FANERÓGAMAS NA ARBORIZAÇÃO DA AVENIDA ARAUCÁRIA, FOZ DO IGUAÇU – PR – BRASIL

Autores

  • Izabele Oliveira Munaro
  • Gabriela Naomi Ichikawa
  • Mariana Albuquerque de Souza
  • Felipe André Fusiger
  • Helena Terezinha Pimentel Vieira
  • Yenifer Carolina Cajas Guaca
  • Laura Cristina Pires Lima

Resumo

A arborização das cidades surgiu da necessidade de se manter o vínculo entre população urbana e a natureza. Quando realizada de maneira adequada, ela garante a prestação de serviços ambientais como regulação microclimática, redução da poluição atmosférica e sonora, conservação da biodiversidade nativa e melhoria estética das cidades. Foz do Iguaçu com uma área considerável de remanescentes florestais, belezas naturais e potencial turístico, não possui um projeto adequado de arborização. Nesse sentido, este trabalho se propôs a realizar um levantamento das fanerógamas na Avenida Araucária, no bairro Vila A, em Foz do Iguaçu - PR, Brasil, seus usos potenciais e síndromes de dispersão, de modo a contribuir com informações básicas para o plano de arborização do município. As coletas se deram entre meses de 2018 e 2019, as amostras coletadas foram herborizadas, identificadas e incorporadas ao herbário EVB. Assim, foram identificadas 59 espécies circunscritas em 26 famílias, sendo as mais representativas Fabaceae (21 spp.) e Moraceae (4 spp.), 56,7% são nativas e 43,3% exóticas, 22 das espécies nativas são comuns em florestas estacionais. As principais formas de dispersão foram zoocoria, anemocoria e autocoria, de polinização, a entomofilia. Dentre as espécies encontradas, nota-se um número considerável de espécies inapropriadas para o plantio em cidades, como espécies invasoras e exóticas e/ou tóxicas. Os dados levantados evidenciam a necessidade de um plano de arborização relacionado com o fornecimento de serviços ecossistêmicos essenciais para a promoção do bem-estar, saúde pública e qualidade ambiental na cidade.

Biografia do Autor

Izabele Oliveira Munaro

Acadêmica do curso de Ciências Biológicas – Ecologia e Biodiversidade da Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Gabriela Naomi Ichikawa

Acadêmica do curso de Ciências Biológicas – Ecologia e Biodiversidade da Universidade Federal da Integração Latino-Americana

Mariana Albuquerque de Souza

Acadêmica do curso de Ciências Biológicas – Ecologia e Biodiversidade da Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Felipe André Fusiger

Acadêmico do curso de Ciências Biológicas – Ecologia e Biodiversidade da Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Helena Terezinha Pimentel Vieira

Acadêmica do curso de Ciências Biológicas – Ecologia e Biodiversidade da Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Yenifer Carolina Cajas Guaca

Acadêmica do curso de Ciências Biológicas – Ecologia e Biodiversidade da Universidade Federal da Integração Latino-Americana.

Laura Cristina Pires Lima

Professora Adjunta do Instituto Latino Americano de Ciências da Vida e da Natureza da Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Curadora do Herbário Evaldo Buttura. *Autora para correspondência: lima@unila.edu.br

Downloads

Publicado

2021-03-04