ESTUDO DA BIODIVERSIDADE DO ÁCARO VERMELHO (TETRANYCHUS SPP) E SEUS INIMIGOS NATURAIS (NA CULTURA DE TOMATE- Lycopersicon esculentum Miller) NOS DISTRITOS DE SÁBIE, CHOKWÉ E MOAMBA-SEDE (MOZAMBIQUE)

Autores

  • Efraime da Graça Armando Gobeia Universidade Eduardo Mondlane

Resumo

O presente trabalho é resultado de um estudo realizado nos distritos de Sábie, Chokwé, Machipanda e Moamba-sede no período compriendido entre Junho e Julho de 2016. O levantamento teve como objetivo a identificação das diferentes espécies do ácaro vermelho (Tetranychus spp) e seus inimigos naturais na cultura do tomate (Lycopersicon esculentum Miller) através de técnicas moleculares e morfológicas. No levantamento foram amostrados 10 campos de Tomate em cada um dos postos administrativos dos distritos de Sábie, Moamba-sede, Chokwé e Machipanda. Em cada campo 20 plantas foram aleatoriamente selecionadas e inspecionadas as páginas inferiores dos 5 folíolos maiores de 10 folhas basais. Nas folhas infestadas com a ajuda de uma lupa de mão (10X) e um píncel, os ácaros foram contados, registados na folha de dados partindo sempre do princípio que em campos demasiado infestados o número de ácaros era achado por estimação. De seguida estes foram colocados em frascos (com indicação do local, campo, data de colheita), contendo álcool a 85%. Posteriormente os ácaros coletados, identificados inicialmente de forma morfológica no laboratório de entomologia da Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) em Maputo (Moçambique) e de seguida a nível molecular através das técnicas R.A.P.D (Random Amplified Polymorphic DNA) e R.F.L.P (Restriction Fragment Length Polymorphism) no centro de Biotecnologia da UEM. Em todos os distritos amostrados foram apenas identificadas as espécies Tetranychus evansi e urticae. A espécie T.evansi foi mais abundante em todos os distritos com cerca de 90%, 85%, 80% e 85% nos distritos de Chókwè, Moamba-Sede, Machipanda e localidade de Sábie respectivamente. Não houve diferenças significativas entre as densidades médias, nível médio de ataque, percentagem de infestação ocorridos nos 4 distritos segundo o teste de Fisher "F" a um nível de significância de 5%, tendo sido encontradas diferenças significativas apenas no cálculo da abundância relativa. Da identificação molecular realizada com base nas técnicas R.A.P.D.e R.F.L.P., não foi possível fazer a diferenciação das espécies do ácaro, dado o facto de a maior parte dos resultados do gel de agarose visualizados na luz ultravioleta não mostrarem com clareza a diferença entre as bandas de uma espécie e da outra. Também não foi registado nenhum inimigo natural em todos os locais de amostragem.

Biografia do Autor

Efraime da Graça Armando Gobeia, Universidade Eduardo Mondlane

Agronômo, Docente do Departamento de Agricultura – Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique) – email: egobeia@gmail.com

Downloads

Publicado

2021-03-04