O PAPA FRANCISCO NA MÍDIA: POLÍTICA IDEOLOGIA E CINISMO

Autores

  • Fábio Elias Verdiani Tfouni e Anderson de Carvalho Pereira elisarmoreira@gmail.com
    UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA

Resumo

Tendo em vista o grande destaque que o Papa Francisco tem tido na mídia, buscou-se, a partir da filiação aos princípios teóricos e metodológicos da Análise do Discurso de orientação francesa (pêcheutiana), analisar e compreender os discursos sobre a posição discursiva e ideológica do Papa Francisco. Isso é feito levando-se em conta que para a Análise do Discurso todo discurso é ideológico e implica uma tomada de posição, mesmo que inconscientemente. Tendo em vista nosso objetivo, mobilizamos um corpus formado por imagens de capas de revistas de grande circulação nacional bem como outras sequências discursivas obtidas pela internet de modo a apontar gestos interpretativos de denegação sobre a posição político-ideológica do Papa.

Palavras-chave: discurso, Papa Francisco, ideologia.

Referências

ALTHUSSER, L. Ideologia e Aparelhos Ideológicos de Estado. In: ZIZEK, S. (Org.). Um mapa da ideologia. Rio de Janeiro/RJ: Contraponto. 1a reimpressão. 1999. P. 105-143.

AUTHIER-REVUZ, J. Palavras incertas: as não coincidências do dizer. Campinas/SP: Cia das Letras. 1998.

FREUD, S. A negativa. Edicão Standard Brasileira das Obras Psicológicas completas de Sigmund Freud. Volume XIX. Rio de Janeiro: Imago. 1925/1995.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas, sinais: morfologia e História. São Paulo/SP: Cia das Letras. 1989.

KEHL, M. R. Fetichismo. In: BUCCI, E. & e KEHL, M.R. (Orgs). Videologias: ensaios sobre televisão. São Paulo/SP: Boitempo editorial. 1ª edição revista, 2015.

PÊCHEUX, M. Semântica e Discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 2ª. Edição. Campinas/SP: ed. da UNICAMP. 1993.

PÊCHEUX, M. Sobre o mecanismo do desconhecimento ideológico. In.: ZIZEK, S. Um mapa da ideologia. Rio de Janeiro/RJ. 1996. p. 143-151.

PÊCHEUX, M. Discurso: Estrutura ou acontecimento? Campinas/SP: Pontes. 1997.

PÊCHEUX, M. Papel da memória. In: P. Achardet all (org.) Papel da memória. Campinas/SP: Pontes. 1999. P. 49-57.

PÊCHEUX, M. (2014). A especificidade de uma disciplina de interpretação (a Análise do Discurso na França). In.: ORLANDI, E. P. (org.). Análise de Discurso: Michel Pêcheux – textos escolhidos por E.P.Oralndi. Campinas/SP: Pontes. (originalmente publicado em 1984).2014. p. 227-231.

ROUDINESCO, E. e PLON, M. Dicionário de Psicanálise. Rio de Janeiro/RJ: Zahar, 1998.

SAFATLE, V. Cinismo e falência da crítica. São Paulo: Boitempo editorial. 1ª edição revista, 2011.

SERRANI, S. M. Um método para estudar a discursividade na abordagem de questões socioculturais. In.: SERRANI, S.M. A linguagem na pesquisa sociocultural: um estudo da repetição na discursividade. Campinas/SP: ed. da UNICAMP. 1997. P. 53-71.

TFOUNI, F.E.V.; PEREIRA, A.C. Um terreno em disputa: posições discursivas e ideológicas sobre o Papa Francisco na mídia. In: BERNARDO-SANTOS, W.J.; LIMA, G.O.S; CARDOSO, A.M.L. (Org.). Discurso, literatura e ensino: análise e reflexão. 1ed.Aracaju: Criação, 2015, v. , p. 79-95.

TFOUNI, F.E.V.; PEREIRA, A.C. Entre o acontecimento e a memória: discursos sobre o Papa Francisco em capas de revista de grande circulação. Linguagem em (dis)curso online, v. 16, p. 11-33, 2016.

VINCENT, G. (1997). Os católicos: o imaginário e o pecado. In.: A. Prost; G. Vincent (orgs.). História da Vida Privada: da Primeira Guerra a nossos dias. 2a. edição. 5a. reimpressão. São Paulo/SP: Companhia das Letras. 1997. p. 393-425.

ZIZEK, S. Como Marx inventou o sintoma? In: ZIZEK, S. (Org.) Um mapa da Ideologia. Rio de Janeiro/RJ: Contraponto. 1999. p. 297-331.

Downloads

Publicado

2019-07-16

Como Citar

ANDERSON DE CARVALHO PEREIRA, F. E. V. T. e. O PAPA FRANCISCO NA MÍDIA: POLÍTICA IDEOLOGIA E CINISMO. Polifonia, [S. l.], v. 26, n. 42, p. 154–177, 2019. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/8645. Acesso em: 12 jun. 2024.

Edição

Seção

Outros lugares