O USO DA FLORA PARA GESTÃO E PERÍCIA AMBIENTAL: DESMATAMENTO URBANO EM CUIABÁ, MATO GROSSO, BRASIL

Autores

  • ANA PAULA NASCIMENTO DA COSTA UFMT
  • GERMANO GUARIM NETO UFMT

Resumo

RESUMO - É de se esperar que o desenvolvimento e a demanda crescente da densidade populacional, busquem por espaços para moradia, instalação de empresas com atividades comerciais para a cidade, havendo o crescimento desordenado e em sua maioria impróprios na construção de edificações habitacionais, comerciais entre outros. O fato a ser observado é a ocupação do solo desordenadamente seguido do desmatamento em áreas não construídas e a verticalização acentuada gerando os impactos negativos relativos ao ambiente. O crescimento econômico de uma cidade pode repercutir os traços irreversíveis de desrespeito ao meio ambiente. O impacto gerado é sentido pela população, acarretando problemas como o aumento acentuado da temperatura, devido ao adensamento das áreas, impedindo a passagem do vento. O impacto ambiental no meio urbano tem sido estudado com mais frequência para verificar os processos ambientais e seus atributos físicos e populacionais. A cidade de Cuiabá é a capital do estado do Mato Grosso que ocupa cerca de 881.001 km2, situado na zona Intertropical, relativamente próximo ao Equador, sendo a principal característica das diferenças entre as estações e as altas temperaturas durante quase todo o ano. Cuiabá esta situada entre as coordenadas geográficas 15º10’ e 15’50’ de latitude sul e 50º50’e 50º10’ de longitude oeste, na região central do Brasil, na região descrita como “depressão cuiabana”. O trabalho deu-se inicio a partir da revisão bibliográfica. Foi realizado um estudo de caso relacionando a antiga situação do desmatamento na cidade de Cuiabá capital do estado de Mato Grosso com os dias atuais, demostrando a importância da conservação e aplicação de leis pertinentes. O município de Cuiabá apresenta uma área de 315.743,96 hectares. O desmatamento ocorre pela ação antrópica decorrente das transformações territoriais que implicam significativamente a redução da vegetação nativa e consequente perda da biodiversidade no município de Cuiabá, integrando intenso processo de urbanização e o crescimento da ocupação urbana. Os índices de desmate dentre os anos de 2006 a 2013, por exemplo, somam um total de 4.012,97 hectares desmatados. O desmatamento urbano é proveniente da ação antrópica e interfere claramente no meio ambiente como um todo, aumentando a temperatura onde foi desmatado, diminuindo a umidade do ar, no meio urbano aumentando as ilhas de calor, aumentando a impermeabilização do solo, entre outras várias situações negativas para o meio ambiente. Este estudo não pode ser tomado como definitivo, uma vez que uma nova amostragem pode maximizar o conhecimento em relação ao impacto gerado proveniente do desmatamento urbano tanto no município de Cuiabá, como em outras localidades.

Palavras-chave: Desmate urbano; Meio Ambiente; Cuiabá.

Biografia do Autor

ANA PAULA NASCIMENTO DA COSTA, UFMT

UFMT

GERMANO GUARIM NETO, UFMT

UFMT

Downloads

Publicado

2020-05-12