Utilização de elementos conectivos no texto dissertativo-argumentativo

Uma intervenção pedagógica sobre a escrita de acadêmicos de Pedagogia de Ariquemes/RO

Autores

DOI:

10.59917/rpolifonia.v30i57.16908

Resumo

Neste artigo, reportamo-nos a uma pesquisa de mestrado que objetivou planejar, implementar e avaliar uma intervenção pedagógica formativa voltada ao aprimoramento da escrita de acadêmicos de Pedagogia do Campus de Ariquemes da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). A pesquisa, de abordagem qualitativa e do tipo intervenção pedagógica, fundamentou-se em pressupostos teórico-práticos da Teoria Histórico-Cultural e da Linguística Textual, em diálogo com pesquisas atuais sobre a temática. Os participantes foram seis (então) acadêmicos do 4º período do Curso de Pedagogia, selecionados mediante análise preliminar de domínio da escrita entre todos os estudantes de uma mesma turma. Os textos dos discentes foram submetidos à análise linguística e gramatical em meio a um processo interventivo formativo sistematizado, realizado entre setembro de 2018 e março de 2019. Os dados, que nos permitiram avaliar a intervenção sobre a escrita dos acadêmicos e seus efeitos, foram organizados e analisados via análise textual discursiva. Nesse manuscrito, apresentamos os resultados da subcategoria de análise “Conectivos: conjunções coordenativas e subordinativas”. Entre os principais achados da pesquisa, ressaltamos a ampliação da tomada de consciência pelos acadêmicos acerca de suas dificuldades de escrita; a percepção da necessidade de revisar os textos e; o aumento das possibilidades de controle na utilização de conectivos após a intervenção pedagógica. Os resultados desta investigação evidenciam que a intervenção realizada contribuiu para o aperfeiçoamento da escrita dos acadêmicos participantes, sendo um indicativo de boas práticas visando ao aprimoramento do domínio da escrita por futuros professores alfabetizadores.

Referências

ABAURRE, M. L. M. Um olhar objetivo para produções escritas: analisar, avaliar, comentar. 1 ed. São Paulo: Moderna, 2012.

ALVES, C. V. P. A escrita no contexto acadêmico: uma abordagem a partir das Ideias de L. S. Vygotsky. 2013. 232 f. Tese (doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997. p. 278-327.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. 16.ed. São Paulo: Hucited, 2014.

BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa Qualitativa com Texto, Imagem e Som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

BECHARA, E. Moderna Gramática Portuguesa. 37 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009. 672p.

BEZERRA, M. A. Ensino de língua portuguesa e contextos teórico-metodológicos. In: DIONÍSIO, Â. P.; MACHADO, A. R.; BEZERRA, M. A. (Org.). Gêneros textuais & ensino. São Paulo: Parábola Editorial, 2010.

CASTRO, R. F. de. A expressão escrita de acadêmicas de um curso de pedagogia a distância: uma intervenção Histórico-Cultural. 2014. 238f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2014.

______. Possibilidades de utilização pedagógica do conceito de consciência de Vygotsky no brasil: uma revisão sistemática em pesquisas Stricto sensu. Revista Amazônida, Manaus, v. 6, n. 1, p. 1-17, 2021.

CASTRO, R. F. de; DAMIANI, M. F.; SELAU, B. Consciência e controle: uma intervenção histórico-cultural sobre a escrita de acadêmicas de Pedagogia a distância. Revista Educação (PUCRS. ONLINE), v. 39, p. 66-75, 2016.

DAMIANI, M. F.; ALVES, C.; FRISON, L. B. MACHADO, R. F. A escrita acadêmica: análise e intervenção. Linguagem & Ensino, Pelotas, v. 14, n. 1, p. 249-271, 2011.

DAMIANI, M. F.; ROCHEFORT, R. S.; CASTRO, R. F.; PINHEIRO, S.; DARIZ, M. R. Discutindo pesquisas do tipo intervenção pedagógica. Cadernos de Educação, Pelotas, v. 45, n. 1, p. 1-22, 2013.

FÁVERO, L. L. Coesão e coerência textuais. São Paulo: Editora Ática, 2004.

FURLANETTO, M. M. Tenho um trabalho na cabeça. Linguagem em Discurso, Florianópolis, v.1, n.1, p. 13-24, 2001.

GERALDI, J. W. O texto na sala de aula. São Paulo: Anglo, 2012.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ed. São Paulo: Editora Atlas, 2010. 200p.

KOCH, I. G. V.; ELIAS, V. M. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2018.

KOCH, I. G. V. Argumentação e linguagem. 10 ed. São Paulo: Cortez, 2006.

______. O texto e a construção dos sentidos. 10 ed. São Paulo: Contexto, 2016.

______. Introdução à linguística textual: trajetória e grandes temas. 2 ed. São Paulo: Contexto, 2017.

______. A coesão textual. 22 ed. São Paulo: Contexto, 2018.

LURIA, A. R. A construção da mente. Ícone: São Paulo, 1992.

MARCUSCHI, L. A. In: XAVIER, Antônio C.; CORTEZ, S. (Org). Conversas com linguistas. Virtudes e controvérsias da linguística. São Paulo: Parábola, 2003. p. 130-140.

______. Produção textual, análise de gêneros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MENDONÇA, M. Revista Na Ponta do Lápis, ano XII – nº 27, p. 40-42, 2016.

MORAES, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência e educação. Bauru, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003.

PISA. Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa). Resultados de 2018. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/areas-de-atuacao/avaliacao-e-exames-educacionais/pisa/resultados. Acesso em: 25 jul. 2023.

PONZIO, A. A revolução bakhtiniana: o pensamento de Bakhtin e a ideologia contemporânea. São Paulo: Contexto, 2011.

RIOLFI, C.; ROCHA, A.; CANADAS, M. A.; BAROSA, M.; MAGALHÃES, M.; RAMOS, R. Ensino de Língua Portuguesa. São Paulo, SP: Cengace Learning, 2014.

SAEB. Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Resultados 2021. Disponível em: http://saeb.inep.gov.br/saeb/. Acesso em: 20 jul. 2023.

TRAVAGLIA, L. C. Gramática e interação: uma proposta para o ensino de gramática no 1º e 2º graus. 6 ed. São Paulo: Cortez, 2001.

TERRA, E. Linguagem, língua e fala. São Paulo: Scipione, 1997.

______. Gramática de hoje. São Paulo: Scipione, 2005.

VYGOTSKI. L. S. Obras Escogidas Tomo I (La consciencia como problema de la psicología del comportamiento). Madrid: Aprendizaje Visor y Ministerio de Educación y Ciencia. 1991.

______. A construção do pensamento e da linguagem. Trad. Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

______. Obras Escogidas Tomo II (Pensamiento Y Lenguaje). Moscú: Editorial Pedagógica, 1982.

WACHOWICZ, T. C. Análise linguística nos gêneros textuais. São Paulo: Saraiva, 2012.

Downloads

Publicado

2024-05-14

Como Citar

KRUMENAUR STANGUE, R. .; FONSECA DE CASTRO, R. . Utilização de elementos conectivos no texto dissertativo-argumentativo: Uma intervenção pedagógica sobre a escrita de acadêmicos de Pedagogia de Ariquemes/RO. Polifonia, [S. l.], v. 30, n. 57, p. 21–44, 2024. DOI: 10.59917/rpolifonia.v30i57.16908. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/16908. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Estudos Linguísticos