#velhaparaisso: o discurso de empoderamento e resistência em propagandas de uma marca de cosmético

Autores

Palavras-chave:

Palavras-chave, discurso, empoderamento, resistência.

Resumo

É notória e histórica a condição de inferioridade delegada à figura feminina em várias sociedades ainda hodiernamente. Muitos esforços, em diversos campos, têm sido travados para que a mulher seja respeitada como ser humano, um ser de direitos, e ações têm sido realizadas com o intuito de valorização e de reconhecimento social. A faixa etária é um dos fatores limitadores da ação da mulher em algumas sociedades ocidentais e estabelece um limite de idade para a realização de atividades. Estar fora do padrão etário ou estar velha para a execução de tarefas e/ou a realização de desejos pessoais – tatuar-se, ser mãe, mudar a cor dos cabelos, praticar esportes radicais, fazer novas escolhas é segregar a mulher a espaços específicos e restringir sua vivência. Relega-se a veleidade feminina a um segundo plano, principalmente se estiver relacionada a hábitos, escolhas e ações consideradas mais apropriadas para jovens e adolescentes, ou ao universo masculino. Empregando a metodologia de pesquisa bibliográfica e da análise de corpus, fundamentado na Análise de Discurso, objetiva-se demonstrar o processo de construção discursiva para o empoderamento de mulheres em propagandas de uma marca de cosméticos e, também, analisar os recursos argumentativos empregados no processo de empoderamento e de resistência incentivados pela concepção de que não há idade certa para se fazer o que se deseja. Os resultados demonstram que um dos procedimentos adotados buscam desconstruir a concepção preconceituosa de uma idade adequada para que a mulher realize seus sonhos.

 

Biografia do Autor

Edna Silva Faria, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Goiás (1991), mestrado em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás (2005) e Doutorado em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás (2013). Atualmente é Professora Adjunta da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Goiás (2010-presente), Coordenadora dos cursos de Letras: Português - Licenciatura e Bacharelados em Estudos Literários e Linguística.Tem experiência na área de Letras (Linguística), com ênfase em Análise do Discurso e Semiótica, atuando principalmente nos seguintes temas: análise de discurso, semiótica, comunicação, literatura e educação. Coordenadora do Grupo de Pesquisa GESEM - Grupo de Estudos e Pesquisa em Semiótica.

Referências

BAKHTIN/VOLOCHINOV. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do Método Sociológico na ciência da linguagem. Tradução M. Lahud e Y. F. Vieira. 7. ed. São Paulo: Hucitec, 2009.

CHARAUDEAU, P. Discurso das mídias. Tradução Ângela S. M. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2006.

CHARAUDEAU, P. A conquista da opinião pública: como o discurso manipula as escolhas políticas. Tradução Ângela S. M. Corrêa. São Paulo: Contexto, 2015.

_________. Discurso e contexto: uma abordagem sociocognitiva. Tradução Rodolfo Ilari. São Paulo: Contexto, 2012.

FONTANILLE, Jacques. Significação e visualidade - exercícios práticos. Tradução Elizabeth B. duarte e Maria Lilia de Castro. Porto Alegre: Sulina, 2005

FOUCAULT, M. Microfísica do poder. Organização e tradução Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1995.

¬¬¬¬_________. A ordem do discurso. Tradução L. F. A. Sampaio. 20. ed. São Paulo: Loyola, 2010.

GÉLIS, J. O corpo, a igreja e o sagrado. In: CORBIN, A.; COURTINE, J-J; VIGARELLO, G. História do corpo: da Renascença às luzes. 4. ed. Tradução Lúcia M. E. Orth; revisão da tradução Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis, RJ: Vozes 2010. (vol1)

VAN DIJK, Teun A. Discurso e poder. 2. ed., 2a. reimpressão. São Paulo: Contexto, 2015.

_________. Discurso e contexto: uma abordagem sociocognitiva. Tradução Rodolfo Ilari. São Paulo: Contexto, 2012.

#velhaparaisso. (2017). Disponível em: <http://www.natura.com.br/velhapraisso?utm_source=descricao&utm_medium=youtube&utm_campaign=chronos&utm_content=velha-pra-isso< Acesso em: 1 mai.2017.

Publicado

2021-03-25

Como Citar

FARIA, E. S. #velhaparaisso: o discurso de empoderamento e resistência em propagandas de uma marca de cosmético. Polifonia, [S. l.], v. 27, n. 48, 2021. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/polifonia/article/view/10519. Acesso em: 16 jun. 2024.

Edição

Seção

Outros lugares