RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL: ESTUDO COMPARATIVO DE DUAS EMPRESAS DE RONDONÓPOLIS -MT

Autores

  • Jucilene Aparecida Souza jad.lopez@hotmail.com
    Universidade Federal de Rondonópolis.
  • Fernanda Pereira Silva admfernandas@gmail.com
    Universidade Federal de Mato Grosso, Câmpus de Rondonópolis, Curso de Administração. http://orcid.org/0000-0003-2224-2943
  • Dércio Braga Santos derciobraga@gmail.com
    Universidade Federal de Rondonópolis.
  • Neide Santos Silva neide.adm8@gmail.com
    Universidade Federal de Rondonópolis

DOI:

10.30781/repad.v3i2.8549

Palavras-chave:

Resíduos Sólidos, Resíduos Sólidos da Construção Civil, Gestão Ambiental.

Resumo

As ferramentas de gestão têm possibilitado melhorias com processos mais sustentáveis. O objetivo consiste em analisar os processos de transformações e reaproveitamentos dos resíduos sólidos da Construção Civil (RCC) de duas empresas no município de Rondonópolis-MT, sendo uma usina de reciclagem da construção civil (E1) e uma empreiteira da construção civil (E2), a partir das aplicações das ferramentas de gestão de sustentabilidade 7R´s e a performance comportamental (CARROLL, 1979). A metodologia baseou-se no método exploratório e descritivo, com o uso de abordagem qualitativa e comparativa, através do estudo de caso aplicado aos dois gestores por meio de questionários subjetivos, cujas análises idealizaram-se com base na triangulação de dados primários. Os resultados da empresa E1, basearam-se na classe A, em Reutilizar, Reaproveitar, Reciclar, Recuperar com performance proativa; nos resíduos de classe B, adequou-se em Reutilizar e Reciclar, com performance acomodativa; os resíduos de classe C e D cercaram-se em Repensar e Recusar, com performance reativa. A empresa E2, resultou-se nos resíduos de classe A em Reutilizar e Reaproveitar, a partir da performance proativa; nos resíduos de classe B, sedimentou-se em Reutilizar e Reciclar, com performance acomodativa; os resíduos de classe C e D enquadrou-se em Repensar e Recusar com performance reativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jucilene Aparecida Souza, Universidade Federal de Rondonópolis.

Graduada em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso.

Fernanda Pereira Silva, Universidade Federal de Mato Grosso, Câmpus de Rondonópolis, Curso de Administração.

Doutora em Recursos Naturais  (UFCG) Mestre em Administração (UFPB) e Graduada (UFMT). Docente Efetiva do Curso de Administração da Universidade Federal de Mato Grosso, Câmpus de Rondonópolis.

Dércio Braga Santos, Universidade Federal de Rondonópolis.

Professor Doutor do Curso de Matemática da UFR

Neide Santos Silva, Universidade Federal de Rondonópolis

Professora do Curso de Administração da Universidade Federal de Rondonópolis

Referências

ALVES, V. C. Análise das práticas de gestão ambiental e de responsabilidade social aplicada à indústria do couro em Franca-SP. 2009. 176 f. Tese (Mestrado em engenharia de produção) Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” campus Bauru. Disponível em: <http://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/92982/alves_vc_me_bauru.pdf?sequence=1>. Acessado em: 29 ago. 2016.

ÂNGULO, S.C.; JOHN, V. M.; ULSEN, C.; KAHN, H.; MUELLER, A. (2013); Separação óptica do material cerâmico dos agregados mistos de resíduos de construção e demolição. Revista Ambiente Construído, Porto Alegre, v.13, n. 2, p. 61-73.

ASSOCIAÇÃO KOBLENS BRASIL KoBra. Projeto KoBra recicla Rondonópolis. Disponível em:<http://associacaokoblenzbrasil-kobra.blogspot.com.br/p/projeto-kobra-recicla-rondonopolis.html>. Acessado em: 20 jul. 2016.

BRASIL. Decreto n° 12.305 de 02 de Agosto de 2010. Altera a Lei Federal n° 9.605 de 12 de Fevereiro de 1998, e dá outras providencias. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 03 ago. 2010. Seção 1, p. 3. Disponível em: <http://www.jusbrasil.com.br/diarios/7190459/pg-3-secao-1-diario-oficial-da-uniao-dou-de-03-08-2010>. Acessado em: 16 ago. 2016.

