Uma leitura semiótica de "O beijo da palavrinha"

Autores

Resumo

Neste artigo faremos a análise da obra O beijo da Palavrinha, do escritor moçambicano Mia Couto. O objetivo principal é revelar um caminho possível de analise teórica do conto e, para tanto, foi eleita a semiótica discursiva de base francesa, partindo das concepções do percurso gerativo de sentido e do trabalho no nível discursivo sobre os temas e figuras presentes na obra. Pretende-se, também, abordar os níveis mais abstratos do percurso, a fim de ter uma completude de leitura da obra por meio da teoria eleita. É possível afirmar que a riqueza de construção da narrativa provém das escolhas do enunciador para mostrar a trajetória da protagonista Maria Poeirinha, além do fato de alguns recursos do plano da expressão fortalecerem a leitura literária aqui empreendida.

Palavras-chave: semiótica francesa, literatura infantil, literatura africana.

Biografia do Autor

Tiana Andreza Melo Antunes, Fundação Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Professora adjunta no curso de Letras da UFMS (câmpus Coxim)

Referências

BARROS, D. L. P. de. Teoria do discurso: fundamentos semióticos. 3 ed. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, 2001.

_______. Teoria semiótica do texto. São Paulo: Ática, 2008.

BERTRAND, D. Caminhos da semiótica literária. Bauru, SP: EDUSC, 2003.

COUTO, M. O beijo da palavrinha. Rio de Janeiro: Língua geral, 2006. Coleção Mama África.

FERREIRO, E. Reflexões sobre alfabetização. 25 ed. São Paulo: Cortez, 2010.

FIORIN, J. L. As astúcias da enunciação: as categorias de pessoa, espaço e tempo. São Paulo: Ática, 2005.

_______. Elementos de análise do discurso. 15 ed. São Paulo: Contexto, 2011.

FONTANILLE, J. Semiótica do discurso. Trad. de Jean Cristtus Portela. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2012.

GOMES, R. O texto verbo-visual da literatura infantil e ensino de leitura. In: 5º Encontro de Literatura Infantil e Juvenil: leitura e crítica, 2008, Rio de Janeiro. Encontro de Literatura Infantil e Juvenil. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008. v. 5. p. 1-19.

GONÇALVES, Z. C. Debaixo do arco-íris não passa ninguém. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2006. Coleção Mama África.

GREIMAS, A. J.; COURTÉS, J. Dicionário de semiótica. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2011.

LAJOLO, M.; ZILBERMAN, R. Literatura infantil brasileira: história e histórias. São Paulo: Ática, 1985.

MANDANÊLO, C. Mitologia iorubá: odô iyá! In: MARTINS, G.; SANTOS, L. W. dos; GENS, R. (Orgs.). Literatura infantil e juvenil na prática docente. Rio de Janeiro: Ao livro técnico, 2010.

MORTATTI, M. do R. L. Leitura crítica da literatura infantil. Itinerários, Araraquara, n. 17, p. 179-187, 2001.

PIETROFORTE, A. V. Análise do texto visual: a construção da imagem. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2018.

SECCO, C. L. T. Uma viagem pela vida e obra de Malagatana Valente: Cinema, Pintura, Literatura. Revista Cerrados, Brasília Online, v. 25, p. 288-295, 2016.

_______. O beijo da palavrinha, de Mia Couto, uma “estória de perigo”. Revista Cátedra Digital, Rio de Janeiro, PUC-RJ, v. 4, 2018. Disponível em http://revista.catedra.puc-rio.br/index.php/o-beijo-da-palavrinha-de-mia-couto-uma-estoria-de-perigo/. Acesso em 10 set. 2019.

SOARES, A. Gêneros literários. 7 ed. São Paulo: Ática, 2007.

Publicado

2020-09-22

Como Citar

ANTUNES, T. A. M. Uma leitura semiótica de "O beijo da palavrinha". Polifonia, [S. l.], v. 27, n. 46, 2020. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/9464. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Outros lugares