O OUTRO EM NARRATIVAS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

Autores

  • Vera Lúcia Menezes de Oliveira e Paiva celiadr@uol.com.br
  • Iran Felipe Alvarenga e Gomes celiadr@uol.com.br

Resumo

Este texto faz uma revisão do papel do outro em algumas teorias de aquisição de segunda língua e mostra que, em um grupo de teorias, o outro é visto como um mero provedor de input e, em outro como um parceiro essencial no processo de aquisição, principalmente na teoria sociocultural. Argumentamos que a teoria sociocultural superestima o papel do outro e ignora que professores e colegas podem funcionar como obstáculos para os aprendizes de língua. Para defender nossos argumentos, apresentamos excertos de narrativas de aprendizagem de inglês escritas por aprendizes japoneses, chineses, finlandeses e brasileiros. A análise dos dados nos permite concluir que, embora a colaboração do colega seja bem vinda, alguns se recusam a colaborar e aprendizes menos proficientes sentem-se inibidos pelos colegas mais proficientes.

Downloads

Publicado

2009-03-01

Como Citar

PAIVA, V. L. M. de O. e; GOMES, I. F. A. e. O OUTRO EM NARRATIVAS DE APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS. Polifonia, [S. l.], v. 16, n. 19, 2009. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/981. Acesso em: 14 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê