ESTRESSE: ESTUDO ENTRE SUPERVISORES DE UMA EMPRESA ATUANTE NO RAMO DE CALL CENTER EM MONTES CLAROS/MG

Autores

  • Luana Santos Souza rrodney508@gmail.com
    Faculdade Santo Agostinho
  • João Guilherme Magalhães-Timotio j.guilhermemagalhaes@gmail.com
    Universidade Federal de Minas Gerais
  • Ferreira Júnior Ferreira Júnior rrodney508@gmail.com
    Universidade Estadual de Montes Claros
  • Leandro Gonçalves Cristovam leandrogc@fasa.edu.br
    Faculdade Santo Agostinho

DOI:

10.30781/repad.v7i1.14431

Palavras-chave:

Estresse, Supervisores, Líderes, Call Center

Resumo

O estresse é um assunto recorrente nos últimos tempos. É um estado de tensão que afeta diretamente o funcionamento do equilíbrio interno do organismo, uma consequência biológica proveniente da necessidade de adaptação do indivíduo a situações ou pessoas ao seu redor. Em muitos dos casos, as pessoas acometidas de estresse associam sua ocorrência ao ambiente de trabalho e, na maior parte das vezes está ligado à tensão, pressão, rotinas desgastantes e à falta de autonomia na resolução das situações estressoras. Por esse motivo o problema norteador do estudo está em descobrir o nível de estresse dos supervisores de uma empresa atuante no ramo de Call Center em Montes Claros-MG. O objetivo geral foi o de observar o nível de estresse dos respectivos líderes e os objetivos específicos abrangem a identificação e apresentação dos principais fatores condicionantes do estresse e a verificação, na percepção dos supervisores, do impacto do estresse causado no trabalho em sua vida pessoal e profissional. A metodologia a utilizada é de natureza básica e de abordagem quantitativa, o objetivo da pesquisa é de caráter descritivo e explicativo e para a obtenção das informações foi realizada uma pesquisa de levantamento de dados através de um questionário e, dentro do universo da pesquisa, cerca 70 supervisores, foi selecionada uma amostragem aleatória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABBAD, Gardênia da Silva; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo. Aprendizagem humana em organizações de trabalho. In: ZANELLI, José Carlos; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo; BASTOS, Antônio Virgílio Bittencourt (orgs.). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004.

ARAÚJO, Camila Medeiros de; SCHERER, Alessandra D’Ávila. O estudante com paralisia cerebral e suas estratégias de enfrentamento frente ao ambiente acadêmico no Ensino Superior: um estudo de caso. 2013. Disponível em: http://pergamum.unisul.br/pergamum/pdf/112353_Camila.pdf. Acesso em: 10 jun. 2019.

BARROS, Aidil de Jesus de; LEHFELD, Neide Aparecida de Souza. Projeto de pesquisa: propostas metodológicas. Petrópolis, RJ: Vozes, 1990.

BARROS, Daniel Martins de; FUNKE, Guilherme; LOURENÇO, Rafael Brandes. 49 perguntas sobre estresse. Barueri, SP: Manole, 2017.

CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia Científica. 6ª. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

CHAMON, Edna Maria Querido de Oliveira. Estresse e estratégias de enfrentamento: o uso da escala Toulousaine no Brasil. Revista Psicologia, Organizações e Trabalho. Vol. 6, nº 2, Florianópolis: dez. 2006. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-66572006000200003. Acesso em: 12 jun. 2019.

CIONE, Ana Silvia Sanseverino. Relações entre Burnout, estresse e engajamento e bem estar no trabalho. 2018. 71 p. Dissertação (Mestrado em Psicologia como Profissão e Ciência) – PUC - Campinas, Campinas, 2018. Disponível em: http://tede.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br:8080/jspui/bitstream/tede/1119/2/ANA%20SILVIA%20SANSEVERINO%20CIONE.pdf. Acesso em: 15 ago. 2019.

CODO, Wanderley; SORATTO, Lucia; VASQUES-MENEZES, Ione. Saúde mental e trabalho. In: ZANELLI, José Carlos; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo; BASTOS, Antônio Virgílio Bittencourt (orgs.). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004.

COUTINHO, D. A.; SANTOS, J. W. O estresse no mundo do trabalho: uma abordagem individual e organizacional. Revista Científica Eletrônica de Psicologia, Garça /SP, ano VIII, nº 14, mai./jun. 2010. Disponível em: http://www.revista.inf.br. Acesso em: 10 jun. 2019.

FERNANDES, Gilberto; INOCENTE, Nancy Julieta. Estratégias para enfrentamento (Coping): um levantamento bibliográfico. Anais... XIV Encontro Latino Americano de Iniciação Científica e X Encontro Latino Americano de Pós-Graduação – Universidade do Vale do Paraíba, 21 e 22 out. 2010. Disponível em: http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2010/anais/arquivos/0570_0609_01.pdf. Acesso em: 17 ago. 2019.

GERHARDT, Tatiana Engel; SILVEIRA, Denise Tolfo (orgs.). Métodos de pesquisa. Coordenado pela Universidade Aberta do Brasil – UAB/UFRGS e pelo Curso de Graduação Tecnológica – Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural da SEAD/UFRGS. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2009. Disponível em: http://www.ufrgs.br/cursopgdr/downloadsSerie/derad005.pdf. Acesso em: 15 jun. 2019.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. [2ª reimpressão] – 6ª. ed. São Paulo: Atlas, 2018.