BRASIL. Diário Oficial da União. Disponível em: . Acessado em: 27 ago. 2016.

CARROLL, A.B. A three-dimensional conceptual model of corporate performance. Academy of Management Review, v.4, n.4, p.497-505, 1979.

CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE – CONAMA. Revisão da Resolução nº 307 de 05 de Julho de 2002. Estabelece diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.

______. Resolução n°307/ 2002. Manual Gestão de Resíduos e Produtos Perigosos: Tratamento. Pág: 571-574. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/estruturas/a3p/ _arquivos/36_09102008030504.pdf> Acessado em: 04 jul. 2015.

______. Resolução n° 348/ 2004. Altera a Resolução CONAMA n° 307, de 5 jul. 2002, incluindo o amianto na classe de resíduos perigosos. Diário Oficial de União n°158. Sessão 01, p. 70.

______. Resolução nº 431/2011. Altera o art. 3° da Resolução n° 307, de 5 de julho de 2002, estabelecendo nova classificação para o gesso. Diário Oficial da União nº 99. Sessão 01, p. 123. Disponível em:< http://www.jusbrasil.com.br/diarios/26974210/pg-123-secao-1-diario-oficial-da-uniao-dou-de-25-05-2011>. Acessado em: 27 ago. 2016.

______. Resolução nº 448/2012. Altera os arts. 2º, 4º, 5º, 6º, 8º, 9º, 10 e 11 da Resolução nº 307, de 5 de julho de 2002. Diário Oficial da União, pág. 76. Disponível em: Acessado em: 27 ago. 2016.

_______. Resolução nº. 469, DE 29 de julho de 2015. Altera o art. 2º da Resolução nº 307, de de 5 de julho de 2002, do Conselho Nacional do Meio Ambiente- CONAMA, estabelecendo nova classificação para o gesso. Diário Oficial da União,

Brasília, DF. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/port/conama/-index.cfm>.

CRESWELL, J. W. Projeto de Pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre. Editora: Artmed. 2ª Edição. 2007.

COX, J. W.; HASSARD, J. Triangulation in Organizational Research: a Representation in Organization. AB/INFORM Global, v.12, n.1, p.109-133, 2005.

DIAS, Reinaldo; Cassar, Maurício; Zavaglia, Tércia. Introdução a administração da competitividade a sustentabilidade. 2 ed. Campinas, SP: Editora Alínea, 2008.

FRIGO, J. P.; SILVEIRA, D. S. Educação Ambiental e Construção Civil: Práticas de Gestāo

de Resíduos em Foz do Iguaçu-PR. Manografia (Monografias em Gestão ambiental). Revista

FRIGO, v. 9, n. 9, p. 1938-1952, 2012, e-ISSN: 2236-1308. Disponível em: < https://

periodicos. ufsm.br/remoa/article/view/5678/3912>. Acessado em: 01 set. 2016.

FLORES, G. N. Possibilidade Jurídica da Gestão integrada de resíduos sólidos urbanos através de consórcios públicos. Revista eletrônica Direito e política, v. 5, n. 1, 2010. ISSN 1980-7791. Disponível emhttp://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rdp/article/view /6137/3402> Acessado em: 31 ago. 2016.

GERDAU. Resíduos que viram riquezas. Meio ambiente e responsabilidade social.

Disponível em: <https://www.gerdau.com/pt/meio-ambiente-e-responsabilidade-social/meio-

ambiente/co-produtos>. Acessado em 02 jul. 2015.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de

Empresas, ERA Artigos. São Paulo, v. 35, n. 3, p. 20-29, mai./jun. 1995. Disponível em:

file:///C:/Users/Particular/Downloads/38200-76053-1-PB.pdf. Acessado em: 31 ago. 2016.

GOUVEIA, N. Resíduos sólidos urbanos: impactos socioambientais e perspectiva de manejo sustentável com inclusão social. Revista Ciência e Saúde Coletiva. V. 17, n. 6, p. 1503-1510, jun. 2012. Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=63023390015>. Acessado em: 01 abr. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEORAFIA E ESTATISTICA, IBGE. Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/ noticias/imprensa/ppts/0000000105.pdf> Acessado em: 17 ago. 2016.

