PLANTAS CULTIVADAS EM HORTAS RESIDENCIAIS: CONTRIBUIÇÕES PARA A SUSTENTABILIDADE EM UMA CIDADE DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO, BRASIL

Autores

  • Guilherme Nogueira Martins
  • Ana Paula Branco do Nascimento
  • Maria Solange Francos

Resumo

A etnobotânica estuda a relação entre o ser humano e o cultivo de plantas. Por meio dela, é possível explorar o conhecimento sobre uma infinidade de plantas com potenciais farmacológicos; plantas que podem ser utilizadas na alimentação, como condimentos e outras utilidades; plantas para fins ornamentais e plantas mágicas que possuem simbologia ou que sejam utilizadas em rituais religiosos. O presente estudo teve como objetivo identificar as plantas cultivadas em quintais da Vila Jaguaribe, em Osasco, SP, Brasil, relacionando-as com os seus respectivos usos. Para tanto, utilizou-se um roteiro estruturado e o método denominado turnê guiada. Foram realizadas 50 entrevistas, sendo identificadas 71 famílias botânicas, sendo as mais frequentes: Araceae, com 10,9%; Lamiaceae, com 7,4%; Cactaceae, com 6,1%; Orchidaceae, com 5,8% e Arecaceae, com 4,2%, divididas em 225 espécies e 570 espécimes. Em relação aos usos, 87,54% foram consideradas ornamentais pelos entrevistados; 5,61% alimentícias; 5,26% medicinais e 1,58% de plantas mágicas. Os resultados indicam uma densa e rica variedade de espécies cultivadas, as quais contribuem para a promoção da sustentabilidade e inclusão do verde em ambiente urbano do município de São Paulo.

Biografia do Autor

Guilherme Nogueira Martins

Professor Mestre, Secretaria de Educação do Governo do Estado de SP

Ana Paula Branco do Nascimento

Professora Doutora, Docente do Mestrado Profissional em Engenharia Civil da USJT e Colaboradora do Mestrado Profissional em Sustentabilidade na Gestão Ambiental da UFSCar-So

Maria Solange Francos

Professora Mestre, Departamento de Saúde II da Universidade Nove de Julho

Downloads

Publicado

2021-09-15