Uma análise formal dos nominais nus singulares no Português Brasileiro: uma pesquisa experimental offline

Autores

  • Nahendi Almeida Mota nahendi@hotmail.com
    Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ
  • Ana Quadros Gomes anaquadrosgomes@letras.ufrj.br
    Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Palavras-chave:

semântica formal, nominais nus singulares, pesquisa experimental

Resumo

Neste artigo, tratamos dos nominais nus singulares (NNS) no Português Brasileiro. Nosso objetivo foi verificar de que forma itens contáveis e massivos, quando representados por NNS, são interpretados por falantes nativos. Para isso, elaboramos um teste experimental offline, de julgamento de quantidade, com seis sentenças episódicas: três com itens contáveis e três com itens massivos, todos na posição de objeto, a fim de verificar a interpretação que os falantes fazem de tais sentenças. As nossas hipóteses foram que a interpretação dos itens contáveis seria de cardinalidade e a dos itens massivos, de volume. Com exceção de um caso, todas as respostas comprovaram as previsões iniciais. Concluímos, portanto, que, embora não haja consenso na literatura sobre os NNS, há uma relação entre massivos e a interpretação de volume e entre contáveis e a interpretação de cardinalidade em contextos neutros.

Biografia do Autor

Nahendi Almeida Mota, Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Letras Vernáculas na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com graduação em Letras e mestrado em Letras: Linguagens e Representações pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Ana Quadros Gomes, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (LEV/FL/UFRJ). Membro do corpo docente da Pós-graduação em Linguística (UFRJ), da Pós-graduação em Letras Vernáculas (UFRJ) e do Mestrado Profissional em Linguística e Línguas Indígenas - PROFLLIND (Museu Nacional/UFRJ).Profa. Dra. Ana Quadros Gomes
Pós-graduação em  Letras Vernáculas - Faculdade de LetrasPós-graduação em  Linguística - Faculdade de Letras
Profllind - Museu Nacional

Referências

BEVILÁQUA, Kayron; LIMA, Suzi; PIRES DE OLIVEIRA, Roberta. Bare Nouns in

Brazilian Portuguese: An experimental study on grinding. Baltic International Yearbook of Cognition, Logic and Communication. v. 11, 2016. Disponível em:

<https://doi.org/10.4148/1944-3676.1113>. Acesso em: 11 set. 2019.

LIMA, Suzi; QUADROS GOMES, Ana Paula. The Interpretation of Brazilian Portuguese Bare Singulars in Neutral Contexts. Revista Letras. Curitiba, n. 93, p. 193-209, jan./jun. 2016.

PARAGUASSU-MARTINS, Nize; MÜLLER, Ana. A distinção contável-massivo nas línguas naturais. Revista Letras, Editora UFPR, Curitiba, n. 73, p. 169-183, set./dez. 2007.

QUADROS-GOMES, Ana; SANCHEZ-MENDES, L. Para conhecer semântica. São Paulo: Contexto, 2018.

Publicado

2020-09-22

Como Citar

MOTA, N. A.; GOMES, A. Q. Uma análise formal dos nominais nus singulares no Português Brasileiro: uma pesquisa experimental offline. Polifonia, [S. l.], v. 27, n. 46, 2020. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/9549. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Outros lugares