A controversa transparência dos portais eletrônicos governamentais

Autores

DOI:

10.30781/repad.v5i1.11646

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo mapear as produções científicas sobre transparência em portais eletrônicos governamentais. Para tal, utilizou-se da estratégia bibliográfica, acrescentando-se indicadores comumente utilizados na bibliometria. A análise foi realizada numa amostra composta de 55 artigos, publicados nas bases de dados internacionais DOAJ, Redalyc, Scopus, Scielo e Spell. Dentre os principais resultados, evidenciaram-se níveis inexpressivos de transparência, prejudicando o controle social e fiscal por parte da sociedade, além da falta de consenso na aplicação de metodologias sobre transparência, culminando em uma diversidade considerável de índices. Ademais, os estudos demonstraram concentração em níveis municipais, o que sugere lacuna científica quanto às esferas federal e estadual de governo, caracterizando oportunidades de pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Kristinne Kelly Rosa Borges Vaz, Universidade do Sul de Santa Catarina

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL

Cristina Martins, Universidade do Sul de Santa Catarina

Doutora em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC
Pós-Doutoranda em Administração da Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL
Professora Substituta do Centro Universitário Municipal de São José - USJ

Jacir Leonir Casagrande, Universidade do Sul de Santa Catarina

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
Professor do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade do Sul de Santa Catarina - UNISUL

Downloads

Publicado

2021-04-30

Como Citar

KELLY ROSA BORGES VAZ, K.; MARTINS, C.; LEONIR CASAGRANDE, J.; VIEIRA SOARES, S. A controversa transparência dos portais eletrônicos governamentais. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, [S. l.], v. 5, n. 1, 2021. DOI: 10.30781/repad.v5i1.11646. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/11646. Acesso em: 26 jul. 2021.