DE IDEIAS E LUGARES: UMA HISTÓRIA DO LIBERALISMO ECONÔMICO NO BRASIL OITOCENTISTA

Autores

  • Raphael Castro Martins
  • Ivan Colangelo Salomão Professor da FCE/UFRGS

DOI:

10.19093/res6282

Palavras-chave:

Liberalismo, História Econômica, Brasil

Resumo

O liberalismo encontrou no Brasil uma realidade distinta daquela em que a ideologia surgiu, nos países europeus. Uma sociedade escravista, cujas relações sociais baseavam-se no favor, não poderia locupletar-se de ser exatamente liberal, ainda que o fosse em termos econômicos. Extrapolando a polêmica acerca da adaptabilidade do liberalismo nos trópicos, este trabalho tem por objetivo sistematizar algumas das principais características do liberalismo econômico no Brasil do século XIX. Para tanto, analisou-se o pensamento de três proeminentes autores liberais, a inserção do país na divisão internacional do trabalho e, por fim, o debate monetário travado naquele momento histórico.

Referências

ALVES, Andreia F. Visconde de Cairu – Civilidade, Escravidão e Barbárie. VIII Simpósio Internacional Processo civilizador, História e Educação, 2004.

AZEVEDO, Jussara F. de. Discursos e idéias. A gênese da luta pelo processo de organização da indústria no Brasil: a Associação Industrial do Rio de Janeiro e sua luta pela indústria nacional no século XIX (1870-1888). 2011. 199 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História Social, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, São Gonçalo, 2011.

BARRETO, Patrícia Regina C. Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional: Oficina de Homens. XIII Encontro de História, Anpuh, Rio de Janeiro, p.1-8, ago. 2008.

BARRETO, Patrícia Regina C. Sociedade Auxiliadora da Indústria Nacional: o templo carioca de Palas Atena. 2009. 385 f. Tese (Doutorado) - Curso de História das Ciências e das Técnicas e Epistemologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

BENTIVOGLIO, Júlio César. O império das circunstâncias: o Código Comercial e a política econômica brasileira (1840-1860). 2002. 290 f. Tese (Doutorado) - Curso de História Econômica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

FARIA, Fernando Antonio. Joaquim Murtinho: criadores e criatura. Intellectus, Rio de Janeiro, v. 1, n. 04, p.1-10, 2005.

FARIA JUNIOR, Carlos de. O Pensamento Econômico de José da Silva Lisboa, Visconde de Cairu. 2008. 352 f. Tese (Doutorado) - Curso de História Econômica, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

FERNANDES, Florestan. A revolução burguesa no Brasil. São Paulo: Zahar, 2006.

FONSECA, Pedro Cezar D. Keynes: O Liberalismo Econômico como Mito. Economia e Sociedade, Campinas, v. 19, n. 3, p.425-447, dez. 2010.

FONSECA, Pedro Cezar D. MOLLO, Maria de Lourdes R. Metalistas x papelistas: origens teóricas e antecedentes do debate entre monetaristas e desenvolvimentistas. Nova Economia, Belo Horizonte, v. 22, n. 2, p.203-233, maio 2012.

GAMBI, Thiago F. R. O segundo Banco do Brasil como banco da Ordem. In: Simpósio Nacional de História, 26. São Paulo: Anpuh, 2011.

GREMAUD, Amaury Patrick. Das controvérsias teóricas à política econômica: pensamento econômico e economia brasileira no Segundo Império e na Primeira República (1840-1930). 1997. 265 f. Tese (Doutorado) - Curso de Economia, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.

GUGLIOTTA, Alexandre Carlos. Entre trabalhadores imigrantes e nacionais: Tavares Bastos e seus projetos para a nação. 2007. 189 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de História Social, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

LISBOA, José da S. Observações Sobre a Franqueza da Indústria e Estabelecimento de Fábricas no Brasil. Brasília: Senado Federal, 1999.

LUZ, Nícia V. A luta pela industrialização do Brasil. São Paulo: Alfa-omega, 1975.

LUZ, Nícia V. Ideias econômicas de Joaquim Murtinho. Brasília: Senado Federal, 1980.

LYNCH, Christian Edward C. O Conceito de Liberalismo no Brasil (1710-1810). Araucária: Revista Iberoamericana de filosofia, política y humanidades, Sevilla, v. 1, n. 17, p.212-234, maio 2007.

MOLLO, Maria de Lourdes R. As Controvérsias Monetárias do Século XIX. Ensaios FEE, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p.80-97, abr. 1994. Trimestral.

MONTEIRO, Pedro M. Um moralista nos trópicos: o visconde de Cairu e o duque de la Rochefoucauld. 2001. 285 f. Tese (Doutorado) - Curso de Teoria e História Literária, Unicamp, Campinas, 2001.

PAIM, Antonio. História do Liberalismo Brasileiro. Rio de Janeiro: Mandarim, 1998.

SALOMÃO, Ivan C. O desenvolvimento em construção: um estudo sobre a pré-história do pensamento desenvolvimentista brasileiro. 2013. 190 f. Tese (Doutorado) - Curso de Economia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

SALOMÃO, Ivan C.; FONSECA, Pedro Cezar D. Heterodoxia e industrialização em contexto agrário-exportador: o pensamento econômico de Rui Barbosa. América Latina En La Historia Económica, México, v. 22, n. 1, p.150-178, jan./abr. 2015.

SCHWARZ, Roberto. As ideias fora do lugar. In: SCHWARZ, Roberto. Ao Vencedor as Batatas. São Paulo: Duas Cidades, 1992.

SILVA, Ligia Osório. Tavares Bastos e a Questão Agrária no Império. História Econômica & História das Empresas, v.1, n.1, São Paulo, 1999.

SMITH, Adam. A riqueza das nações: Investigação sobre sua Natureza e suas Causas. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

Downloads

Publicado

2018-07-04

Como Citar

Martins, R. C., & Salomão, I. C. (2018). DE IDEIAS E LUGARES: UMA HISTÓRIA DO LIBERALISMO ECONÔMICO NO BRASIL OITOCENTISTA. Revista De Estudos Sociais, 20(40), 60-77. https://doi.org/10.19093/res6282

Edição

Seção

Artigos