ESTABELECIMENTO DO CAPIM MASSAI EM CONSORCIO COM MILHO AG-1051 E Bt, EM ÁREAS INFESTADAS PELO PERCEVEJO CASTANHO DAS RAÍZES

Autores

  • Jose Libério do Amaral
  • Ciniro Costa
  • Luíza Maria de Souz Fernandes
  • Mauro Osvaldo Medeiros
  • Paulo César Contri

Resumo

O sistema de consórcio de culturas de grãos com plantas forrageiras possibilita o estabelecimento de pastagens resistentes, vigorosas e menor custo em áreas infestadas pelo percevejo castanho das raízes. A cultura do milho possui características favoráveis para o cultivo consorciado, como alto porte das plantas e altura de inserção das espigas, permitindo que a colheita ocorra sem interferência das plantas forrageiras. Além disso, o sistema de produção em consórcio com a cultura do milho Bt, reduziu a infestação da Spodoptera frugiperda e não foi afetado pelo Scaptocoris carvalhoi ( Hemiptera: Cydnidae), O Panicum maximum cv. Massai permitiu um excelente consorcio com milho e proporcionou uma pastagem vigorosa e de excelente massa foliar e com distribuição muito profunda de raízes no solo. A produtividade de grãos pelo milho Bt, foi superior e significativa (P<0,05), em relação aos demais tratamentos. A utilização de Lorsban ( 1,5 Litros/ha ) e Thiodan (2,0 Litros/ ha ) foi altamente eficiente (P<0,05) no controle da Spodoptera frugiperda e Scaptocoris carvalhoi (Hemiptera: Cydnidae).

Biografia do Autor

Jose Libério do Amaral

UFMT/ROO- Departamento de Ciências Biológicas

Ciniro Costa

UNESP/Botucatu- Departamento de Melhoramento e Nutrição Animal

Luíza Maria de Souz Fernandes

SEDUC/MT-“ E.E. Professora Maria E. F. Inácio

Mauro Osvaldo Medeiros

UFMT/ROO- Departamento de Ciências Biológicas

Paulo César Contri

Produtor Rural- Engenheiro A

Downloads

Edição

Seção

Artigos