JAVNARAMA, Manual de Reciclagem: Coisas Simples que Você Pode Fazer. Ed.3. Editora São Paulo: Jose Olymplo, 2003. ISBN: 85-030-0538-7.

JUNIOR, S. D. da S.; COSTA, F. J. Mensuração e Escalas de Verificação: uma Análise Comparativa das Escalas de Likert e Phrase Completion. ABEP Associação Brasileira de Empresa de Pesquisa. Revista Brasileira de Pesquisa de Marketing, Opinião e Mídia (ISSN 2317-0123 On-line). V. 15, p. 1-16, São Paulo, Brasil. Disponível em: <http://www.revistapmkt.com.br/Portals/9/Volumes/15/1_Mensura%C3%A7%C3%A3o%20e%20Escalas%20de%20Verifica%C3%A7%C3%A3o%20uma%20An%C3%A1lise%20Comparativa%20das%20Escalas%20de%20Likert%20e%20Phrase%20Completion.pdf>. Acessado em: 29 ago. 2016.

JUNIOR, J. E. S.; OLAVE, M. E. L. A Gestão Ambiental e os seus Benefícios Econômicos:Um Estudo de Caso na Usina de Beneficiamento de Laticínios Santa Maria Ltda. VIII Encontro de estudos em empreendedorismo e gestão de pequenas empresas (EGEPE), Goiânia, GO, 2014.

KELLE, U. Sociological Explanations between Micro and Macro and the Integration of Qualitative and Quantitative Methods. In: Forum Qualitative Sozialforschung/Forum: Qualitative Social Research (Revista on-line). v.2, n.1, p.1-22, 2001.

LIMA, R. S.; LIMA, R. R. R. Guia para elaboração de projeto de gerenciamento de Resíduos da Construção Civil. Serie de publicação temáticas do CREA-PR, Paraná, p09-20. Disponível em <http://www.cuiaba.mt.gov.br/upload/arquivo/cartilhaResiduos_webpdf> Acessado em: 05 jul. 2016.

MATO GROSSO. Decreto n° 2.122 de 14 de Março de 1.994. Institui o código de postura no município de Rondonópolis e outras providências. Rondonópolis, MT, 14 mar. 1994. Tit. IV, Cap. I, Art. 46, p. 5. Disponível em: <http://www.rondonopolis.mt.gov.br/docs/ Lei_N__2.122_de_1994-C_DIGO_DE_POSTURA.pdf> Acessado em: 16 ago. 2016.

_______. Lei n° 7.862 de 19 de Dezembro de 2002. Dispõe sobre a Política Estadual de Resíduos Sólidos e dá outras providências. Cuiabá, MT, 19 dez. 2002. Disponível em: <http://www.cuiaba.mt.gov.br/upload/arquivo/lei%207.862_19%20DE_dezembro_%202002_sema.pdf>. Acessado em: 16 ago. 2016.

PASCHOALIN FILHO, J, A; GRAUDENZ, G, S. Destinação irregular de resíduos de construção e demolição (RCD) e seus impactos na saúde coletiva. Revista de Gestão Social e Ambiental, v.6, n.1, p 127-142, 2012.

SILVA, Edna Lúcia da; MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. Disponível em: <http://cursos.unisanta.br/civil/arquivos/Pesquisa_Cientifica_metodologias.pdf>. Acesso em 07 de abril de 2016.

SILVA, Fernanda Pereira. Performance Social Corporativa: Proposição de um Modelo para Cotonicultores. Tese (Doutorado em Recursos Naturais – Programa de Pós-graduação em Recursos Naturais - PPGRN). Universidade Federal de Campina Grande, Paraíva. 2015.

YIN, Robert K. Estudo de caso: Planejamento e Método. 4 ed. Porto Alegre: Editora Bookman, 2010.

Downloads

Publicado

2019-08-29

Como Citar

SOUZA, J. A.; SILVA, F. P.; SANTOS, D. B.; SILVA, N. S. RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL: ESTUDO COMPARATIVO DE DUAS EMPRESAS DE RONDONÓPOLIS -MT. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 53–67, 2019. DOI: 10.30781/repad.v3i2.8549. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/8549. Acesso em: 25 fev. 2024.