USO, CLASSIFICAÇÃO E DIVERSIDADE DE Solanum L. (SOLANACEAE)

Autores

  • Maria de Lurdes Bezerra de Oliveira
  • Thiago Abraão Reis de França
  • Felipe Sant’ Anna Cavalcante
  • Renato Abreu Lima

Resumo

As pesquisas científicas são uma base fundamental nos dias atuais para melhoramentos na qualidade de vida da humanidade, novas descobertas e diversos avanços, entre eles estão os biológicos, tecnológicos e químicos. Tendo em vista tal dinâmica de conhecimentos pode-se então destacar o estudo de plantas, tendo em vista a rica biodiversidade existente no Brasil. Mediante tantas famílias e espécies, o presente estudo traz como proposta abordar os estudos e análises realizadas acerca da família Solanaceae A. L. Jussieu, tendo em vista que a mesma é constituída por cerca de 106 gêneros e 2.300 espécies. Um dos gêneros mais pesquisados e explorados dentro da família Solanaceae é o gênero Solanum, devido sua ampla quantidade de espécies e sua diversificada composição química. Assim o presente trabalho visa agrupar e explorar diversos pontos acerca da família Solanaceae, enfatizando ainda o gênero Solanum. Os trabalhos levantados foram lidos e selecionados a partir de suas respectivas temáticas e contribuições para o presente trabalho. Como metodologia para a análise dos artigos, foram utilizadas as categorizações propostas por Bardin. Foram selecionadas 8 categorias principais, as quais possibilitaram um novo olhar acerca da importância de pesquisar e conhecer as famílias de plantas. A família Solanaceae tem-se mostrado promissora no ramo das pesquisas científicas, ao analisar diretamente o gênero Solanum, tal afirmação se torna evidente, sendo esta empregada em áreas diversas, como fonte de novos conhecimentos científicos, os quais possibilitam a implementação em produtos para auxiliar a comunidade em geral, na forma de medicamentos, cosméticos, condimento, produtos industrializados.

Biografia do Autor

Maria de Lurdes Bezerra de Oliveira

Graduanda em Ciências: Biologia e Química, Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM). E-mail: lurdes.ufam@gmail.com

Thiago Abraão Reis de França

Engenheiro Agrônomo, Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM). E-mail: thiago.francareis@gmail.com

Felipe Sant’ Anna Cavalcante

Biólogo, Mestrando em Ciências Ambientais, Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM). E-mail: felipesantana.cavalcante@gmail.com

Renato Abreu Lima

Biólogo, Doutor em Biodiversidade e Biotecnologia, Docente do Instituto de Educação, Agricultura e Ambiente (IEAA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM). E-mail: renatoal@ufam.edu.br

Downloads

Publicado

2020-07-26