MERCADO DE TRABALHO, CRIAÇÃO E DESTRUIÇÃO DE VAGAS NO SETOR FORMAL NO CEARÁ ANTES E DEPOIS DA CRISE ECONÔMICA DE 2008.

Autores

  • João Paulo Bezerra Nobre Bacharel em Administração pela Universidade Federal do Cariri – UFCA. Especialista em Administração Financeira pela Universidade Regional do Cariri – URCA.
  • Luís Abel da Silva Filho Universidade Regional do Cariri – URCA

DOI:

10.19093/res9023

Resumo

A rotatividade no mercado de trabalho vem se mostrando um fenômeno controverso na literatura econômica: por um lado, há os teóricos que afirmam ser ela resultado dos incentivos concedidos ao trabalhador desempregado; por outro, há os que asseguram que tal fenômeno é resultado da ofensiva do capital sobre o trabalho, onde a substituição da mão de obra é um dos fenômenos mais comuns. Diante disso, o objetivo deste artigo é analisar a criação e destruição de postos de trabalho, bem como o saldo de vagas no setor formal no Ceará, comparando a entre as microempresas e pequenas empresas – M&P vis-à-vis médias e grandes empresas M&G. Metodologicamente faz-se uma revisão da literatura e, em seguida, a construção de indicadores, a partir das informações da Relação Anual de Informações Sociais – RAIS e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED do Ministério do Trabalho e do Emprego – MTE. Os resultados mostram que é na construção civil que se tem a maior taxa de criação líquida. Além disso, as maiores taxas de criação líquida foram registradas por homens, nos estabelecimentos M&P, com destruição líquida para os menos escolarizados e criação líquida de postos de trabalho apenas nas mais baixas faixas de remuneração, tanto nas M&P quanto nas M&G empresas cearenses e em ambos os biênios em apreço.

Biografia do Autor

Luís Abel da Silva Filho, Universidade Regional do Cariri – URCA

Professor Adjunto do Departamento de Economia da Universidade Regional do Cariri – URCA. Doutor em Ciências Econômicas pelo Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP.

Downloads

Publicado

2020-01-29

Como Citar

Nobre, J. P. B., & da Silva Filho, L. A. (2020). MERCADO DE TRABALHO, CRIAÇÃO E DESTRUIÇÃO DE VAGAS NO SETOR FORMAL NO CEARÁ ANTES E DEPOIS DA CRISE ECONÔMICA DE 2008. Revista De Estudos Sociais, 21(43), 63-88. https://doi.org/10.19093/res9023

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)