ALLENDE, Isabel. Largo Pétalo de Mar. Buenos Aires: Sudamericana, 2019.

Autores

  • Tatiana da Silva Capaverde tatianacapaverde@gmail.com
    UNIR

Resumo

Os deslocamentos culturais historicamente fazem parte da composição cultural das Américas desde seu “descobrimento” e os fluxos migratórios internos dos povos nômades são movimentos ainda mais pregressos. O fluxo de europeus e o processo colonizador tornaram os países americanos um espaço de hibridação cultural que se desdobram até nossos dias. Além das mobilidades que marcaram a formação colonial americana, os trânsitos motivados por guerras e períodos ditatoriais também estão retratados nas literaturas das Américas, seja tematizando o exílio dos americanos em função do período ditatorial dos diferentes países do continente, seja retratando a chegada de imigrantes e exilados provenientes de diferentes partes do mundo.

Referências

ALLENDE, Isabel. Largo Pétalo de Mar. Buenos Aires: Sudamericana, 2019.

ALLENDE, Isabel. Longa Pétala de Mar. 2 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2020.

POLAR, Antonio Cornejo. Condição migrante e intertextualidade multicultural: o caso de Arguedas. In: ____. O Condor Voa: literatura e cultura latino-americana. Belo Horizonte, UFMG, 2000. p. 127-137.

HAESBAERT, Rogerio. O Mito da Desterritorialização: do fim dos territórios à multiterritorialidade. 6 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

Publicado

2020-10-05

Como Citar

DA SILVA CAPAVERDE, T. . ALLENDE, Isabel. Largo Pétalo de Mar. Buenos Aires: Sudamericana, 2019. Polifonia, [S. l.], v. 27, n. 47, 2020. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/11248. Acesso em: 19 jun. 2024.