Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Corixo emerge do interesse da Coordenação de Extensão - vinculada a Pro Reitoria de Cultura Extensão e Vivência - da Universidade Federal de Mato Grosso em dar visibilidade as reflexões que emergiram das diversas experiências de aprendizagem pela via da extensão. A extensão tem se mostrado realidade materializada no conjunto de ações que, necessariamente se transversalizam no ensino e na pesquisa, e de forma particular, na Universidade Federal de Mato Grosso há mais de quatro décadas.

Ainda que as denominações das Pró Reitorias que a tenham contemplado ao longo da história da UFMT tenham sido modificadas: Pro Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis – PROACE; Pro Reitoria de Vivência Acadêmica e Social – PROVIVAS e Pro Reitoria de Cultura Extensão e Vivência - PROCEV, a extensão tem se mantido e se mostrado cada vez mais fortalecida, presente em áreas cada vez mais abrangentes,  assegurando qualidade e comprometimento ao ensino público e a pesquisa que se qualificam pelo compromisso efetivo com os diferentes sujeitos sociais que ocupam as diversificadas áreas do nosso estado, como: o pantanal e o cerrado, inundando com seus saberes e fazeres múltiplos e complementares.

 

Periodicidade

A revista publica edições semestrais

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Normas para publicação impressa

Os artigos deverão ser encaminhados para o endereço: codex@ufmt.br a partir da abertura do Edital. 

Público
Comunidade acadêmica da Universidade Federal do Mato Grosso e demais Instituições de Ensino Superior.

Objetivos
Divulgação da produção oriunda das ações de extensão desenvolvidas pelas Universidades Públicas, por meio de uma rede ampla e diversificada de atores e instituições sociais. Publicar análises e reflexões referentes às ações de extensão efetivamente realizadas e contribuir para reforçar a tríade indispensável no processo de formação: ensino-pesquisa-extensão.


Normas para Publicação

    • Os textos deverão ser redigidos em português e o resumo em português e espanhol e devem sequir as normas da ABNT, conter título e resumo, área temática, título da ação de extensão; Autor, titulação, email e instituição;

    • Cada artigo deverá ter, no máximo, 12 (doze) páginas, incluindo referências bibliográficas, ilustrações, gráficos, mapas e tabelas.

    • Os textos deverão ser digitados utilizando-se do Microsoft Word versão 6.0 ou maior; Fonte: Times New Roman, espaçamento 1,5 (um e meio), tamanho 12; Configurações das margens em 2,5 cm para a direita, esquerda, inferior e superior em papel A4;

    • Resumo do trabalho, em português e em espanhol de no máximo 300 (trezentas) palavras; Até cinco palavras-chave na língua do artigo português e em espanhol.

    • Os trabalhos deverão ser encaminhados com revisão gramatical, nos diferentes níveis: ortográfico, morfológico, sintático e de estilo, no que se refere à qualidade: conclusão, precisão e clareza.

  • As ilustrações - mapas, tabelas, gráficos e fotografias - (digitalizados com 300 DPI) deverão ser enviados já inclusos no corpo do texto e também em arquivos separados em anexos (extensão TIFF).


Normas para avaliação de artigos
    • Os trabalhos encaminhados serão avaliados pelo Conselho Editorial e pelos consultores ad hoc, que poderão sugerir modificações.

    • Caberá ao Conselho Editorial a seleção e, caso seja necessário, o encaminhamento de artigos para apreciação da Consultoria Científica ad hoc, composta por profissionais com experiência em Extensão Universitária e especialistas nas áreas temáticas trabalhadas.

  • No processo de seleção, além dos critérios gerais para a publicação, serão observados: prioridade do tema, consistência científica, originalidade e atualidade de informação.

Histórico do periódico

A Revista Corixo emerge do interesse da Coordenação de Extensão - vinculada a Pro Reitoria de Cultura Extensão e Vivência - da Universidade Federal de Mato Grosso em dar visibilidade as reflexões que emergiram das diversas experiências de aprendizagem pela via da extensão. A extensão tem se mostrado realidade materializada no conjunto de ações que, necessariamente se transversalizam no ensino e na pesquisa, e de forma particular, na Universidade Federal de Mato Grosso há mais de quatro décadas.

Ainda que as denominações das Pró Reitorias que a tenham contemplado ao longo da história da UFMT tenham sido modificadas: Pro Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis – PROACE; Pro Reitoria de Vivência Acadêmica e Social – PROVIVAS e Pro Reitoria de Cultura Extensão e Vivência - PROCEV, a extensão tem se mantido e se mostrado cada vez mais fortalecida, presente em áreas cada vez mais abrangentes,  assegurando qualidade e comprometimento ao ensino público e a pesquisa que se qualificam pelo compromisso efetivo com os diferentes sujeitos sociais que ocupam as diversificadas áreas do nosso estado, como: o pantanal e o cerrado, inundando com seus saberes e fazeres múltiplos e complementares.

Do nome Corixo

O nome Corixo surgiu da analogia entre o conhecimento produzido pela Extensão universitária com os canais interconectados do Pantanal mato-grossense, chamados Corixos.  Assim como os Corixos, a extensão universitária promove um elo entre a universidade e a comunidade, em um processo de troca de saberes e de retroalimentação. Nesse sentido, a capa desta primeira edição recebeu a imagem poética do pescador pantaneiro navegando por um Corixo, sob o olhar do fotógrafo José Medeiros.

A logo foi uma criação envolvendo todo o processo e finalizada da extensão universitária sob a criatividade de Luzo Reis.