SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NO CONTEXTO HISTÓRICO E CULTURAL DE PORTO VERA CRUZ/RS

Autores

  • Sandra Cristina Franchikoski
  • Susana Cesco Universidade Federal Fluminense

DOI:

10.19093/res7485

Palavras-chave:

Cultura. Porto Vera Cruz. Segurança Alimentar e Nutricional.

Resumo

Este artigo versará sobre a questão da Segurança Alimentar e Nutricional e o processo de construção dessa política no Brasil, bem como a questão da cultura alimentar do município de Porto Vera Cruz/RS, efetuando-se uma descrição histórica do município, seus hábitos, costumes e atividades desenvolvidas pela população e pelo governo municipal. A metodologia utilizada para obter os subsídios teóricos que possibilitaram o entendimento da questão proposta baseou-se em fontes de pesquisa bibliográfica e análise de documentos do município. Também foram realizadas reflexões a partir de estudos antropológicos na expectativa de sedimentar algumas noções conceituais que contemplem aspectos da cultura e do contexto histórico e político da Segurança Alimentar e Nutricional. Verificou-se que o incentivo do governo municipal através de políticas públicas auxilia a população na busca da segurança alimentar, que além da produção de alimentos saudáveis para o próprio consumo e oferta de produtos com melhor qualidade para o comércio, ainda revitaliza a cultura através da valorização de tradições locais.

Biografia do Autor

Sandra Cristina Franchikoski

Possui Graduação em Nutrição (2001), Especialização em Nutrição Clínica (2004) pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUI) e Mestrado em Políticas Públicas pela Universidade Federal do Pampa (Unipampa) - Campus São Borja/RS. Atualmente é Assistente em Administração do Instituto Federal Farroupilha. Tem experiência na área de Nutrição Clínica, Alimentação Escolar, Alimentação Hospitalar, Unidade de Alimentação e Nutrição, Saúde Pública e Gestão de Políticas Públicas. Também possui experiência profissional na área de Ensino, Licitações e Gestão Documental

Susana Cesco, Universidade Federal Fluminense

Doutora em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009), mestre em História Cultural pela Universidade Federal de Santa Catarina (2005), bacharel e licenciada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003). Professora Recém-doutora (bolsista PRODOC/CAPES) no Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade - CPDA/UFRRJ no período 2010 à 2013. Professora no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Pampa - Campus São Borja (UNIPAMPA) e no Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional da Universidade Federal Fluminense (UFF). Atualmente é coordenação do Grupo de Trabalho de História Ambiental, GTHA - ANPUH, Brasil e é vice-coordenadora do Laboratório de História Regional e Patrimônio (LAHIRP-UFF), que conta com pesquisadores brasileiros e estrangeiros interessados em discutir a História Regional em sua interseção com a questão patrimonial. Tem experiência na área de História, com ênfase em História Ambiental e História e História Agrária, atuando principalmente nos seguintes temas: migrações, agricultura, rios, paisagem, mata atlântica e pampa.

 

Referências

ALENCAR, Álvaro Gurgel de. Do conceito estratégico de segurança alimentar ao plano de ação da FAO para combater a fome. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, vol.44, no.1, p. 137-144, Jan./Jun. 2001. Disponível em <https://goo.gl/XGr4Yv>. Acessado em: 03 out. 2016.

BÁRBARO, Gilberto J. Relato de experiência sobre a fruticultura em Porto Vera Cruz. Trabalho de Conclusão do Curso de Tecnólogo em Agricultura Familiar e Sustentabilidade, Centro de Ciências Rurais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, RS). Santa Maria (RS). 2012.

BELIK, Walter. Perspectivas para a segurança alimentar e nutricional no Brasil. Revista Saúde e Sociedade. São Paulo, v.12, n.1, p.12-20, jan-jun 2003. Disponível em <https://goo.gl/XdT04X> Acessado em: 03 out. 2016.

BELUZZO, Rosa. A Valorização da Cozinha Regional. In: 1° Congresso Brasileiro de Gastronomia e Segurança Alimentar, Brasília - DF. Coletânea de palestras. Brasília. 2004.

BENEDICT, Ruth. O crisântemo e a espada. São Paulo: Editora Perspectiva. 1972.

BRASIL. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Sobre o PNAE. Disponível em <https://goo.gl/ymi4lk> Acessado em: 18 out. 2016.

