CONSIDERAÇÕES SOBRE A CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA NO BRASIL

Lucas Guedes Vilas Boas

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir o viés histórico da elevada concentração fundiária no Brasil, reflexo de um país caracterizado pela díspar distribuição de renda, relacionando-o à degradação da situação alimentar do país e à pobreza no campo. Destarte, discute-se a instituição das capitanias hereditárias, discorrendo sobre as concessões de sesmarias, a Lei de Terras de 1850 e os latifúndios contemporâneos, entre outros elementos vinculados ao assunto. Ademais, o caráter capitalista da agricultura nacional, o qual resulta na iniquidade no acesso à terra, e os principais movimentos de luta no campo brasileiro, como as Ligas Camponesas, a Guerrilha do Araguaia e o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), também são debatidos. Nesta perspectiva, a pesquisa bibliográfica e a análise documental foram os procedimentos metodológicos adotados no estudo, cujo viés é qualitativo.

Palavras-chave


Concentração Fundiária; Questão Agrária; Brasil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexações e Bases Bibliográficas