Translanguaging e justiça social

Por uma mudança de perspectiva

Autores

  • Ana Claudia Peters Salgado polifoniapa@gmail.com
    Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Mara Raquel Barbosa polifoniapa@gmail.com
    Texas A&M University-Corpus Christi
  • Rafael Jefferson Fernandes polifoniapa@gmail.com
    CEFET-RJ - Campus Valença
  • Ludmila Mendes Ferreira polifoniapa@gmail.com
    Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Maísa Rena Haddad polifoniapa@gmail.com
    Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Maísa Rena Haddad polifoniapa@gmail.com
    Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Resumo

O propósito deste artigo é discutir o conceito de translanguaging como um caminho de busca por justiça social nos contextos: i) portunhol em sala de aula de espanhol como uma prática estigmatizada, ii) a situação linguística de migrantes no Brasil, iii) e a prática linguística de drag queens. Sendo que nas duas últimas situações vemos grupos de pessoas que também são estigmatizados por razões outras para além de questões linguísticas. Entendemos que a hierarquização de práticas linguísticas contribui para relações injustas em que alguns grupos têm mais direitos e acesso a recursos que outros. Discutimos aqui três situações linguísticas cujas análises podem contribuir ao entendimento do fenômeno translanguaging e de como a compreensão desse fenômeno representa uma questão de justiça social. Discutimos essas práticas marcadas. A partir das lentes do translanguaging, que as interpreta como práticas legítimas. 

 

Referências

BAKHTIN, M. M. Forms of time and the chronotope in the novel. In: HOLQUIST, M. (org.) The dialogic imagination: four essays by M. M. Bakhtin. Austin: University of Texas Press, 1981, p. 84-258.

BUSCH, Brigitta. Expanding the Notion of the Linguistic Repertoire: On the Concept of Spracherleben—The Lived Experience of Language. Applied Linguistics 1(20), OUP, 2015.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: Feminismo e Subversão de Identidade. 15. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2017.

FABRÍCIO, B. F. Linguística Aplicada como espaço de “desaprendizagem”: Redescrições em curso. In: MOITA LOPES, L. P. (org.). Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola Editora, 2006. p. 45 a 65.

GARCÍA, Ofelia; WEI, Li. Translanguaging: Language, Bilingualism and Education. New York: Macmillan, 2014.

HANKS, William. Língua como prática social: das relações entre língua, cultura e sociedade a partir de Bourdieu e Bakhtin. São Paulo: Cortez, 2008.

LOURO LOPES, Guacira. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte. Autêntica, 2018.

LUGONES, Maria. Colonialidade e gênero. In: HOLLANDA, Heloisa (Org.). Pensamento feminista hoje: perspectivas decoloniais. Humaitá: Bazar do Tempo, 2020.

MAKONI, Sinfree; PENNYCOOK, Alastair. Desinventando e (re)constituindo línguas. Working Papers em Linguística, Florianópolis, v. 16, n. 2, p. 9-34, dez. 2015.

MOITA LOPES, L. P. (Org.) Linguística Aplicada na modernidade recente: Festschrift para Antonieta Celani. São Paulo: Parábola, 2013.

OTHEGUY, Ricardo; GARCÍA, Ofelia; REID, Wallis. Clarifying Translanguaging and deconstructing named languages: A perspective from linguistics. Applied Linguistics Review, 6(3), 2015.

OYEWÚMI, Oyèrónké. Conceituando o gênero: os fundamentos eurocêntricos dos conceitos feministas e o desafio das epistemologias africanas. In: HOLLANDA, Heloisa (Org.). Pensamento feminista hoje: perspectivas decoloniais. Humaitá: Bazar do Tempo, 2020.

PENNYCOOK, Alastair. Uma Linguística Aplicada Transgressiva. In: MOITA LOPES, L.P (org.). Por uma Linguística Aplicada Indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006. cap. 2, p. 67-83.

SOUSA SANTOS, Boaventura. Para além do pensamento abissal. Novos estudos CEBRAP, no.79, São Paulo Nov. 2007.

SOUSA SANTOS, Boaventura; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. São Paulo: Editora Cortez, 2010.

SHOHAMY, E.; BEN-RAFAEL, E. & BARNI, M. Linguistic Landscape in the city. Bristol, UK: Multilingual Matters, 2010.

WEI, Li. Translanguaging as a Practical Theory of Language. Applied Linguistics, Volume 39, Issue 2, April 2018, pg. 261.

Downloads

Publicado

2023-01-23

Como Citar

PETERS SALGADO, A. C. .; BARBOSA, M. R. .; FERNANDES, R. J. .; MENDES FERREIRA, L. . .; HADDAD , . M. R. .; HADDAD , . M. R. . Translanguaging e justiça social: Por uma mudança de perspectiva. Polifonia, [S. l.], v. 29, n. 53, p. 15–40, 2023. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/14857. Acesso em: 19 jun. 2024.