REFLEXÕES SOBRE AS CONTRIBUIÇÕES DA AUDITORIA CONTÁBIL NO COMBATE A CORRUPÇÃO

Autores

DOI:

10.30781/repad.v3i1.8166

Palavras-chave:

Corrupção, Auditoria, Administração Pública

Resumo

Tanto os regimes ditatoriais, quanto aos períodos tidos como democráticos tiveram um nível de corrupção acentuado, mas no caso das ditaduras, o autoritarismo impedia que investigações fossem realizadas, já no período democrático tivemos a queda de um presidente envolvido com corrupção. Mesmo com todas estas situações a corrupção não se esvaiu ao contrário, se aperfeiçoou e ganhou novos formatos, estes com mais dificuldade de serem detectados. Neste sentido, a auditoria, que é um ramo da contabilidade, assume papel fundamental no combate a este problema estrutural brasileiro, que apensar de ser possível sua identificação desde seus primórdios, ainda hoje acentua as mazelas sociais mais graves da sociedade e é encontrada em todos os níveis sociais, seja na esfera pública ou privada. Para este trabalho utilizamos análise documental como Leis e normatizações, e levantamento bibliográfico para fomentar a discussão em torno da temática. Tendo como objetivo básico, analisar a importância da auditoria na prevenção, identificação e combate da corrupção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edir Vilmar Henig, Universidade de Coimbra

Doutorado em Território, Risco e Políticas Públicas na Universidade de Coimbra. Reconhecido pelo Doutorado em Políticas Públicas, Estratégia e Desenvolvimento da UFRJ.

Mestre em Política Social pela Universidade Federal de Mato Grosso.

Graduado em Administração e Ciências Contábeis.

Referências

ATTIE, William. Auditoria Conceito e Aplicação. São Paulo: Atlas S.A., 2000.

AVRITZER, Leonardo ; FILGUEIRAS, Fernando. Corrupção e controles democráticos no Brasil. Brasília, DF: CEPAL. Escritório no Brasil/IPEA, 2011.

BEAVER, Williams. Financial reporting: an accounting revolution. Englewood Cliffs, NJ: Prentice Hall, 1981.

BRASIL. Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L4320.html Consultado em: novembro de 2018.

_______.Denúncia no Inquérito no 2.245. Brasília: Procuradoria-Geral da República. Inquérito no 2.245. Brasília: Procuradoria-Geral da República, 2006.

CAMBI, Eduardo. A atuação do Ministério Público no Combate a Corrupção na Lei 12.846/2013. In. Revista do Conselho Nacional do Ministério Público/ Comissão de Jurisprudência. Conselho Nacional do Ministério Público. Brasília. CNMP, n. 4, 2014.

CASTRO, Domingos Poubel de; GARCIA, Leice Maria. Contabilidade Pública no Governo Federal. São Paulo: Atlas, 2004.

CHAUÍ, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 2000.

FERNANDES, Lethícia Dutra Leal Ferreira; BORGES. Talilian Joelma; LEITE JÚNIOR, Maurício Cezar Resende. Auditoria e Controle Interno no Setor Público e Sua Contribuição para a Democracia. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v. 15, n. 1. Três Corações – MG. jan./jul. 2017.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2006.

LEITE, Priscila de Souza Oliveira. COSTA, Abimael de Jesus Barros. Estimativa e Monitoramento dos Custos por Trabalho: Estudo de caso em auditoria no Setor Público. Revista da Universidade Vale do Rio Verde. Vol. 16. n. 2. Três Corações – MG, 2018.

LIMA de, Diana Vaz; CASTRO de, Robson Gonçalves. Fundamentos de Auditoria Governamental e Empresarial. São Paulo: Atlas S.A., 2003. 138 p.

MATIAS-PEREIRA, José. Administração Pública: foco nas instituições e ações governamentais. 5.ed. ver. E atual. São Paulo: Atlas, 2018.

MENDES, Roselaine da Cruz.; OLEIRO, Walter Nunes.; QUINTANA, Alexandre Costa. A contribuição da contabilidade e auditoria governamental para uma melhor transparência na gestão pública em busca do combate à corrupção. Disponível em: <http://www.congressocfc.org.br/hotsite/trabalhos_1/214.pdf>. Acesso em: 16 dez. 2014.

NASCIMENTO do, Roberto Sérgio. Aspectos Relevantes da avaliação dos controles internos na auditoria governamental. Revista Brasileira de Contabilidade. São Paulo, v.33, n°147, p. 65-81, maio/junho 2004.

NUNES, Juliana de Oliveira. Auditoria pública e privada: uma análise comparativa. Santa Maria: Revista Eletrônica de Contabilidade, Vol. III, n. 1, jan-jun, 2006.

ORTH, Camila Flores; ALVES, Tiago Wickstrom. Perspectivas de inibição da corrupção a partir da carta compromisso do governo gaúcho: um enfoque econômico. São Paulo: Revista Política Hoje, Vol. 21, n. 1, 2012.

OLIVEIRA, Robson Ramos. Contabilidade, controle interno e controle externo: trinômio necessário para combater a corrupção. Disponível em: http://www.atena.org.br/revista/ojs-2.2.3-08/index.php/pensarcontabil/article/viewFile/39/39

PAZ, Ezequiel Martins. A corrupção no Brasil atual conforme a percepção de empresários brasileiros. 2014.

PLATT NETO, Orion. et al. Publicidade e Transparência das Contas Públicas: obrigatoriedade e abrangência. Revista Contabilidade Vista & Revista, Belo Horizonte, v.18, nº 1, p.75-94, jan.-mar. 2007.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa Social: métodos e técnicas. 4.ed. rev. atual. e ampl. São Paulo: Atlas, 2017.

ROSA, Fábio Bittencourt da. O caixa dois. Caderno de Direito Penal, v. 1, n. 2, Escola da Magistratura do TRF da 4ª Região, 2005. Publicado originalmente na Revista do TRF 4ª R., n. 51, 2004.

SANTOS, Luiz Alberto. Reforma Administrativa no Contexto da Democracia. Brasília: DIAP/Arko Advice Ed. 1997.

SILVA, Marcos Fernandes Gonçalves da. Corrupção e desempenho econômico. In. SPECK, B. W. et al. Os Custos da Corrupção. Caderno Adenauer, Fundação Konrad Adenauer, nº 10, São Paulo, 2000. P. 63-77.

SILVA, Aline Moura Costa da; BRAGA, Eliane Cortes; LAURENCEL, Luiz da Costa. A Corrupção em uma Abordagem Econômico-Contábil e o Auxílio da Auditoria como Ferramenta de Combate. Belo Horizonte - MG: Revista Contabilidade Vista & Revista. Universidade Federal de Minas Gerais, v. 20, n. 1, p. 95-117, jan./mar. 2009.

Downloads

Publicado

2019-04-28

Como Citar

HENIG, E. V. REFLEXÕES SOBRE AS CONTRIBUIÇÕES DA AUDITORIA CONTÁBIL NO COMBATE A CORRUPÇÃO. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, [S. l.], v. 3, n. 1, p. 33-49, 2019. DOI: 10.30781/repad.v3i1.8166. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/8166. Acesso em: 25 jul. 2021.