O CORPO NO FOTOJORNALISMO: O ENTRECRUZAMENTO DE VALORES AXIOLÓGICOS NA CONSTRUÇÃO DA INFORMAÇÃO

Autores

Palavras-chave:

fotografia como documento social, relações dialógicas, corpo feminino.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar uma determinada produção fotojornalística, submetida ao World Press Photo of the Year, na edição de 2019, na perspectiva da teoria dialógica do discurso a fim de confrontar estéticas e valores que são combinados na representação do corpo feminino. Como nessa circunstância, o fotógrafo articula diversos interesses individuais e institucionais, a composição final é um criação cultural que articula referências sociais, ideológicas e axiológicas que enuncia, ecoa, reverbera e ressoa discursos em circulação no Ocidente. Trata-se de uma análise interpretativa de signos ideológicos (documentos disponíveis na internet), cujos critérios estão apoiados nos conceitos de cronotopo, contexto dialógico e compreensão ativo-dialógica. Os resultados preliminares indicam que a enunciação de imagens na atualidade ecoa perspectivas assumidas pelo fotojornalismo desde o século XIX e ressoa posições por meio das quais o profissional assume certa responsabilidade frente às crises sociais em curso.

Biografia do Autor

Isabel Cristina Michelan de Azevedo, Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Doutora em Letras pela Universidade de São Paulo.

Professora Adjunta do Departamento de Letras Vernáculas da UFS.

Participa do PPGL e do Profletras da UFS, campus São Cristóvão e do PPGL: Linguagens e Representações da UESC.

Referências

BAKHTIN, M. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento. O contexto de François Rabelais. São Paulo: Hucitec; Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1999.

BAKHTIN, M. Fragmentos dos anos 1970-1971. In: BAKHTIN, Mikhail. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. Trad., organização, posfácio e notas de Paulo Bezerra; notas da edição russa de Serguei Botcharov. São Paulo: Editora 34, 2017a. p. 21-56.

BAKHTIN, M. Por uma metodologia das ciências humanas. In: BAKHTIN, Mikhail. Notas sobre literatura, cultura e ciências humanas. Trad., organização, posfácio e notas de Paulo Bezerra; notas da edição russa de Serguei Botcharov. São Paulo: Editora 34, 2017b. p. 57-79.

EAGLETON, T. A ideologia da estética. Trad. Mauro Sá Rego Costa. Rio de Janeiro: Zahar, 1993 [1990].

FREUND, G. La fotografia como documento social. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2017 [1976].

OLIVEIRA, E. M. de; VICENTINI, A. Fotojornalismo – Uma viagem cultural entre o analógico e o digital. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

SOUSA, J. P. Uma história crítica do fotojornalismo ocidental. Chapecó: Argos – Editora Universitária; Florianópolis: Letras Contemporâneas, 2004.

STAFUZZA, G. B. Contribuições do pensamento do Círculo de Bakhtin para os estudos discursivos contemporâneos: o discurso machista na mídia humorística feminina. In: PAULA, Luciane de. Discursos em perspectiva: humanidades dialógicas. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2014. p. 135-155.

WALL, A. Bakhtin e a noção de crise ou como ler por Bakhtin a pintura arquitetural do século das luzes. In: PAULA, Luciane de (org.). Discursos em perspectiva – Humanidades dialógicas. Campinas: Mercado de Letras, 2014. p. 39-68.

Publicado

2021-04-03