A arte cinética de Arnaldo Antunes: uma odisseia no ciberespaço

Autores

  • Verônica Daniel Kobs Uniandrade FAE

Palavras-chave:

movimento, ciberespaço, intersemiótica

Resumo

Neste artigo, analisaremos alguns desdobramentos da arte cinética, com o objetivo de relacionar artes plásticas, digitais e vídeos à mídia tecnológica. Em nossa pesquisa, de natureza bibliográfica, estabelecemos a seguinte metodologia: seleção, análise de textos e análise comparativa. A partir deste estudo, conseguimos demonstrar que o ambiente virtual e a linguagem eletrônica, por privilegiarem o hibridismo inerente à intersemioticidade, interferem de modo positivo na literatura e nas artes em geral, ampliando os recursos e inovando o processo criativo. Dessa forma, concluímos que as artes criadas ou difundidas no ciberespaço refletem valores da contemporaneidade, como rapidez, síntese e multiplicidade.

Biografia do Autor

Verônica Daniel Kobs, Uniandrade FAE

Doutora em Letras pela Universidade Federal do Paraná (2009). Mestre em Letras pela Universidade Federal do Paraná (2000). Licenciada em Letras Português-Latim pela Universidade Federal do Paraná (1997). Professora do Curso de Mestrado em Teoria Literária do Centro Universitário Campos de Andrade.  Professora do Curso de Graduação de Letras da FACEL e da FAE. Consultora de língua portuguesa e linguagens da RPC TV. Membro de grupos de pesquisa credenciados junto ao CNPq. Autora de diversos artigos sobre Literatura e Estudos Interartes. Autora de livros didáticos de Língua Portuguesa publicados pela editora Iesde Brasil S. A. Atualmente, desenvolve trabalhos que abrangem as áreas de Literatura, Cinema e Pintura, enfocando as relações entre palavra e imagem e as questões de identidade e alteridade.

Referências

ANTUNES, A. Tempo lugar. Disponível em: http://arnaldoantunes.blogspot.com.br/2010_07_01_archive.html. Acesso em: 15 abr. 2015a, 12:57:26.

_____. 360º. Disponível em: http://www.arnaldoantunes.com.br/new/sec_artes_obras.php?id_type=2#. Acesso em: 15 abr. 2015b, 12:55:42.

_____. Meu refrão. Disponível em: http://www.arnaldoantunes.com.br/new/sec_artes_obras.php?id_type=2#. Acesso em: 15 abr. 2015c, 12:54:23.

_____. Hand-made 6. Disponível em: http://www.arnaldoantunes.com.br/new/sec_artes_obras.php?id_type=7#. Acesso em: 15 abr. 2015d, 12:41:12.

_____. Carnaval. Disponível em: http://arnaldoantunes.blogspot.com.br/2010_07_01_archive.html. Acesso em: 22 abr. 2015e, 13:15:42.

_____. O interno exterior. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=CfyDoL5MY_s. Acesso em: 21 abr. 2015f, 15:10:07.

_____. Biografia. Disponível em: http://www.arnaldoantunes.com.br/new/sec_biografia.php. Acesso em: 07 jul. 2015g, 11:47:23.

BARRET, C. Arte cinética. In: STANGOS, N. (Org.). Conceitos da arte moderna. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000. p. 184-195.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CALVINO, I. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

GUIMARÃES, D. A. D. Comunicação tecnoestética nas mídias audiovisuais. Porto Alegre: Sulina, 2007.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP & A, 2004.

HUECK, K. Sobre a ansiedade. Disponível em:

http://super.abril.com.br/saude/ansiedade-447836.shtml. Acesso em: 23 mar. 2015, 09: 12: 21.

MENEZES, P. Poética e visualidade. Uma trajetória da poesia brasileira contemporânea. São Paulo: UNICAMP, 1991.

REGIS, F. Nós, ciborgues: tecnologias de informação e subjetividade homem-máquina. Curitiba: Champagnat, 2012.

RISÉRIO, A. Ensaio sobre o texto poético em contexto digital. Salvador: Fundação Casa de Jorge Amado, 1998.

SANTAELLA, L.; NÖTH, W. Imagem. Cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, 1998.

SANTAELLA, L. A poesia concreta como precursora da ciberpoesia. Disponível em: http://issuu.com/mimacarfer/docs/outubro. Acesso em: 28 abr. 2015, 08: 38: 53.

Publicado

2016-03-23

Edição

Seção

Dossiê