Os estereótipos na construção do humor nos enunciados religiosos

Autores

  • Virginia Jacinto Lima Lima vihlima@live.com
    Universidade Federal da Grande Dourados
  • Sílvia Mara de Melo polifoniapa@gmail.com
    Universidade Federal da Grande Dourados

Resumo

Neste artigo apresentamos um estudo sobre o funcionamento do humor nos enunciados estereotipados do pastor Claudio Duarte, que se justifica pela necessidade de compreender como, no processo discursivo, os estereótipos são empregados e quais seus efeitos de sentido. É relevante estudar os enunciados de Duarte porque ele é um formador de opinião, que, ao incorporar o humor em seu sermão, tem feito muitos adeptos. Seus enunciados representam a midiatização do discurso religioso, por meio de uma oratória que constrói um discurso cristão estereotipado, sendo importante, portanto, compreender aspectos linguísticos que levem a constituição de enunciados carregados de humor, mas também, possivelmente, permeados de discriminação e intolerância. Empregamos a Análise do Discurso Francesa como pressupostos teóricos e análise qualitativa como metodologia. Nosso corpus de pesquisa foi composto por trechos de textos transcritos de duas pregações ministradas pelo pastor, disponíveis em vídeos no site youtube.com. Observamos que, ao empregar a estereotipação, além de atingir o efeito de humor, outros efeitos de sentido são produzidos. Percebemos que o discurso de Duarte reforça estereótipos negativos sobre os homens e, principalmente, sobre mulheres, instituindo características masculinas e características femininas, determinando em muitos momentos a superioridade dos homens em relação às mulheres.

Referências

BERISTÁIN, Helena. O chiste. In. LUSTOSA, Isabel (Org.). Imprensa, Humor e Caricatura: a questão dos estereótipos culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011. (p. 69-92)

DAVIES, Christie. Cartuns, caricaturas e piadas: roteiros e estereótipos. In. LUSTOSA, Isabel (Org.). Imprensa, humor e caricatura: a questão dos estereótipos culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011. p. 93-124.

DELIGNE, Alain. De que maneira o riso pode ser considerado subversivo? In. LUSTOSA, Isabel (Org.). Imprensa, humor e caricatura: a questão dos estereótipos culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011. p. 29-46.

FERNANDES, Cleudemar Alves. Análise do Discurso: Reflexões introdutórias. São Carlos: editora Claraluz, 2008.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. Foucault. In: OLIVEIRA, L. A (Org.). Estudos do Discurso: perspectivas teóricas. São Paulo: Parábola, 2013.

ORLANDI. Eni Pucinelli. O discurso religioso - A fala de muitos gumes (as formas do silêncio). IN: A linguagem e seu funcionamento. As formas do discurso. 2. Ed. Ver. E aum. Campinas, SP: Pontes, 2011.

________. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. 6 ed. Campinas: Ed. Unicamp, 2015.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Tradução de Luiz Felipe Baeta Neves. 7ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.

POSSENTI, Sírio. Os limites do discurso. Criar Edições LTDA: Curitiba-PR, 2002.

_______. Teoria do discurso: um caso de múltiplas rupturas. In: MUSS ALIM, Fernanda; BENTES, Ana Christina (Orgs.). Introdução à Linguística: Fundamentos Epistemológicos. 3. 5ª ed. São Paulo: Cortez, 2007. p. 353-392.

________. Discurso transverso em piadas de corintiano. Bakhtiniana, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 144-155, mai./ago. 2017.

________. Cinco ensaios sobre Humor e análise do discurso. 1.ed. São Paulo: Parábola, 2018.

SILVA, Edvania Gomes da. Estereótipos, religião e humor. Estudos Linguísticos, São Paulo, v. 44, n. 3, p. 1009-1018, set./dez. 2015.

ZINK, Rui. Da bondade dos estereótipos. In. LUSTOSA, Isabel (Org.). Imprensa, humor e caricatura: a questão dos estereótipos culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011. p. 47- 68.

Downloads

Publicado

2022-04-25

Como Citar

LIMA, V. J. L.; MELO, S. M. de . Os estereótipos na construção do humor nos enunciados religiosos. Polifonia, [S. l.], v. 28, n. 52, p. 86–108, 2022. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/13708. Acesso em: 19 jun. 2024.