O PERFIL FEMININO EM DEUS DE CAIM DE RICARDO GUILHERME DICKE

Autores

  • Daniela Fernanda Roseno de Souza e Gilvone Furtado Miguel polifoniapa@gmail.com

Resumo

Realizamos uma análise de Deus de Caim (2006), romance de Ricardo Guilherme Dicke, sob a perspectiva da construção do perfil feminino na obra. Para tanto, são observadas as características que enquadram a mulher no perfil conservador/tradicional em oposição ao perfil da mulher moderna/livre. Utilizamos diferentes suportes teóricos que tratam do assunto, investigando e discutindo os comportamentos que revelam os diferentes padrões e valores morais, éticos e sociais da mulher na literatura. Para a análise, foram selecionadas três personagens femininas que apresentam tipos de comportamentos diferentes na trama. A análise nos permitiu observar que as personagens ora tendem a ter um comportamento mais conservador, ora apresentam um comportamento que rompe com todos os paradigmas. Dentro do perfil conservador, a mulher busca viver de acordo com o que a sociedade conservadora estabelece como padrão de comportamento correto e aceitável moralmente. No entanto, a mesma personagem, ao longo da narrativa, apresenta deslizes em seu comportamento, embora, em geral, mantenha um comportamento submisso segundo os padrões tradicionais. Em contrapartida, as mulheres que apresentam o perfil de comportamento livre, vivem suas vidas de acordo com suas escolhas, sem se preocuparem com a sociedade ou como podem ser vistas ou julgadas, rompendo, assim, com os modelos tradicionais. Os resultados do estudo confirmam que a literatura do escritor mato-grossense cria, no espaço da narrativa, o novo espaço de ação marcando o novo perfil da personagem feminina ao lhe dar voz, autonomia e determinação no romance Deus de Caim.

Downloads

Publicado

2018-10-17

Como Citar

GILVONE FURTADO MIGUEL, D. F. R. de S. e. O PERFIL FEMININO EM DEUS DE CAIM DE RICARDO GUILHERME DICKE. Polifonia, [S. l.], v. 25, n. 39.1, p. 76–94, 2018. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/7408. Acesso em: 16 jun. 2024.