Edição diplomática e comentários paleográficos de manuscritos do final do século XIX, da cidade de Santa Maria

Autores

  • Tatiana Keller tatianakeller.ufsm@gmail.com
    Universidade Federal de Santa Maria/ Professora Adjunta http://orcid.org/0000-0001-5837-1259
  • Alcides Gonçalves cidefcg@hotmail.com
    Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

crítica textual, manuscritos antigos, edição diplomática

Resumo

Neste trabalho, analisamos quatro manuscritos pertencentes ao Arquivo Histórico Municipal da cidade de Santa Maria (RS), os quais datam do final do século XIX. Através dessa análise, comparamos o sistema de escrita dos documentos e o atual, a fim de identificar modificações sofridas pela língua portuguesa em pouco mais de um século. Desse modo, foram utilizados fac-símiles e elaboradas edições diplomáticas, para, então, serem feitos comentários paleográficos acerca dos manuscritos. Em termos de referencial teórico, apresentamos um breve panorama sobre os campos da crítica textual e da paleografia, áreas do conhecimento imprescindíveis na realização deste tipo de pesquisa. Nos comentários paleográficos, foram observados aspectos relativos ao sistema vocálico e consonantal, à separação vocabular indevida, aos diacríticos e ao sistema de abreviaturas dos textos, a partir dos quais se pôde constatar que diversas propriedades da escrita sofreram modificações, sobretudo no que se refere ao emprego das consoantes.

Biografia do Autor

Tatiana Keller, Universidade Federal de Santa Maria/ Professora Adjunta

Departamento de Letras Vernáculas - Área de Língua Portuguesa

Referências

ALMEIDA, M. M. S. Grafemas e diacríticos em manuscritos setecentistas. In: VII Congresso Nacional de Linguística e Filologia. n. 10, 2003, Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.filologia.org.br/viicnlf/anais/caderno10.html>. Acesso em 27 ago. 2017.

CAMBRAIA, C. N. Introdução à crítica textual. São Paulo, Martins Fontes, 2005.

COUTINHO, I. L. Pontos de gramática histórica. 6. ed. Rio de Janeiro: Livraria Acadêmica, 1971.

DONADEL, G. Grupos consonantais impróprios: estudo diacrônico com base em gramáticas. 2007. 145 f. Dissertação (Mestrado em Teoria e Análise Linguística) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

KELLER, T.; COSTA, E. P. F. de S. A instabilidade das vogais médias pretônicas em cartas pessoais do Rio Grande do Sul do século XIX. In: Web-Revista SOCIODIALETO. Campo Grande, v. 4, n. 12, p. 61-72, 2014. Disponível em: <http://www.sociodialeto.com.br/edicoes/17/31052014020949.pdf>. Acesso em 27 ago. 2017.

SAID ALI, M. Gramática histórica da língua portuguesa. 7. ed. São Paulo: Melhoramentos, 1971.

SPINA, S. Introdução à edótica: crítica textual. São Paulo: Cultrix, EDUSP, 1977.

TELLES, Célia Marques. Grafia de textos e fonologia do português nos séculos XV e XVI. In: Revista da ANPOLL. Campinas, v. 1, n. 18, p. 43-58, 2005.

VASCONCELLOS, C. A.; SANTIAGO-ALMEIDA, M. M. Contribuição da Filologia e da Crítica Textual para o Estudo de Documentos Manuscritos de Paranaguá. In: Signum: Estudos da Linguagem – Uel. Londrina, v. 15, n. 1, p. 335-356, 2012. Disponível em: <http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/signum/article/view/11817/11218>. Acesso em: 27 ago. 2017.

Publicado

2018-05-25

Como Citar

KELLER, T.; GONÇALVES, A. Edição diplomática e comentários paleográficos de manuscritos do final do século XIX, da cidade de Santa Maria. Polifonia, [S. l.], v. 25, n. 37.1, p. 121–143, 2018. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/5677. Acesso em: 17 jun. 2024.