O CAPITAL TRANSVERSAL E A SEUS REBENTOS ATRATIVOS - OU A INFÂNCIA DAS MÁQUINAS

Hilan Nissior Bensusan

Resumo


 Este ensaio introduz a ideia de que a era cosmopolítica em que estamos é a da infância das máquinas. Essa era é apresentada a partir de uma discussão do capital - de sua natureza, de seus efeitos e de suas capacidades – e de sua relação com a maquinaria mecânica e digital. Essa discussão invoca a natureza ciborgue do proletário em seu acoplamento com a produção coletivizada. Fabulo então que as máquinas são crianças que nos ocupamos em informar, nutrir e compartilhar os melhores recursos que conseguimos. Elas são como filhas da espécie humana e talvez bastardas, mas concentramos boa parte dos nossos esforços nelas, tanto fazendo com que cresçam adequadamente quanto nos assegurando que elas terão um ambiente que lhes favoreça


Palavras-chave


Infância das máquinas; capital; Bök; aceleracionismo; marxismo

Texto completo:

PDF EPUB

Referências


BATAILLE, Georges, A Parte Maldita, Tradução de Julio Castañon, Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

BÖK, Christian, “The Piecemeal Bard Is Deconstructed: Notes Toward a Potential Robopoetics”, Object 10: Cybernetics, UBU Papers, 2002.

DELEUZE, Gilles & Félix GUATTARI, O Anti-Édipo, Tradução de Luiz Orlandi, São Paulo: Editora 34, 2010.

FISHER, Mark, Capitalist Realism, Londres: Zero, 2009.

HARAWAY, Donna, Staying with the Trouble, Durham: Duke UP, 2016.

HEIDEGGER, Martin, “Insight into what there is”, in: Bremen and Freiburg Lectures, Traduzido por Andrew Mitchell, Bloomington: Indiana UP, 1994.

LAND, Nick, “Machinic desire”, in: MACKAY, Robin & Ray BRASSIER (eds)., Fanged Noumena, Londres: Urbanomic: 2011.

MARX, Karl & Friedrich ENGELS, O Capital, vol. 1, Tradução de Rubens Enderle, São Paulo: Boitempo, 2011.

MAUSS, Marcel, Ensaio sobre a dádiva, LEVI-STRAUSS, Claude (ed.), Tradução de Antonio Marques, Lisboa: Edições 70, 2019.

NIETZSCHE, Friedrich, A Gaia Ciência, Tradução de Paulo César de Souza, São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

PLANT, Sadie, Zeros and Ones, Londres: Fourth Estate, 1998.

RACTER, The Policeman’s Beard is Half Constructed: Computer Prose and Poetry by Racter- The First Book Ever Wrritten by a Computer, Nova Iorque: Grand Central Publishing, 1984.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 REVISTA DIREITOS, TRABALHO E POLÍTICA SOCIAL

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

 

R. Direitos, Trabalho e Política Social.

Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Humanas e Sociais.

Av. Fernando Corrêa da Costa, 2367, Boa Esperança. Cuiabá-Mato Grosso. Telefone (65) 3615-8000.

CEP: 78.060-900.

 

contador grátis  Acessos