Parfor no Amazonas: fronteiras, deslocamentos, e formação de professores de Espanhol

Autores

  • Wagner Barros Teixeira Universidade Federal do Amazonas
  • Raimunda Julia de Freitas Brandão Centro Educacional Santa Teresinha

Palavras-chave:

deslocamentos transfronteiriços, formação de professores de Espanhol, material didático.

Resumo

Em consonância com as temáticas de deslocamentos e de fluidez transfronteiriços, características marcantes de/em diferentes partes do Brasil, como o estado do Amazonas, com base em levantamento bibliográfico e em breve análise de relatos de experiência, neste artigo, de forma sucinta, apresentamos algumas contribuições de ações desenvolvidas no curso de Letras – Língua e Literatura Espanhola da Universidade Federal do Amazonas no âmbito do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica – Parfor para a formação de professores de Espanhol nas regiões do médio e do alto rio Negro, Amazonas. Como resultados, ficam evidentes a fluidez dos deslocamentos transfronteiriços na região foco das pesquisas, o impacto sobre a formação e a atuação docente e a necessidade de adequação no material didático para ir ao encontro das peculiaridades regionais.  

Biografia do Autor

Wagner Barros Teixeira, Universidade Federal do Amazonas

Doutor e Mestre em Letras Neolatinas pela UFRJ. Especialista em Educação Tecnológica pelo CEFET Celso Suckow da Fonseca. Graduado em Letras - Português/Espanhol, pelo UBM. Professor Adjunto na UFAM, atuando em cursos de Graduação em Letras e no Programa de Pós-Graduação em Letras, área de Linguística Aplicada. Líder do grupo de pesquisas "Observatório de ensino de línguas", certificado pelo CNPq. Pesquisas nas áreas de Políticas Linguísticas, Ensino de Línguas e Formação de Professores.

Raimunda Julia de Freitas Brandão, Centro Educacional Santa Teresinha

Mestre em Letras e Especialista em Ensino de Espanhol: Língua e Literaturas pela Universidade Federal do Amazonas. Graduada em Letras - Língua e Literatura Espanhola pela mesma universidade. É professora na Educação Básica em Manaus, tendo atuado na Seduc/AM e em escolas particulares, e, ainda, na formação de professores pela Universidade Federal do Amazonas, no Ensino Superior.

Referências

AUTOR2. Panorama sobre o ensino de Espanhol em escolas amazonenses. In: AUTOR1; FERREIRA, C. J; SILVA, J. F. da (orgs.). Ensinando Espanhol no Amazonas: experiências, conquistas e perspectivas. Manaus: Edua, 2017.

BARRA, C. S.; DIAS, C. (orgs.). Barcelos indígena e ribeirinha: um perfil socioambiental. São Paulo: ISA, 2013.

BAUMAN, Z. Zygmunt Bauman: Comunicação líquida. ALMEIDA, N. Comunicação empresarial. Entrevistas. Fronteiras do Pensamento (2015). Disponível em: . Acesso em: 10 mai. 2020.

BHABHA, H. K. O local da cultura. ÁVILA, M. et al. (trads.). Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Decreto nº 6.755, de 29 de janeiro de 2009.. Disponível em: < https://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Decreto-6755-2009.pdf>. Acesso: em 20 fev. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica (PARFOR). Disponível em: <http://www.capes.gov.br/educacao-basica/parfor>. Acesso: em 20 fev. 2020.

BRITO, S-R. A. da. S. Fronteiras que integram. TALLEI, J.; AUTOR1. (orgs.). Transbordando as frontei¬ras: lenguajes desde el entre lugar, resistencia y pluralidad en los Brasiles. Manaus: Edua, 2020.

CARNEIRO FILHO, C. P. Processos de transfrontei¬rização na Bacia do Prata: a tríplice fronteira Brasil-Ar¬gentina-Praguai. Tese de doutorado. Porto Alegre: UFR¬GS/Posgea, 2013 (254 p.).

CAPAVERDE, T. da S. Poética do deslocamento: as escritas migrantes venezuelanas. In: TALLEI, J.; AUTOR1. (orgs.). Transbordando as fronteiras: lenguajes desde el entre lugar, resistencia y pluralidad en los Brasiles. Manaus: Edua, 2020.

DAY, K. C. N. Fronteiras linguísticas e fronteiras políticas: relações linguísticas e sócio-históricas na fronteira do Brasil com a Guiana Francesa. Cadernos de Letras da UFF. Dossiê: Língua em uso no. 47, p. 163-182.

FERNANDES, D.; GARCIA, F. S.; AUTOR1. O ensino de Espanhol em Barcelos fomentado por ações extensionistas. In: FERREIRA, C. J.; AUTOR1. Ensinando Espanhol no Amazonas: outras experiências, mais conquistas e renovadas perspectivas. Manaus: Edua, 2019.

GALÁN, S. J. Relato de experiencia: un hispánico en Cucuí. In: TALLEI, J.; AUTOR1. (orgs.). Transbordando as fronteiras: lenguajes desde el entre lugar, resistencia y pluralidad en los Brasiles. Manaus: Edua, 2020.

