AVALIAÇÃO DE GUARANAZEIRO EM ENSAIOS MULTI-AMBIENTES PELO MODELO GGE BIPLOT

Autores

  • André Luiz Atroch
  • Firmino José do Nascimento Filho
  • Jackson Araújo dos Santos
  • Eva Maria Alves Cavalcanti Atroch
  • Inocêncio Júnior de Oliveira

Resumo

A seleção dos melhores materiais genéticos para plantio em uma região não é uma tarefa fácil devido aos altos custos envolvidos na implantação e condução dos experimentos finais de avaliação e na recomendação de cultivares e o efeito do ambiente faz com que seja preciso avaliar a estabilidade e adaptabilidade fenotípica. O objetivo deste trabalho foi avaliar a adaptabilidade e a estabilidade de 27 genótipos de guaranazeiro em quatro locais pelo método GGE biplot para os dados multi-ambientes (MET) da produção de semente seca de guaraná para investigação do mega-ambiente de destino e avaliação de genótipos e ambientes dentro de cada mega-ambiente. Os gráficos da análise GGE biplot foram bem construídos pois os dois primeiros eixos principais explicaram 87,5% da variação da produção. Foi possível identificar dois mega-ambientes formados pelos ambientes teste Maués, Manaus e DAS, e por IRAND. Os genótipos 372, 505, 831, 838 e 215 apresentaram alta produtividade, mas não foram estáveis. Foi identificado o genótipo ideótipo 871 (BRS Maués) mostrando alta produtividade e estabilidade e os genótipos que mais se aproximaram do ideótipo foram 874 e 952. O ambiente teste IRAND possuiu maior poder discriminante para os genótipos. O ambiente teste DAS não discriminou os genótipos.

Biografia do Autor

André Luiz Atroch

Engenheiro Agrônomo, Doutor em genética, conservação e biologia evolutiva, pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental, Manaus, AM. andre.atroch@embrapa.br (autor correspondente)

Firmino José do Nascimento Filho

Engenheiro Agrônomo, Doutor em genética e melhoramento vegetal, pesquisador da Embrapa Amazônia  Ocidental, Manaus, AM. firmino.filho@embrapa.br

Jackson Araújo dos Santos

Engenheiro Agrônomo, Mestre em Fitotecnica, analista da Embrapa Amapá, Rodovia Juscelino Kubitschek, km 5, Macapá, AP. jackson.santos@embrapa.br

Eva Maria Alves Cavalcanti Atroch

Bióloga, Doutora em Botânica, Fisiologia Vegetal, professora associada do Instituto de Ciências Biológicas, Laboratório de Cultura de Tecidos Vegetais, UFAM, AM. eatroch@ufam.edu.br

Inocêncio Júnior de Oliveira

Engenheiro Agrônomo, Doutor em genética e melhoramento vegetal, pesquisador da Embrapa Amazônia Ocidental, Manaus, AM. inocencio.oliveira@embrapa.br

Downloads

Publicado

2020-10-17