O TRABALHO DAS MULHERES AMBULANTES NO CARNAVAL CAPIXABA: A QUESTÃO DA QUALIDADE, PERMANÊNCIAS, MUDANÇAS E DESAFIOS NA VISÃO DOS FOLIÕES

Autores

  • Marcelo Calderari Miguel Universidade Federal de Mato Grosso

Palavras-chave:

Perspectivas de desenvolvimento local, Qualidade em serviços, Dimensões da qualidade.

Resumo

Situado no contexto dos estudos de gênero e comportamento, este artigo avalia a questão da qualidade e tem como foco as mulheres ambulantes no carnaval da Região Metropolitana da Grande Vitória-ES (RMGV-ES). A questão primordial é avaliar a qualidade dos serviços ofertados, observando o trabalho feminino em suas múltiplas facetas da qualidade. Examina a matriz “importância & desempenho como ferramenta” para análise dos dados em relação às dimensões da qualidade: Confiabilidade, Empatia, Garantia, Receptividade e Tangibilidade. A metodologia deste estudo possui caráter descritivo e quantitativo; utiliza a técnica do incidente crítico e o método de coleta survey. Os resultados evidenciam um painel que mostra que as empreendedoras têm competências e habilidades para lidar com o público e as considerações finais examinam a validade da adaptação Servqual para tratar da temática do empoderamento feminino e a gestão do processo de desenvolvimento de serviços.



Biografia do Autor

Marcelo Calderari Miguel, Universidade Federal de Mato Grosso

Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), Universidade de Federal do Espírito Santo. Especialista em Ensino não formal de ciências e tecnologia e em Práticas
pedagógicas

Referências

ALVES, Murilo Rodrigues Alves. Brasil é o primeiro em ranking de empreendedorismo. Exame, São Paulo: Abril, Março 2015. Disponível em: <http://exame.abril.com.br/pme/noticias/brasil-e-o-primeiro-em-ranking-de-empreendedorismo> Acesso em 29 set. 2016.

BBC Brasil [Corporação Britânica de Radiodifusão]. Brasil levará 95 anos para alcançar igualdade de gênero. Disponível em: <http://exame.abril.com.br/pme/noticias/brasil-e-o-primeiro-em-ranking-de-empreendedorismo> Acesso em 19 jan. 2017.

BERRY, Leonard L.; PARASURAMAN, A. Serviços de marketing: competindo através da qualidade. São Paulo: Maltese: Norma, c1992. 238 p.

BRITO, Gisele Ferreira de; VERGUEIRO, W. C. S. Avaliação da qualidade orientada ao usuário: estudo de caso em biblioteca acadêmica utilizando o método Servqual. In: Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação, 2011, Maceió. Disponível em: <http://eprints.rclis.org/16033/1/329-2573-1-PB.pdf >. Acesso em: 08 mar. 2013.

CARNEIRO, Sueli. Mulheres em movimento. Estud. av., São Paulo , v. 17, n. 49, p. 117-133, Dez. 2003. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142003000300008>. Acesso em: 08 mar. 2016.

CENTRO RUTH CARDOSO, (Org.). Políticas sociais: ideias e prática. São Paulo, SP: Moderna, 2011. 290 p.

CROSSNO, J. E. et al. Assessment of customer service in Academic Health Care Libraries (ACSAHL): an instrument for measuring customer service. Bulletin of the Medical Library Association, v. 89, n. 2, pp. 170-176, Abr. 2001. Disponível em: <http://www.ncbi.nlm.nih. gov/pmc/articles/PMC31724/>. Acesso em: 17 mar. 2015

LOPES, Manuela Nunes; DELLAZZANA-ZANON, Letícia Lovato; BOECKEL, Mariana Gonçalves. A multiplicidade de papéis da mulher contemporânea e a maternidade tardia. Temas psicol., Ribeirão Preto, v. 22, n. 4, p. 917-928, dez. 2014

MELLO, Carlos Henrique Pereira et al. Gestão do processo de desenvolvimento de serviços. São Paulo: Atlas, 2010. viii, 194 p.

MIGUEL, Luis Felipe; BIROLI, Flávia (Org.). Teoria política feminista: textos centrais. Vinhedo, SP: Ed. Horizonte, 2013. 376 p.

MIGUEL, M. C; FREIRE, V. F. Avaliação da Qualidade Orientada ao Usuário do Museu Capixaba do Negro: Aplicação da Abordagem Teórico-Metodológica Servqual em um Espaço Museológico de Vitória-ES. Guará, Vitória, n. 05, p. 103-116, Jul, 2015. Disponível em: <http://periodicos.ufes.br/guara/article/view/14350/10092>. Acesso em: 19 jul. 2016.

NATIVIDADE, Daise Rosas da. Empreendedorismo feminino no Brasil: políticas públicas sob análise. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 1, p. 231-256, Fev. 2009. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1590/S0034-76122009000100011>. Acesso em: 07 dez. 2016.

NITECKI, D. A.; HERNON, P. Measuring service quality at Yale’s University’s libraries. The Journal of Academic Librarianship, Ann Arbor, v. 26, n. 4, p. 259-273, Jul. 2000.

OLIVEIRA, Anna Paula Garcia; CAVALCANTI, Vanessa Ribeiro Simon. Violência doméstica na perspectiva de gênero e políticas públicas. Rev. bras. crescimento desenvolv. hum., São Paulo , v. 17, n. 1, p. 39-51, abr. 2007. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-12822007000100005>. Acesso em: 08 mar. 2013.

OLIVEIRA, Eleonora Menicucci de. et al. Trabalho, saúde e gênero na era da globalização. Goiânia: AB Ed., 1997. XI, 139 p.

ONU [Organização das Nações Unidas]. Financiamento Transformador. Disponível em: <http://www.onumulheres.org.br/ noticias/financiamento-transformador-pode-acabar-com-a-desigualdade-de-genero-ate-2030>. Acesso em 18set2016.

PARASURAMAN, A; ZEITHAML, V. A; BERRY, L. L. A conceptual model of service quality and its implications for future research. Journal of Marketing, Chicago, v. 49, n. 4, p. 41-50, Fall 1985.

SILVA, Sergio Gomes da. Preconceito e discriminação: as bases da violência contra a mulher. Psicol. cienc. prof., Brasília , v. 30, n. 3, p. , set. 2010. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932010000300009>. Acesso em: 17 ago. 2016.

VIEIRA, Josênia Antunes. A identidade da mulher na modernidade. DELTA, São Paulo , v. 21, n. spe,p. 207-238, 2005 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_art text&pid=S0102-44502005000300012>. Acesso em: 11 jan. 2016.

VITÓRIA [Prefeitura municipal de]. Lieses divulga cronograma de vendas para o Carnaval de Vitória 2017. Notícias, Dez. 2016. Disponível em: Acesso em: 13 jan de 2017.

Downloads

Publicado

2019-03-12