A RELAÇÃO ENTRE O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA E AS MELHORIAS ADQUIRIDAS PELAS FAMÍLIAS BENEFICIÁRIAS DO MUNICÍPIO DE PELOTAS/RS

Julio Cesar Menna, Fernando Osorio Portugal, Alessandra Doumid Borges Pretto, Dary Pretto Neto, Isabel Cristina Barros Rasia

Resumo


Contexto: O programa bolsa família contribui com a melhora das desigualdades sociais, combate a pobreza, melhora da alimentação, melhores condições habitacionais, maior frequência e progressão escolar, assim como em melhoria na qualidade dos cuidados de saúde. Objetivo: verificar a relação entre o Programa Bolsa Família e a aquisição de melhorias para as famílias beneficiárias do Município de Pelotas/RS. Procedimento metodológico: Análise de banco de dados, onde foi realizada uma coleta junto a 370 beneficiárias da zona urbana e rural do Município de Pelotas/RS. A coleta de dados ocorreu nos meses de abril a julho de 2015. O questionário aplicado foi composto de quinze questões fechadas, abordando características socioeconômicas e questões acerca do tema a ser estudado e era aplicado pelos alunos. Os questionários foram no Epi Info 6.0 d® e a análise dos dados foi realizada a partir do pacote estatístico SPSS® 21.0. Resultados: As características das famílias entrevistadas encontram-se na maior parte em situações adversas: 41,9% ganha menos de um salário mínimo, 32,7% não trabalham, a maior parte gasta o benefício com a compra de alimentos, o baixo grau de escolaridade, sendo 10% analfabetos e 27,3% têm o ensino fundamental incompleto.

Palavras-chave


bolsa família. programas de transferência de renda. pobreza.

Texto completo:

HTML PDF

Referências


AMARAL, E.F.L. et al. Avaliação de impacto das condicionalidades de educação do Programa Bolsa Família (2005 e 2009). Revista de Ciências Sociais, RJ. Vol. 56, n. 3. 2013. p. 531-570.

ATTANASIO, O. et al. The short-term impact of a conditional cash subsidy on child health and nutrition in Colombia. Report Sumary: families. New York. v.3.p.17, 2005.

BAJOIT, G. Olhares sociológicos, rostos da pobreza e concepções do trabalho social. In: Casimiro M. B. et al. (Org.). Conceitos e dimensões da pobreza e da exclusão social: uma abordagem transnacional. Ijuí: Ed. Ijuí, Coleção método e teorias, 2006.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília 1988.

BRASIL. Decreto nº 5.209 de 17 de setembro de 2004. Regulamenta a Lei no 10.836, de 9 de janeiro de 2004, que cria o Programa Bolsa Família, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2015.

BRASIL. Lei n° 10.836, de 09 de janeiro de 2004. Institui o Programa Bolsa Família. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2015.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Portaria n° 177, de 16 de junho de 2011. Define procedimentos para a gestão do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. 2014.

BRITO, A.S. et al. Beneficiários do programa bolsa família e mercado de trabalho: considerações metodológicas e substantivas. Centro de estudos sobre desigualdade e desenvolvimento. Texto para Discussão nº 21 – Junho 2011.

BRONZO, C. Vulnerabilidade, Empoderamento e Proteção Social. Reflexões a partir de experiências latino-americanas. In: ENANPAD, XXXII, 2008.

CAMARGO, C.F. et al. Perfil Socioeconômico dos Beneficiários do Programa Bolsa Família: o que o Cadastro Único Revela? One Pager. nº 240. Dezembro, 2013.

CAMELO, R. S. et al. Alimentação, Nutrição e Saúde em Programas de Transferência de Renda: Evidências para o Programa Bolsa Família. Revista Economia, 2009.

CASTRO, H. C. O. et al. Percepções sobre o Programa Bolsa Família na sociedade brasileira.Opinião Pública. Vol. 15, n. 2, 2009. p.333-355.

COADY, D.P. et al. A cost-effectiveness analysis of demand- and supply-side education interventions: the case of Progresain Mexico. Centro de Investigación y Docencia Económicas (Cide) — Divisão de Economia. Review of Development Economics, v. 8, n. 3, p. 440-451, ago. 2004.

COSTA, M. M. M. et al. O Programa Bolsa família: origem deste modelo, formas de implementação e desafios contemporâneos. In: XI Seminário Demandas Sociais e Políticas Públicas na Sociedade Contemporânea e VII Mostra de Trabalhos Jurídicos Científicos, Santa Cruz do Sul, 2014.

CUNHA, R. E. et al. O Programa Bolsa Família como estratégia para redução da pobreza e os processos de cooperação e coordenação intergovernamental para sua implementação, 2007.