HONORATO, Antônio Edson Oliveira; OLIVEIRA, Agostinha Mafalda Barra de. Stress ocupacional entre os atendentes de telemarketing de um Contact Center em Mossoró-RN. Anais... XXXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção – Perspectivas Globais para a Engenharia de Produção – Fortaleza/CE, Brasil, 13 a 16 de outubro de 2015. Disponível em: http://www.abepro.org.br/biblioteca/TN_STO_209_239_26705.pdf. Acesso em: 05 jun. 2019.

ISMA - International Stress Management Association. O que é ISMA-BR? Disponível em: http://www.ismabrasil.com.br/quem-somos. Acesso em: 15 ago. 2019.

LARA, Edneia dos Santos. Liderança: a importância do líder na organização. Curitiba: 2012. Disponível em: https://tcconline.utp.br/wp-content/uploads//2013/02/LIDERANCA-A-IMPORTANCIA-DO-LIDER-NA-ORGANIZACAO.pdf. Acesso em: 09 jun. 2019.

MACHADO, Pedro Guilherme Basso; RIBEIRO, Pamela Jeane Vaz. O estresse em profissionais do setor de Tele atendimento. Evinci – Evento de Iniciação Científica, v.1, n.4, 2015. Disponível em:

http://portaldeperiodicos.unibrasil.com.br/index.php/anaisevinci/article/download/1021/99. Acesso em: 08 jun. 2019.

MARÇAL, Paula; ROSSO, Maria Loreni. Saúde do trabalhador: fatores de estresse ocupacional e estratégias de enfrentamento. RIUNI – Repositório Institucional – 2018. Disponível em: https://riuni.unisul.br/handle/12345/5017. Acesso em: 07 jun. 2019.

MATURANA, Ana Paula Pacheco Moraes; VALLE, Tânia Gacy Martins do. Estratégias de enfrentamento e situações estressoras de profissionais no ambiente hospitalar. Revista Psicologia Hospitalar. Vol. 12, nº 2, São Paulo: dez. 2014. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-74092014000200002. Acesso em: 13 jun. 2019.

MAXIMIANO, Antônio Cesar Amaru. Teoria da administração: da revolução urbana à revolução digital. 7ª. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

MÓNICO, Lisete S. [et al.]. A Observação Participante enquanto metodologia de investigação qualitativa. Rev. Investigação Qualitativa em Ciências Sociais, vol.3, 2017. Disponível em: http://cienciasecognicao.org/cecnudcen/wp-content/uploads/2018/03/A-Observa%C3%A7%C3%A3o-Participante-enquanto-metodologia-de-investiga%C3%A7%C3%A3o-qualitativa.pdf. Acesso em: 17 ago. 2019.

MOREIRA, Diego Marques. Estresse. 2012. Disponível em: https://www.infoescola.com/psicologia/estresse/. Acesso em: 15 jun. 2019.

NASCIMENTO, Daniel Barbosa do; VIEIRA, Paulo Albino; SILVA, Saionara Henrique da. Estresse ocupacional em operadores de telemarketing. Campina Grande: 2017. Disponível em: http://static.recantodasletras.com.br/arquivos/5962018.pdf. Acesso em: 10 jun. 2019.

NIELSEN, Flávia Ageli Ghisi; OLIVO, Rodolfo Leandro de Faria; MORILHAS, Leandro José. Guia prático para elaboração de monografias, dissertações e teses em administração. São Paulo: Saraiva, 2017.

OLIVEIRA, Anna; NAKATA, Lina. As cinco fontes de estresse no trabalho. Great Place to Work – matéria publicada em 19/12/2018 às 4h44. Disponível em: https://gptw.com.br/conteudo/artigos/fontes-estresse-trabalho/. Acesso em: 03 jun. 2019.

OLIVEIRA, Maria das Graças Marrocos de; CARDOSO, Cármen Lúcia. Stress e trabalho docente na área de saúde. Revista Estudos de Psicologia (Campinas). Vol. 28, nº2, Campinas: abr./jun. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-166X2011000200001. Acesso em: 02 jun. 2019.

PINHEIRO, Mônica. Estresse no trabalho. 2017. Disponível em: http://www.sistemaambiente.net/monica_pinheiro/Prevencao_de_estresse%20_no_trabalho.pdf. Acesso em: 18 ago. 2019.

PRADO, Cláudia Eliza Papa do. Estresse ocupacional: causas e consequências. Revista Brasileira de Medicina do Trabalho, São Paulo/SP, 2016, p.285-289. Disponível em: http://www.rbmt.org.br/details/122/pt-BR/estresse-ocupacional--causas-e-consequências. Acesso em: 18 ago. 2019.

ROBBINS, Stephen P.; JUDGE, Timothy A.; SOBRAL, Filipe. Comportamento organizacional. Tradução de Rita de Cássia Gomes. 14ª. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.

SOUZA, Denilson de Jesus [et al.]. O estresse e a qualidade de vida no ambiente de trabalho em organizações do segmento de Call Center. In: Psicologia.pt – o Portal dos Psicólogos – 2014. Disponível em: http://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0865.pdf. Acesso em: 04 jun. 2019.

Downloads

Publicado

2023-04-30

Como Citar

SOUZA, L. S.; MAGALHÃES-TIMOTIO, J. G.; FERREIRA JÚNIOR, F. J.; CRISTOVAM, L. G. ESTRESSE: ESTUDO ENTRE SUPERVISORES DE UMA EMPRESA ATUANTE NO RAMO DE CALL CENTER EM MONTES CLAROS/MG. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, [S. l.], v. 7, n. 1, 2023. DOI: 10.30781/repad.v7i1.14431. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/14431. Acesso em: 19 jul. 2024.