BRASIL. Lei nº. 11.346 de 15 de setembro de 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Disponível em: <https://goo.gl/IksHaF>. Acessado em: 30 out. 2016.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Sobre o Programa PAA. Disponível em <http://www.mda.gov.br/sitemda/secretaria/saf-paa/sobre-o-programa> Acessado em: 01 out. 2016.

BURLANDY, Luciene; MALUF, Renato. Soberania Alimentar. In: CONSELHO NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL. A Segurança Alimentar e Nutricional e o Direito Humano à Alimentação Adequada no Brasil. Indicadores e monitoramento, da Constituição de 1998 aos dias atuais, 2010. Disponível em: <https://goo.gl/wQwJuS>. Acesso em: 09 out. 2016.

CANESQUI, Ana Maria. Comentários sobre os Estudos Antropológicos da Alimentação. In: CANESQUI, Ana Maria; GARCIA, Rosa Wanda Diez. Antropologia e Nutrição: um diálogo possível. 1° Ed. Rio de Janeiro: FIOCRUZ. 2005.

CENTRO DE REFERÊNCIA EM SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL (CERESAN). Construção e promoção de sistemas locais de segurança alimentar e nutricional: aspectos produtivos, de consumo, nutricional e de políticas públicas. Relatórios Técnicos, 3. CPDA. UFRRJ: Rio de Janeiro. 2006.

COELHO, Teixeira. Dicionário crítico de política cultural. São Paulo: Editora Iluminuras. 1997.

CONSELHO NACIONAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL (CONSEA). Princípios e Diretrizes de uma Política de Segurança Alimentar e Nutricional. Textos de Referência da II Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. Brasília, Julho de 2004. Disponível em <https://goo.gl/j7Wx6C> Acessado em: 03 de outubro de 2016.

CONTI, Irio Luiz. Segurança Alimentar e Nutricional: noções básicas. Passo Fundo/RS: IFIBE. 2009.

COSTA, Christiane G.; MALUF, Renato Sérgio. Diretrizes para uma política municipal de segurança alimentar. São Paulo: Instituto Pólis, 2001.

CRUZ, Fabiana T.; SCHNEIDER, Sergio. Qualidade dos alimentos, escalas de produção e valorização de produtos tradicionais. Revista Brasileira de Agroecologia, Pelotas/RS, v.5, n.2, p. 22-38 (2010). Disponível em <https://goo.gl/WPGU6K> Acesso em: 15 out. 2012.

DUARTE, Newton; MARTINS, Ligia Márcia. As contribuições de Aleksei Nikolaevich Leontiev para o entendimento da relação entre educação e cultura em tempos de relativismo pós-moderno. Texto inédito, 2012.[mimeo]

EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. 2ª ed. São Paulo: Editora UNESP. 2011.

ESPEIORIN, Vagner Adilio; POZENATO, Kenia Maria Menegotto. Globalização, Meios de Comunicação e Zona Rural: as transformações culturais no interior do Rio Grande do Sul. Trabalho apresentado ao IJ 7, na divisão temática Comunicação, Espaço e Cidadania, do Intercom Júnior, no XI CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO SUL e realizado de 17 a 19 de maio de 2010.

FAO. ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A AGRICULTURA E ALIMENTAÇÃO. Alimentação para todos. Cimeira Mundial da Alimentação, Roma. 1996.

_____________________________________________________________. FAO no Brasil – Memória de Cooperação Técnica, 2009. Disponível em: <https://goo.gl/vW4N1x>. Acesso em: 17 dez. 2016.

FARIA, Hamilton. Políticas públicas de cultura e desenvolvimento humano nas cidades. In: BRANT, Leonardo (org). Políticas Culturais. Vol. 1. Barueri: Manole. 2003.

FLANDRIN, Jean-Louis; MONTANARI, Massimo. A história da alimentação. Paris: Ed. Fayard. 1996.

FRANCHIKOSKI, Sandra Cristina; THOMÉ, Carlos. Preocupações internacionais com segurança alimentar e nutricional: o papel da FAO. Revista Intellector, Rio de Janeiro, v. 14, n. 27, 2017. Disponível em: <http://www.cenegri.org.br/intellector/ojs-2.4.3/index.php/intellector/article/view/147/103>. Acesso em: 03 maio 2018.