IBASE. Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas. Repercussões do Programa Bolsa Família na segurança alimentar e nutricional das famílias beneficiadas. 2008. Disponível em: . Acesso em: 11 agosto. 2015.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2015.

LAVINAS, L. Universalizando direitos. Relatório 2004: medos e privações – obstáculos à segurança humana. Revista observatório de cidadania, Ibase, Rio de Janeiro, março de 2004. p. 67-74.

LINDERT, K. et al. The nuts and bolts of Brazil Bolsa Família. Program social protecction discussion paper series of world bank working papers. SP Discussion Paper n.709, may.2007.

MARCON, G. B. A Origem e Importância do Programa Bolsa Família. [Internet] Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2015.

MEDEIROS M. et al. Programa focalização de transferência de renda no Brasil: contribuição para o debate no Brasil, junho 2007.

MESQUITA, C. S. O programa bolsa família: uma análise de seu impacto e significado social. 2007. 139f. [Dissertação]. Mestrado em Política Social. Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2007.

MOREIRA, N.C. et al. Empoderamento das mulheres beneficiárias do Programa Bolsa Família na percepção dos agentes dos Centros de Referência de Assistência Social. Rev. Adm. Pública. vol.46 no.2 Rio de Janeiro Mar./Apr. 2012

ODM. Relatórios Dinâmicos. 2012. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2015.

OSÓRIO, R. et al. Erradicar a pobreza extrema: um objetivo ao alcance do Brasil. Texto para discussão. n.1619. Brasília. IPEA, 2011.

PIRES, A. Afinal, para que servem as condicionalidades em educação do Programa Bolsa Família?.Ensaio: aval.pol.publ.Educ.Vol. 21, n. 80. Rio de Janeiro, 2013. p. 513-32.

RASELLA, D. et al. Effect of a conditional cash transfer programme on child hood mortality: a nationwide analysis of Brazilian municipalities. The Lancet. 2013.

ROCHA, R. Programas Condicionais de Transferência de Renda e Fecundidade: Evidências do Programa Bolsa Família. PUC/Rio, Rio de Janeiro, 2009.

ROSINKE, J.G. et al. Efeitos sociais e econômicos para o desenvolvimento local através das contas do Programa Bolsa Família no Município de Sinop-MT no período de 2004 a 2009. Revista Interações, Campo Grande, v.12, n.1, p.77-88, jan/jun.2011.

RUBALCAVA, L. et al. Investments, time preferences, and public transfers paid to women. Economic Development and Cultural Change, v. 57, n. 3, p. 507-538, 2009.

SANTANA, J. A. A evolução dos programas de transferência de renda e o Programa Bolsa Família. In: SEMINÁRIO SOBRE POPULAÇÃO, POBREZA E DESIGUALDADE, 2007, Belo Horizonte, MG. Resumo... Belo Horizonte, MG: Cedeplar/UFMG, 2007. p. 1-19.

SANTOS, M.C.M. et al. A voz do beneficiário: uma análise da eficácia do Programa Bolsa Família. Rev. Adm. Pública. Rio de Janeiro, Vol. 48, n. 6, nov./dez. 2014, p.1381-1405.

SILVA, M.O.S. O Bolsa Família: problematizando questões centrais na política de transferência de renda no Brasil. Revista Ciência Saúde Coletiva. v.12, n.6, nov./dez., 2007.

SOARES S. et al. O programa Bolsa família: desenho institucional, impactos e possibilidades futuras. IPEA, 2009.

SOUZA, C. Políticas Públicas: uma revisão da literatura. Sociologias, Vol. 16, n. 8, 2006. p. 20-45.

TAVARES, P.A. et al. Uma avaliação do programa Bolsa família: focalização e impacto BA distribuição de renda e pobreza. Pesquisa e Planejamento Econômico. V.39.n.1. abril. 2009.

TRALDI, D.R.C. et al. Repercussões do Programa Bolsa Família no município de Araraquara, São Paulo: um olhar sobre a segurança alimentar e nutricional dos beneficiários. Interações, Campo Grande. 2012; 13 (1): 23-27.

UCHIMURA, K.Y. et al. Qualidade da alimentação: percepções de participantes do Programa Bolsa Família. Ciência & Saúde Coletiva. 2012; 17 (3): 687-694.




DOI: http://dx.doi.org/10.19093/res7569

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Este periódico está indexado nas bases: 

    

 

Revista de Estudos Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso/Cuiabá-MT/Brasil

Faculdade de Economia

Boa Esperança, Cuiabá-MT. CEP: 78.060-900

Telefone:(65)3615.8522 – RAMAL:203

Email: ufmt.fe.res@gmail.com