lattes.cnpq.br/9809171485283786

Karine Lima Moreira, Universidade Federal de Mato Grosso

Graduanda em Serviço Social pela Universidade Federal de Mato Grosso
E-mail: karinelimaa@hotmail.com
ORCID: https://orcid.org/0000-0002-0232-6157
LATTES: http://lattes.cnpq.br/7109425420653930

Kassya Lanuse de Oliveira Leles

Graduanda em Serviço Social pela Universidade Federal de Mato Grosso, bolsista de iniciação científica através do Programa Nacional de Assistência Estudantil - PRAE
E-mail: kassyalanuse@gmail.com
ORCID: https://orcid.org/0000-0002-5091-3532
LATTES: http://lattes.cnpq.br/4914696286179206

Referências

AHLERT, Betina. Cidade do Estranhamento: remoções involuntárias no espaço urbano. 2017. Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre/RS, 2017.

ALVES, Cida. Campanha Despejo Zero, por proteção à moradia durante a pandemia, é lançada na PB. Jornal Brasil de Fato. Disponível em: https://www.brasildefatopb.com.br/2020/09/16/campanha-despejo-zero-por-protecao-a-moradia-durante-a-pandemia-e-lancada-na-pb. Acesso em 05 nov. 2020.

BRASIL. Câmara de Deputados. Projeto de Lei n. 1112/2020. Brasília, 2020. Disponível: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/prop_mostrarintegra?codteor=1908085. Acesso em 15 nov. 2020.

CAMPANHA DESPEJO ZERO. Documento apresentado ao Relator da ONU

para a realização da Live Internacional. São Paulo, 2020. Disponível em: https://drive.google.com/file/d/1okNgwqf10w1L6cx4l8XvlDIiVIokDZwG/view. Acesso em 15 out. 2020.

ENGELS, Friedrich. A situação da classe trabalhadora na Inglaterra. São Paulo: Boitempo, 2010.

FOLHA DE SÃO PAULO. Favela com desempregados e subempregados surge na pandemia em SP. São Paulo, 2020. Disponível em: https://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/1671871580332118-favela-com-desempregados-e-subempregados-surge-na-pandemia-em-sp. Acesso em 15 nov. 2020.

GRUPO DE PESQUISA CIDADE E TRABALHO. (Micro)políticas da vida em tempos de urgência. São Paulo, 2020. Disponível em: https://www.researchgate.net/profile/Vera_Telles/publication/343837181_Micropoliticas_da_vida_em_tempos_de_urgencia/links/5f4419fa92851cd3022599e7/Micropoliticas-da-vida-em-tempos-de-urgencia.pdf. Acesso em: 15/10/20.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Covid-19. Brasília, 2020a. Disponível em: https://covid19.ibge.gov.br/pnad-covid/. Acesso de 10 nov. 2020.

_____________________________________________________________. Desemprego no Brasil: uma análise semanal de março a setembro. Brasília, 2020b. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/29181-desemprego-atinge-14-milhoes-de-pessoas-na-quarta-semana-de-setembro?utm_source=covid19&utm_medium=hotsite&utm_campaign=covid_19. Acesso em 13 nov. 2020.

LABCIDADE. Remoções forçadas persistem na pandemia enquanto resistências se articulam #DESPEJOZERO. São Paulo, 2020. Disponível em: http://www.labcidade.fau.usp.br/remocoes-forcadas-persistem-na-pandemia-enquanto-resistencias-se-articulam-despejozero/. Acesso em: 15 out. 2020.

MARICATO, Ermínia. Para entender a crise urbana. São Paulo: Expressão Popular, 2015.

PEREIRA, Julia. Com remoções famílias ficam sem ter onde morar durante a pandemia. Observatório do Terceiro Setor. São Paulo, 2020. Disponível em: https://observatorio3setor.org.br/noticias/com-remocoes-familias-ficam-sem-ter-onde-morar-durante-pandemia/. Acesso em 15 out. 2020.

OLIVEIRA SOBRINHO, Afonso Soares de. São Paulo e a ideologia higienista entre os séculos XIX e XX: a utopia da civilidade. Revista Sociologias, Porto Alegre, ano 15, no 32, jan./abr. 2013, p. 210-235. Porto Alegre/RS, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/soc/v15n32/09.pdf. Acesso em 12 nov. 2020.

RIBEIRO, Luiz Cesar de Queiroz. PECHMAN, Robert Mosses. O que é a questão da moradia. Coleção Primeiros Passos. São Paulo: Nova Cultural: Brasiliense, 1985.

SALATA, André Ricardo. RIBEIRO, Marcelo Gomes. Boletim desigualdades das metrópoles. Porto Alegre: Observatório das Metrópoles, PUCRS, Rede ODSAL, 2020.

SUTTO, Giovanna. Preço médio do aluguel dos imóveis no Brasil sobe 0,95% em abril, diz Fipezap. Revista Infomoney, 2020. Disponível em: https://www.infomoney.com.br/minhas-financas/preco-medio-de-aluguel-de-imoveis-no-brasil-sobe-095-em-abril-diz-fipezap/. Acesso em 13 nov. 2020.

Downloads

Publicado

2021-03-22