O EMBATE ENTRE SUJEITO-MULHERES NO BRASIL CONTEMPORÂNEO: UMA ANÁLISE BAKHTINIANA

Autores

Palavras-chave:

Círculo de bakhtin, carta aberta, mulher.

Resumo

Resumo

A última pesquisa de dados publicada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2018 apresentou um índice de desigualdade entre homens e mulheres no Brasil alarmante, principalmente por essa desigualdade se manifestar dentro e fora de casa. Nesse contexto, o governo brasileiro lançou em 2016 o projeto Criança Feliz, que, por sinal, provocou diversos debates entre os políticos à época, dentre eles: firmou-se uma embate político notável entre a ex-deputada federal Manuela D’ávila, que concorreu à vice presidência do país em 2018, e a ex-primeira dama Marcela Temer, designada para ser a líder do programa. Esse embate culminou com a publicação feita pela ex-deputada federal de uma carta aberta no dia 7 de outubro de 2016, na rede social Facebook, logo após o lançamento do programa Criança Feliz ser feito pela ex-primeira dama. Buscamos investigar nos dizeres da carta em relação aos dizeres do site do programa governamental, especificamente, como se constituem e se enfrentam dois sujeitos-mulheres diferentes. A metodologia utilizada é de cunho descritivo-interpretativo e visa explorar, especificamente, a arena na qual se constituem os signos ideológicos sobre o ser-evento-mulher e a disputa de sentidos. Portanto, o nosso objetivo é analisar como se constituem tais representações do ser-evento-mulher por meio dos signos ideológicos e como um signo se (co) relaciona com o outro. Por fim, o referencial teórico que embasa esse trabalho é constituído a partir das reflexões do Círculo de Bakhtin, em especial, Volóchinov (2017), no qual se discute o conceito de signo ideológico.

 

Palavras-chave: círculo de bakhtin, carta aberta, mulher.

Biografia do Autor

Rafael Junior De Oliveira, Universidade Federal de São João del-Rei

Mestrando em Letras: Teoria Literária e Crítica da Cultura - Discurso e Representação social - pela Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ). Graduado em Letras - Licenciatura Português/Inglês e suas Literaturas pela Universidade Federal de Lavras (UFLA- 2017). Atua no campo do discurso, especificamente, na filosofia da linguagem de vertente bakhtiniana. Além disso, é membro do Grupo de Pesquisa: Grupo de Estudos Discursivos sobre o Círculo de Bakhtin (GEDISC). Áreas de interesse: verbivocovisualidade, cinema, portais educacionais e redes sociais.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Teoria do romance II: As formas do tempo e do cronotopo. Tradução, posfácio e notas de Paulo Bezerra; organização da edição russa de Serguei Botcharov e Vadim Kójinov. São Paulo: Editora 34, 2018.

______. Os gêneros do discurso. Tradução, posfácio e notas de Paulo Bezerra São Paulo: Editora 34, 2016.

______. Para uma Filosofia do Ato. Tradução de Carlos Alberto Faraco e Cristóvão Tezza de BAKHTIN, Mikhail. Toward a Philosophy of the Act. Austin: University of Texas Press, 1993.

BUBNOVA, Tatiana; Voz, sentido e diálogo em Bakhtin. Tradução de Roberto Leiser Baronas e Fernanda Tonelli. Bakhtiniana: revista de estudos do discurso, v. 6, n. 1, p. 268-280, 2011.

BRASIL. MINISTÉRIO DA CIDADANIA – Secretaria Especial do Desenvolvimento Social. Criança Feliz. Disponível em: http://mds.gov.br/assuntos/crianca-feliz/crianca-feliz/perguntas-frequentes. Acesso em: 20 jul. 2020

BUENO, Karina C.V.N. A importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade para a promoção de saúde da mãe e do bebê. 2013. Universidade Federal de Minas Gerais/NESCON. Campos gerais.

G1. Caso Miguel: novas imagens mostram menino que caiu do 9º andar sendo socorrido em prédio e levado a hospital. Publicado em 15 de junho de 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/06/15/caso-miguel-novas-imagens-mostram-menino-que-caiu-do-9o-andar-sendo-socorrido-em-predio-e-levado-a-hospital.ghtml. Acesso em: 18 de junho de 2020.

IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil. Rio de Janeiro, 2018. (Estudos e Pesquisas, Informação Demográfica e Socioeconômica, n.38). Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101551_informativo.pdf. Acesso em: 17 jul. 2020.

NASCIMENTO, Maria Lívia do. Proteção à infância e à adolescência nas tramas da biopolítica. In: RESENDE, Haroldo de (Org.). Michel Foucault: o governo da infância. Belo Horizonte: Autêntica, 2015. p. 281-303.

OLIVEIRA, N.A.F.; ZANUTTO, F. O gênero carta aberta: da interlocução marcada à interlocução esperada. In: ANTONIO, J. D.; NAVARRO, P. (org.). Gêneros textuais em contexto de vestibular. Maringá: Eduem, 2017. p. 132-152.

VOLÓCHINOV, V. Marxismo e Filosofia da Linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkóva Américo. São Paulo: Editora 34, 2017.

______. A construção da enunciação e outros ensaios. São Carlos: Pedro & João editores, 2013.

Publicado

2020-10-05

Edição

Seção

Outros lugares