Redução da Produtividade como uma das Consequências do Cansaço Físico, em Tarefas Repetitivas

Angélica de Souza Amorim, Joaquim Eduardo de Souza Nicacio

Resumo


O presente estudo teve por objetivo demonstrar por meio da curva de aprendizagem com auxílio do método estatístico de simulação bootstrap, as influências que o rendimento produtivo pode sofrer, aqui apresentados como causa o cansaço físico e a fadiga resultante da realização de atividades de caráter repetitivo. Como método foi observado o processo de montagem de um quebra-cabeça de 100 peças, simulando uma jornada de oito horas de trabalho, onde foram realizadas 24 montagens completas. Na análise dos resultados, constataram-se oscilações após o período de aprendizagem, no tempo médio de montagem, o que consumiu mais tempo no processo, consequentemente resultantes do cansaço físico de longas horas na execução de uma mesma tarefa. Este consumo de maior tempo gera na operação de montagem, atrasos e maiores custos para a empresa, tanto de produção como de pessoal, além de incidentes que podem ocorrer devido ao estado físico e mental do funcionário.PALAVRAS CHAVES: Cansaço físico, Curva de aprendizagem, Simulação Bootstrap, Custos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Este periódico está indexado nas bases: 

    

 

Revista de Estudos Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso/Cuiabá-MT/Brasil

Faculdade de Economia

Boa Esperança, Cuiabá-MT. CEP: 78.060-900

Telefone:(65)3615.8522 – RAMAL:203

Email: ufmt.fe.res@gmail.com