A CONSTITUIÇÃO GENÉRICA DO TRABALHO: PROBLEMATIZANDO ROTINAS E REVELANDO HIBRIDIZAÇÕES

Autores

  • Maria da Glória Corrêa Di Fanti

Resumo

O presente artigo objetiva trazer para debate a operacionalização dos gêneros do discurso/da atividade como meio de entendimento de processos de produção de sentido da atividade jurídica na resolução do conflito trabalhador/patrão em audiências trabalhistas. Tal orientação recupera, a partir da teoria bakhtiniana, a tríade - gênero do discurso, atividade humana e esfera de comunicação - como espaço dialógico de investigação. Além disso, desenvolve uma sintaxe enunciativodiscursiva do trabalho que desencadeia a apreensão de aspectos da cultura do “métier” na tensão entre a história do meio e a história pessoal de cada sujeito nos processos interacionais.

Downloads

Publicado

2004-03-01

Edição

Seção

Dossiê