DISCURSO E PROPAGANDA: A CONSTRUÇÃO DA RAÇA ARIANA EM PÔSTER NAZISTA

Autores

Palavras-chave:

propaganda, discurso, raça

Resumo

Neste artigo, analisamos um pôster da propaganda nazista que foi publicado durante o Terceiro Reich sob orientação do Ministério da Propaganda liderado por Joseph Goebbels. Mobilizamos dispositivos teóricos da Análise de Discurso de linha francesa para empreender um gesto de interpretação que nos permitisse entender como a materialidade discursiva em estudo produz sentidos em suas redes de memória. Utilizamos metodologia própria à Análise de Discurso e produzimos uma discussão profícua sobre purismo racial, eugenia e expurgo do outro. A análise nos permitiu visualizar aspectos da propaganda nazista ainda não considerados quando se trata da sua eficácia na construção da opinião pública.

Biografia do Autor

Luciano Taveira de Azevedo, Universidade Católica de Pernambuco

Licenciatura plena em Letras e especialização em Programação do Ensino da Língua Portuguesa pela Faculdade de Ciências, Educação e Tecnologia de Garanhuns (Universidade de Pernambuco-UPE). Mestre em Linguística pela Universidade Federal de Alagoas - UFAL. Leciona no Instituto Federal de Alagoas - IFAL. Tem experiência na área de Lingüística Aplicada, com ênfase em leitura e produção de textos. Interessa-se também por trabalhos desenvolvidos no âmbito da Análise do Discurso de linha francesa e Política e Planificação Linguística. 

Nadia Pereira da Silva Gonçalves de Azevedo, Universidade Católica de Pernambuco

Fonoaudióloga (Instituto Brasileiro de Medicina de Reabilitação - IBMR, Rio de Janeiro, 1978), com especialização em Patologias da Linguagem (UNICAP, 1984) e título de especialista em Linguagem pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa, 2006; renovação do título em 2012 e 2017). Mestre em Fonoaudiologia (Mestrado Acadêmico, PUC-SP, 2000), Doutora em Letras e Linguística (Doutorado, UFPB, 2006). Professora adjunto III da Universidade Católica de Pernambuco, atua na Graduação em Fonoaudiologia e como professora e pesquisadora no Programa de Pós-graduação stricto sensu em Ciências da Linguagem (mestrado e doutorado). Utiliza como aporte teórico-metodológico a Análise do Discurso de linha francesa, na relação com a aquisição e distúrbios de linguagem, em especial, a gagueira e a afasia. Orientou 30 dissertações de mestrado, 6 teses de doutorado e 41 pesquisas de Iniciação Científica (IC). Atualmente, possui 2 mestrandos, 13 doutorandos, 4 bolsistas de IC e 2 bolsistas de Extensão. Compõe o Banco Nacional de Avaliadores Institucionais (MEC) desde 2006. É líder do grupo de pesquisa do CNPq, intitulado Discurso, sujeito e sociedade, constituído no Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem. É membro do Grupo de Pesquisa Linguagem, Distúrbio e Multidisciplinaridade. É coordenadora do PROCAD UNICAP, intitulado Diálogos em Linguística: do Formal ao Discursivo, em parceria com as instituições UCPEL e UFPB. É consultora da CAPES a partir de 2017. É presidente e membro do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP UNICAP) desde 2014.

Referências

ALTHUSSER, L. Aparelhos Ideológicos do Estado. 9ª ed., Rio de Janeiro: Edições Graal, 1985.

BOUQUET, S. Introdução à leitura de Saussure. São Paulo: Editora Cultrix, 2004.

COURTINE. Jean-Jacques. O discurso inatingível: Marxismo e Linguística. Tradução de Heloísa M. Rosário. In: Cadernos de tradução – n. 6/jun. 1999. Porto Alegre: 1999.

FERREIRA, M. C. L. Nas trilhas do discurso: a propósito de leitura, sentido e interpretação. In: A leitura e os leitores. ORLANDI, Eni Puccineli (Org.). São Paulo: Pontes, 1998.

FOUCAULT, M. A Arqueologia do Saber. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária: 1995.

GREGOLIN, M. R. Foucault e Pêcheux na Análise do Discurso: diálogos e duelos. São Carlos: Clara Luz Editora, 2004.

HERF, J. Inimigo Judeu: propaganda nazista durante a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto. São Paulo: Edipro, 2014.

MARX, K.; ENGELS, F. A Ideologia Alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.

ORLANDI. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. São Paulo: Pontes, 1999.

_____. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. São Paulo: Pontes, 2001.

PÊCHEUX; M. HAROCHE; C. HENRY, P. La sémantique et la coupure saussurienne : langue, langage, discours. In: Langages, Volume 6, Numéro 24, 1971.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Campinas: ed. da Unicamp, 2014.

SAUSSURE, F. Curso de Linguística Geral. 26. ed. São Paulo: Cultrix, 2004.

SHIRER, W. Ascensão e Queda do Terceiro Reich: Triunfo e Consolidação. 2ª ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2017.

Publicado

2021-04-03