GLISSANT, E. Introdução a uma poética da diversi¬dade. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 2005.

HEUFEMANN-BARRÍA, E. O.; AUTOR1. Ações (gloto)políticas em prol do ensino de Espanhol no Amazonas: um olhar especial sobre a formação de professores, In: CARVALHO et al. (Orgs.). PARFOR: realidade e desafios para a formação de professores pela Universidade Federal do Amazonas. Manaus: Edua, 2017.

ISA/FOIRN. Povos indígenas do Rio Negro: mapa livro: uma introdução à diversidade socioambiental do noroeste da Amazônia brasileira, 3. ed., Brasília: MEC/SEF, 2006.

JUSTINO. M. N. Pesquisa e recursos didáticos na formação e prática docentes. 1. ed. Curitiba: Ibpex, 2011.

LIMA, J. L. de F. Vidas em movimento – imigração peruana na fronteira Brasil-Peru no alto Solimões: trajetórias e contextos. 2019. 147f. (Tese de Doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia) – Instituto de Filosofia, Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2019.

MACHADO, L. O. Limites, fronteiras, redes. STROHAE¬CKER A. T. M. et al. (orgs.). Fronteiras e espaço global. Porto Alegre: AGB-Porto Alegre, 1998.

MARINHO, M. R. M.; ARAÚJO, V. M.; AUTOR1. Ensino de PLE e formação de professores na Universidade Federal do Amazonas. In: SCARAMUCCI, M. V. R.; BIZON, A. C. C. (orgs.). Formação inicial e continuada de professores de Português Língua Estrangeira/Segunda Língua no Brasil. Araraquara: Letraria, 2020.

MONTEIRO, M. F. C. Discurso, identidade, agentividade de professores de L2 no PARFOR/AM: um estudo além do letramento crítico (LC). Tese de Doutorado. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC. 2014.

MORALES-PINILLA, I. K. Práctica docente en el proyecto MEC/SESu “Ensino de Línguas Estrangeiras a comunidades indígenas: valorizando as experiências e as trocas culturais” – una experiencia del pregrado para la vida entera. In: TALLEI, J.; AUTOR1. (orgs.). Transbordando as fronteiras: lenguajes desde el entre lugar, resistencia y pluralidad en los Brasiles. Manaus: Edua, 2020.

MORALES-PINILLA, I. K. Relato de uma experiência no ensino-aprendizagem de Espanhol através de lendas amazônicas, em São Gabriel da Cachoeira-AM. In: AUTOR1; FERREIRA, C. J.; SILVA, J. F. da. Ensinando Espanhol no Amazonas: experiências, conquistas e perspectivas. Manaus: Edua, 2017.

PESAVENTO, S. J. Fronteiras culturais em um mundo planetário: paradoxos da(s) identidade(s) sul-latino-america¬na(s). Revista Del Cesla, nº 8, Varsóvia/Polônia: Univer¬sidade de Varsóvia, 2006.

RODRIGUES, L. F. A análise de necessidade e sua importância para a elaboração de materiais didáticos para o ensino de línguas para fins profissionais. In: FERREIRA, C. J.; COSTA, E. B. da; AUTOR1. (orgs.). Múltiplos olhares sobre o ensino de línguas: material didático. Manaus: Edua, 2017.

RODRIGUES, L. F. Paisagem linguística em contexto fronteiriço: estudo de caso em Tabatinga (BRA) e Leticia (COL). Revista Trama. vol. 16. nº 37. ano 2020.

SANTOS, L. R.; NORONHA, N. M. de. Prefácio. In: CARVALHO, T. B. et al. (orgs.). PARFOR: realidade e desafios para a formação de professores pela Universidade Federal do Amazonas. Manaus: Edua, 2017.

SILVA, A. B. A. da. A civilização indígena do Uaupés: observações antropológicas etnográficas e sociológicas. 2. ed. Roma, Itália: Libreria Ateneo Salesiano-LAS, 1977.

AUTOR1. Fluidez transfronteiriça e as funções das línguas espanhola e portuguesa nos entre-lugares amazonenses. In: TALLEI, J.; AUTOR1. (orgs.). Transbordando as fronteiras: lenguajes desde el entre lugar, resistencia y pluralidad en los Brasiles. Manaus: Edua, 2020.

AUTOR1. La lengua española en el Amazonas: presencia, funciones, enseñanza y resistencia. In: MIRANDA, C. (org.). La lengua española en Brasil: enseñanza, formación de profesores y resistencia. Brasília: Consejería de Educación de la Embajada d’España en Brasil, 2018. (colección Complementos).

AUTOR1. Presença e funções do espanhol no alto rio Negro/AM: considerações políticas e históricas. (2014). 355f. (Tese de Doutorado apresentada à coordenação do Programa de Doutorado em Letras Neolatinas) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

Publicado

2020-10-05

Edição

Seção

Outros lugares