VIDA EM DISCURSO: O TRABALHO DE CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA INDIVIDUAL DE PESSOA EM SITUAÇÃO DE RUA

Autores

  • Joao Batista da Costa Junior Universidade Federal do Rio Grande do Norte/Professor

Palavras-chave:

população em situação de rua, história de vida, identidade individual

Resumo

Neste artigo, abordaremos uma discussão sobre vida em discurso sob a perspectiva crítico-discursiva. Para tanto, tomamos como tema de pesquisa o trabalho de construção identitária individual de pessoas em situação de rua na cidade de Natal/RN, consoante suas próprias histórias de vida, configuradas por narrativas do “eu”. Para construir a análise, fomos guiados pelos seguintes objetivos: discutir redes de socialização representativas do trabalho de construção identitária individual e apresentar percepções de cada indivíduo diante de sua inserção no fenômeno população em situação de rua. Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa (descritiva e interpretativa), ancorando-se numa formatação interdisciplinar de fundamentos teóricos, respaldos na Linguística Aplicada, na Análise Crítica do Discurso, na Sociologia para a mudança social, nos estudos sobre identidades e na Linguística Sistêmico-Funcional. O objeto de análise se constituiu de duas histórias de vida. Conforme as principais descobertas do estudo, salientamos que a construção identitária individual de pessoas em situação de rua em Natal/RN compreende um trabalho do indivíduo enquanto sujeito de si mesmo frente à construção de identidade de resistência, identidade de projeto e identidade política. Portanto, destacamos que essas identidades revelam uma vontade ontológica direcionada à emancipação do sujeito em situação de rua, um sujeito politicamente consciente de seus direitos e deveres que caminha em direção ao seu empoderamento cidadão.

Biografia do Autor

Joao Batista da Costa Junior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte/Professor

Professor Adjunto do Departamento de Letras - UFRN - à área de prática de Leitura e Produção de Textos.

Referências

BAJOIT, G. El cambio social, análisis sociológico del cambio social y cultural en las sociedades contemporâneas. Madrid: Siglo, [2003]2008.

________. La Tiraníadel “grand ISA”. Rev Cultura y representações sociales. Ano 3, No 6, março de 2012, p. 9-24. Disponível: <http://www.culturayrs.org.mx/revista/num6/Bajoit.pdf> Acessado em: 10 de maio de 2020.

________. Tudo Muda: proposta teórica e análise da mudança sociocultural nas sociedades ocidentais contemporâneas. Ijuí: Editora Unijuí, 2006.

CASTRO ZAMBRANO, R. La conceptualización de pueblo en los discursos presidenciales de Hugo Chávez y Evo Morales. 2015. Disponível em: <http://www.ascd.com.br/>. Acesso: 10 de maio de 2020.

CUNHA, M. A; SOUZA, M. S. Transitividade e seus contextos de uso. São Paulo: Cortez, 2011.

FAIRCLOUGH, N. Analysing discourse: textual analysis for social research. London and New York: Routledge, 2003.

________ Discurso and Social Chance. Cambridge: Polity Press, 1992.

________. Language and globalization. London; New York: Routledge, 2006.

________. Discurso e Mudança Social. Tradução de Izabel Magalhães. Brasília: Editora UnB, 2001[1992].

________. Language and globalization. London; New York: Routledge, 2006.

FUZER, C.; CABRAL, S. R. S. Introdução à Gramática Sistêmico-Funcional em Língua Portuguesa. Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Artes e Letras, Departamento de Letras Vernáculas, Núcleo de Estudos em Língua Portuguesa, 2010.

HALLIDAY, M. A. K. An Introduction to Functional Grammar, London: Edward Arnold, 1985.

________. Na introduction to functional grammar. 2ª ed. London: Arnold, 1994.

________. MATTHIESSEN, C. M. I. M., Introducion To Functional Grammar. 3ª ed. London: Arnold, third edition, 2004.

MAGALHÃES, C. A Análise Crítica do Discurso enquanto teoria e método de estudo. In: MAGALHÃES, C. (Org.). Reflexões sobre análise crítica do discurso. Belo Horizonte: UFMG, 2001, p. 15-30.

MOITA LOPES, L. P. de. Linguística Aplicada e Vida Contemporânea: problematização dos construtos que têm orientado a pesquisa. In: MOITA LOPES, L. P. de. Por uma Linguística Aplicada Indisciplinar. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

________. Linguística Aplicada na Modernidade Recente. 1ª ed. São Paulo: Parábola, 2013.

PEDRO, E. R. Análise Crítica do Discurso: uma perspectiva sociopolítica e funcional. Lisboa: Caminho, 1998.

PEDROSA, C. E. F. Abordagem Sociológica e Comunicacional do Discurso: uma proposta para análise crítica do discurso. In.: SÁ JÚNIOR, L. A.; BARBOSA, T. M. N. (Orgs). Práticas Discursivas e Ensino de Língua(gens). Vol VI: Coleção Ciências da Linguagem Aplicadas ao Ensino. Natal: EDUFRN, 2014, p. 15-58.

RAMALHO, V.; RESENDE, V. M. Análise de discurso (para a crítica): o texto como material de pesquisa. Campinas: Pontes, 2011.

RESENDE, V. M. Análise de Discurso Crítica e Realismo Crítico: implicações interdisciplinares. Campinas, SP: Pontes Editores, 2009.

TEJERINA, B. La sociedade: movimentos sociais e mudança cultural na Espanha imaginada. Madri: Editorial Trotta, 2010.

THOMPSON, John B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2002.

Publicado

2021-04-03