Estrutura e textura de texto dissertativo-argumentativo para alunos do Ensino Médio – Um enfoque sistêmico-funcional

Autores

  • Sumiko Nishitani Ikeda sumiko@uol.com.br
    Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
  • Samuel da Silva profssilva@hotmail.com
  • Piedade Teodoro da Silva piedadeteodoro@hotmail.com

Resumo

A dificuldade que a produção escrita representa para a maioria dos estudantes brasileiros está presente no discurso dos professores das mais diversas áreas. Para os vestibulandos à universidade, essa dificuldade recai na redação do texto dissertativo-argumentativo (TDA), cujas partes integrantes incluem não só a estrutura geral e a linguagem, que passaram a exigir a obediência a certos requisitos, para a constituição de TDA próprio, mas também a capacidade de arguir, discutir, avaliar com competência e persuasão. O objetivo deste artigo é a sugestão de uma diretriz para o ensino do TDA a alunos do Ensino Médio, com base em um diagnóstico em que examinamos as unidades de estrutura e de textura de TDAs da produção discente à luz da literatura recente. Essa diretriz poderia, segundo nossa experiência, fornecer aos professores recursos para guiar seus estudantes a escrever textos que satisfaçam as expectativas da audiência acadêmica. A pesquisa tem o apoio da Linguística Sistêmico-Funcional – um modelo multiperspectivo, designado a dar aos analistas lentes complementares para a interpretação da língua em uso.

Downloads

Publicado

2019-11-30

Como Citar

IKEDA, S. N.; SILVA, S. da; SILVA, P. T. da. Estrutura e textura de texto dissertativo-argumentativo para alunos do Ensino Médio – Um enfoque sistêmico-funcional. Polifonia, [S. l.], v. 26, n. 44, p. 81–101, 2019. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/8723. Acesso em: 22 maio. 2024.