A FITOTERAPIA NO TRATAMENTO DE PELE: UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO

Autores

  • Evanilson Gomes Pinto
  • Felipe Sant’ Anna Cavalcante
  • Renato Abreu Lima

Resumo

A medicina tradicional envolve o resgate acerca dos métodos e técnicas de cura, tratamento e prevenção de doenças utilizando plantas medicinais. Por essa razão, o objetivo deste trabalho foi de realizar um levantamento de plantas medicinais que são utilizadas no tratamento de pele. A metodologia empregada foi à revisão bibliográfica realizada entre 2008 a 2018 em periódicos nacionais e internacionais. As bases de dados utilizadas foram SciELO, PubMed, LILACS, COCHRANE e Google Acadêmico, por meio dos seguintes descritores: pele, fitoterapia e tratamento. Verificou-se que as plantas medicinais mais utilizadas foram: bardana (Arctium lappa L.), arnica (Arnica acaulis L.), confrei (Symphytum officinale L.), chapéu-de-couro (Echinodorus macrophyllus L.), picão (Bidens pilosa L.), barbatimão (Stryphnodendron adstringens (Mart.) Coville), cravo-da-índia (Syzygium aromaticum L.), calêndula (Calendula arvensis L.), babosa (Aloe vera L.) e melaleuca (Melaleuca alternifolia L.). As partes mais utilizadas foram às flores, folhas e óleos e o método de infusão foi à forma de preparo mais utilizada. Muita das plantas medicinais relatadas neste trabalho tem o seu poder de cura comprovadas pela literatura científica, melhorando assim a qualidade de vida das pessoas que as utilizam. Dessa forma, esse trabalho, foi produtivo e satisfatório, obtendo resultados significativos para a saúde humana, também constituem uma etapa importante da bioprospecção, auxiliando na seleção de plantas-alvo para investigações farmacológicas.

Biografia do Autor

Evanilson Gomes Pinto

Farmacêutico, Especialista em Fitoterapia; evanilsonfarmaceutico@gmail.com

Felipe Sant’ Anna Cavalcante

Biólogo, Mestre em Ciências Ambientais, Universidade Federal do Amazonas (UFAM); felipesantana.cavalcante@gmail.com

Renato Abreu Lima

Biológo, Doutor em Biotecnologia, Docente do Curso de Licenciatura em Ciências: Biologia e Química, Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM)*E-mail: renatoal@ufam.edu.br

Downloads

Publicado

2020-07-26