Câmera inquieta de Capitu

Autores

  • Evelin Gomes da Silva evyartes@gmail.com
    Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (FACALE), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).
  • Paulo Custódio de Oliveira paulocustodio@ufgd.edu.br
    Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (FACALE), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Palavras-chave:

, Literatura Comparada, Televisão, Adaptação, Capitu.

Resumo

O presente artigo busca discutir a relação artística entre a Literatura e Televisão. O foco é o estudo comparado das referências literárias e das construções audiovisuais do narrador de Capitu (2008), adaptação do livro Dom Casmurro (1899), de Machado de Assis. A partir da investigação da linguagem cinematográfica e televisiva foi possível perceber que a câmera da microssérie foi capaz de (re)construir a perspectiva dos telespectadores sobre a história contada pelo protagonista televisivo, fazendo com que tudo que é apresentado na tela seja questionado. Desse modo, a ambiguidade presente na narrativa de Casmurro se torna uma característica visual do personagem. Para tanto, foram analisados trechos de dois microcapítulos da adaptação (“Visita de Escobar” e “O contra-regra[1]”). Estes trazem elementos audiovisuais que demonstram a construção gradual da ambiguidade imagética de Dom Casmurro na TV. O porte teórico deste trabalho traz reflexões de Linda Hutcheon (2013), John Gledson (2006), Salvatore D’Onófrio (2006), Valter Bonasio (2002) e Jorge Monclar (2009).


[1] A escrita do microcapítulo “O contra-regra” segue a formatação linguística adotada pela microssérie Capitu (2008), que por sua vez é semelhante à empregada no livro Dom Casmurro (ASSIS, 1994, p.108).

Biografia do Autor

Evelin Gomes da Silva, Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (FACALE), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Mestre em Literatura e Práticas Culturais pelo Programa de Pós-Graduação Mestrado em Letras (PPGL), da Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (FACALE), da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Formada em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Pesquisa a relação da Literatura com outros sistemas artísticos e midiáticos, em especial a TV. É integrante do Grupo de Estudo InterArtes. E-mail: evyartes@gmail.com.

Paulo Custódio de Oliveira, Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (FACALE), Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

Pós-doutor pela Universidade Federal Fluminense (UFF), doutor em Letras (Teoria da Literatura) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Professor do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Letras da Faculdade de Comunicação, Artes e Letras (FACALE), da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Líder do grupo de pesquisa Estudos em Arte e Literatura Contemporânea. Coordenador do Grupo de Estudo InterArtes e do Laboratório InterArtes de Mídia e Imagem (LIAMI). Pesquisa a relação da Literatura com outros sistemas artísticos e midiáticos. E-mail: paulocustodio@ufgd.edu.br.

Referências

Referências

ASSIS, Machado de. Dom Casmurro. Prefácio de Fernando Teixeira de Andrade. Vocabulário de Verônica A. Pereira de Souza. São Paulo: Objetivo/CERED, 1994, 192p.

BONASIO, Valter. Operação de câmeras e lentes. In.: Televisão: manual de produção & direção. Belo Horizonte: Editora Leitura, 2002, Pp.249-275.

CARVALHO, Luiz Fernando. Capitu c’est moi?. In.: SCHPREJER, Alberto (Org.). Quem é Capitu?. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008, Pp.17-31.

COUTINHO, Afrânio. Machado de Assis. In.:______. A Literatura no Brasil: Era realista – Era de transição. São Paulo: Editora Global, 7ª ed., v.4, 2004, Pp.151-173.

D’ONOFRIO, Salvatore. Teoria da narrativa. In.:____. Teoria do Texto: Prolegômenos e teoria da narrativa. São Paulo: Ática, 2ª ed., 2006, Pp.53-120.

GLEDSON, John. Dom Casmurro, Realismo e intencionismo revisitados. In.:_____. Por um novo Machado de Assis: Ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 2006, Pp.279-298.

GLOBO, Rede. Produção. São Paulo: Memória Globo - Produção, 2008. Disponível em:

<http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/minisseries/capitu/producao.htm>. Acesso em 09 out 2014.

HUTCHEON, Linda. Uma teoria da adaptação. Florianópolis: Editora da UFSC, 2013.

KRISTEVA, Julia. A Palavra, o Diálogo e o Romance. In.:______. Introdução à semanálise. Trad. Lúcia Helena França Ferraz. São Paulo: Perspectiva, 2005, Pp.67-69.

LEITE, Ligia Chiappini Moraes. O foco narrativo (ou A polêmica em torno da ilusão). São Paulo: Atica, Série Princípios, 5ª ed., 1991, Pp.25-70.

MONCLAR, Jorge. Linguagem cinematográfica: narrando com imagens. Rio de Janeiro: CIP-Brasil, Academia Intercinema, 2009, 124p.

Referência audiovisual

CAPITU. Direção: Luiz Fernando Carvalho. Intérpretes: Maria Fernanda Cândido; Michel Melamed; Eliane Giardini; Letícia Persiles; César Cardadeiro; Bellatrix Serra. Roteiro: Euclydes Marinho; Direção de arte: Raimundo Rodriguez. Rio de Janeiro: Rede Globo de Televisão, 2008, DVD, drama, son., color., 220 min.

Downloads

Publicado

2018-12-27

Como Citar

SILVA, E. G. da; OLIVEIRA, P. C. de. Câmera inquieta de Capitu. Polifonia, [S. l.], v. 25, n. 40.1, p. 79–99, 2018. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/6400. Acesso em: 21 jun. 2024.