GARCIA, Rosa Wanda Diez. A Comida, a Dieta o Gosto. Mudanças na Cultura Alimentar Urbana. 305 f. Tese (Doutorado em Psicologia) – Universidade de São Paulo. São Paulo-SP, 1999.

GEERTZ, Clifford. A Interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: LTC. 1989.

GINANI, Verônica Cortês. Índice de Aceitação de Preparações Regionais com Teor Lipídico Reduzido. Dissertação (Mestrado em Nutrição Humana). Universidade de Brasília. Brasília-DF, 2005.

HIRAI, Wanda Griep; SILVA, Elyda Vilela da; MAIA, Jéssica Laís Batista. Segurança alimentar e nutricional: a cultura alimentar da população quilombola. VII Jornada Internacional de Políticas Públicas. Cidade Universitária da UFMA, São Luís-MA. 2015.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/> Acessado em 15 de julho de 2016.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um Conceito Antropológico. Rio de Janeiro: ZAHAR. 1986.

LODY, Raul. Comer é pertencer. In: 1° Congresso Brasileiro de Gastronomia e Segurança Alimentar, Brasília-DF. Coletânea de palestras. Brasília, 2004.

MALUF, Renato Sérgio. O Novo contexto internacional do abastecimento e da segurança alimentar. In: Belik, W & Maluf, R. Abastecimento e Segurança Alimentar. Campinas: Unicamp. 2000.

MONTANARI, Massimo. Comida como cultura. São Paulo: Senac São Paulo. 2008.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU).Comitê de Direitos Econômicos, Sociais e Culturais. Comentário Geral nº 12 – art. 11 do Pacto. 1999. Disponível em: <http://fianbrasil.org.br/wp-content/uploads/2016/12/Comentario-Geral-No-12.pdf>. Acesso em: 28 maio 2017.

PESSANHA, Lavínia Davis Rangel. Pobreza, Segurança Alimentar e Políticas Públicas: Contribuição ao Debate Brasileiro. (texto apresentado no Seminário "Sistemas Locais de Segurança Alimentar" realizado no Instituto de Economia da Unicamp em novembro de 2002. 1: Estimativa de Beneficiários de Programas de Combate à Fome, 2001.

RATZEL, Friedrich. Le Sol, la Société et l’État. 1900. Disponível em: < http://classiques.uqac.ca/classiques/ratzel_friedrich/Sol_Societe_Etat/ratzel_le_sol_societe_Etat.pdf>. Acesso em: 08 nov. 2017.

ROCHA, Gilmar Rocha; TOSTA, Sandra Pereira. Antropologia e Educação. Col. Temas e educação, v.10, Belo Horizonte: Autêntica. 2009.

TEIXEIRA, João Carlos; PAGANINE, Joseana; GUEDES, Sylvio. História: a Rio-92 e as conferências anteriores à Rio+20. Revista Em Discussão, Brasília/DF, ano 3, v.11, p. 12, junho 2012. Disponível em: <https://goo.gl/aYPVKC>. Acesso em: 07 nov. 2017.

TRICHES, Rosane Márcia. A ressignificação da qualidade dos alimentos na construção de mercados locais: o caso da alimentação escolar. In: 5º Encontro da Rede de Estudos Rurais, Belém-PA. 2012.

VALENTE, Flávio Luiz Shieck. O direito à alimentação. In: LIMA, Jaime Benvenuto, ZETTERSTRÖM, Lena. (orgs.) Extrema pobreza no Brasil: a situação do direito à alimentação e moradia adequada. São Paulo: Loyola. 2004.

WILKINSON, John. A agricultura familiar ante o novo padrão de competitividade do sistema alimentar na América Latina. Estudos Sociedade e Agricultura, Rio de Janeiro, v.21, p.62-87, 2003.

WRIGHT, Angus. Descendo a montanha e seguindo para o norte: como a degradação do solo e os pesticidas sintéticos orientaram a trajetória da agricultura mexicana ao longo do século XX. Topoi, Rio de Janeiro, v. 13, n. 24, p. 136-161, jan/jun. 2012.

Downloads

Publicado

2020-01-29

Como Citar

Franchikoski, S. C., & Cesco, S. (2020). SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL NO CONTEXTO HISTÓRICO E CULTURAL DE PORTO VERA CRUZ/RS. Revista De Estudos Sociais, 21(43), 104-127. https://doi.org/10.19093/res7485

Edição

Seção

Artigos