Contribuições dos estudos críticos do discurso em práticas do PIBID Letras/UFBA

Autores

  • Lavínia Mattos laviniansantos@gmail.com
    Universidade Federal da Bahia

Resumo

Neste artigo, o objetivo é publicizar o trabalho realizado no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), na área de Letras Língua Portuguesa da X, que se pautou numa episteme crítica de tratamento da linguagem e suas interfaces, do sujeito social e da formação docente, concentrando-se, entre outras correntes teóricas e/ou metodológicas, nos Estudos Críticos do Discurso. As atividades e reflexões destacadas neste texto dão conta de evidenciar contribuições deste campo do saber para a formação identitário- profissional, política e reflexiva de licenciandos das Letras Vernáculas e práticas funcionais de leitura e produções textuais em língua portuguesa na educação básica, tecidas na parceria universidade e escolas públicas, articulada pelo programa em questão.

Referências

ARENDT, H. A crise na educação. In:_______. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectivas, 2011.

AZAMBUJA. D. Teoria Geral do Estado. 4ª Ed. São Paulo: Globo, 2008.P. 15-76

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017.

_______. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Censo da educação básica 2019: resumo técnico. Brasília: Inep, 2019. Acesso disponível em: http://portal.inep.gov.br/resultados-e-resumos. Acesso em maio de 2020.

CAPES. Edital PIBID 07/2018. Disponível em:

https://capes.gov.br/images/stories/download/editais/01032018-Edital-7-2018-PIBID.pdf. Acesso em junho de 2020.

CHARLOT, B. Relação com o saber, formação dos professores e globalização. Porto Alegre: Artmed, 2005.

COOMBS, P. A crise mundial da educação. São Paulo: Vozes, 1976 .

DELEUZE, G. Conversações. Rio de Janeiro: Editora 34, 1992.

DOLZ, J.; NOVERRAZ, M.; SCHNEUWLY, B. Sequências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In Gêneros orais e escritos na Escola. São Paulo: Mercado das Letras, 2004. p. 81-108.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. Brasília: Universidade de Brasília, 2001.

FREIRE, Paulo. Educação como prática de liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

_______. Pedagogia do Oprimido. Rio, Paz e Terra, 1979 (Coleção Leitura).

_______. Pedagogia da autonomia. Paz e Terra: Rio de Janeiro, 1996.

FRIGOTTO, G. Educação e a crise do capitalismo real. São Paulo: Cortez, 2010.

GERMER, C.M. Componentes estruturais da teoria do dinheiro no capitalismo. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, Rio de Janeiro: Sette Letras, nº 1, 1997, p. 106- 133.

KLEIMAN, Ângela. Os significados do letramento. Campinas: Mercado das Letras, 1995.

_______. Letramentos na contemporaneidade. Bakhtiniana, São Paulo, 9(2), 2014.

MATTOS E SILVA, Rosa Virgínia. O português no Brasil: sua formação na complexidade multilingüística do Brasil colonial e pós-colonial. Leituras Contemporâneas, Salvador, v. 1, n. 1, p. 95-105, 2004

MATTOS, Lavínia Neves dos Santos. Manual de Diretrizes/Orientações Bolsistas PIBID LETRAS. Salvador, 2018.

MÉSZAROS, István. Para além do Capital. São Paulo: Boitempo Editorial, 2002.

PATEMAN, Carole. Participação e teoria democrática. Rio de Janeiro: Paz e Terra,

RIBEIRO, N.R. A crise econômica: uma visão marxista. João Pessoa: Editora Universitária, 2008.

ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.

SALVADOR. Referencial Curricular Municipal para os Anos Finais do

Ensino Fundamental. 2019. Disponível em: <http://educacao.salvador.ba.gov.br/pdfs-nossa- rede/documentos-municipais/ensino-fundamental/referencial-curricular-municipal-para-os- anos-finais-FINAL.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2019.

SANTOS, B.S. Reinventar a democracia. 2ª ed. Lisboa: Gradiva, 2002

_______. Redemocratizar e democracia: os caminhos da democracia participativa. Porto: Afrontamentos, 2003.

SAVIANI, Dermeval. A Nova Lei da Educação: trajetória, limites e perspectivas. 9. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

_______. A pedagogia no Brasil: história e teoria. Campinas, SP: Autores Associados, 2008. (Coleção Memória da Educação)

SOUZA, Ana Lúcia Silva. Letramento da reexistência. Poesia, grafite, música, dança: hip- hop. São Paulo: Parábola, 2011.

UNESCO. Declaração de Salamanca: sobre princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais. Salamanca: Espanha, 1994.

_______. Declaração Mundial sobre Educação para Todos: satisfação das necessidades básicas de aprendizagem. UNESCO: Jomtien, 1990.

VAN DIJK, Teun A. Discurso e poder. São Paulo: Contexto, 2008.

Downloads

Publicado

2022-04-25

Como Citar

MATTOS, L. . Contribuições dos estudos críticos do discurso em práticas do PIBID Letras/UFBA. Polifonia, [S. l.], v. 28, n. 52, p. 109–122, 2022. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/13709. Acesso em: 12 jun. 2024.