Ensino e aprendizagem de espanhol: o que dizem os estudos a respeito das crenças de alunos?

Autores

Palavras-chave:

ensino, crenças, espanhol

Resumo

Os trabalhos a respeito de crenças sobre ensino e aprendizagem de espanhol têm crescido nos últimos anos (RODRIGUES, 2011; SCHUSTER,2009; ZOLIN-VESZ, 2012, 2013a, 2013b). Entretanto, ainda são poucos em vista da oferta do espanhol aos estudantes brasileiros e em comparação ao número de trabalhos em relação ao ensino de inglês. Também, ainda são poucos os trabalhos que investigam as crenças de alunos (BARCELOS, 1995; COELHO, 2005; ZOLNIER, 2007; MACIEL, 2014). Neste artigo, revisamos trabalhos de crenças de alunos a respeito de ensino e aprendizagem de espanhol. Os resultados sugerem que crenças recorrentes, como de que espanhol é fácil e parecido com português, estão presentes na cultura brasileira. Implicações a respeito desses resultados são discutidos a fim de contribuir com a pesquisa sobre ensino de espanhol no Brasil e em relação às crenças sobre ensino e aprendizagem dessa língua.

Biografia do Autor

Sílvia Letícia Cupertino, Instituto Federal de Minas Gerais

Professora de português e espanhol, atualmente é professora efetiva do Instituto Federal de Minas Gerais-IFMG campus Bambuí (desde 2017). Tem mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Línguas pela Universidade Federal de Viçosa (2018) e graduação em Letras/português e espanhol pela Universidade Federal de Minas Gerais (2006). Atuou como professora de português e espanhol em escolas públicas e particulares de Minas Gerais desde 2005.

Ana Ferreira Barcelos, Universidade Federal de Viçosa

Professora Titular do Departamento de Letras da Universidade Federal de Viçosa. Possui graduação em Letras Português Inglês pela Universidade Federal de Viçosa (1989), mestrado em Lingüística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (1995), doutorado em Teaching English As a Second Language - The University Of Alabama (2000) e pós-doutorado em Linguistica Aplicada pela Universidade de Carleton, Ottawa, Canada (2009). Tem experiência na área de Lingüística Aplicada, com ênfase em Crenças Sobre Aprendizagem e Ensino de Línguas Estrangeiras, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, crenças de alunos sobre ensino e aprendizagem de inglês, emoções no ensino de línguas, e a relação entre crenças, identidades e emoções. É autora de vários livros e coletâneas sobre crenças no ensino e aprendizagem de linguas, dentre eles, Beliefs about SLA: New research approaches, com Paula Kalaja, da editora Kluwer/Springer, 2003; e mais recentemente, Beliefs, Agency and Identity in Foreign Language Learning and Teaching, com Paula Kalaja, Maria Ruohotie-Lyhty, e Mari Aro, pela editora Palgrave/MacMIllan, 2016. O artigo é resultado de dissertação de mestrado defendida em 2018 na Universidade Federal de Viçosa sob orientação de Ana Maria Ferreira Barcelos.

Referências

ABIO. G. A MP 746 e o futuro do ensino de espanhol no Brasil. http://gonzaloabio-ele.blogspot.com.br/2016/09/a-mp-e-o-futuro-do-ensino-de-espanhol.html. On-line. acesso em 11 de novembro de 2016.

AMARAL, E. T. R.; ALMEIDA, E. G. Qual é o lugar do espanhol nas escolas de ensino médio de Minas Gerais? In: CONGRESSO INTERNACIONAL/ ENCONTRO DE ASSOCIAÇÕES DE PROFESSORES DE LÍNGUAS OFICIAIS DO MERCOSUL, 1., 2010, Foz do Iguaçu. Anais… Foz do Iguaçu: Unioeste, 2010. v. 1. p. 313-322.

BARCELOS, A. M. F. A cultura de aprender língua estrangeira (inglês) de alunos de Letras. Dissertação de Mestrado, UNICAMP, 1995.

BARCELOS, A. M. F. Metodologia da pesquisa das crenças sobre aprendizagem de línguas: Estado da arte. Revista Brasileira de Linguistica Aplicada, Belo Horizonte, v. 1, n.1, p. 71-92, 2001.

BARCELOS, A. M. F. As crenças de professores a respeito das crenças sobre aprendizagem de línguas de seus alunos. In: GIMENEZ, T. (Org.). Ensinando e aprendendo inglês na universidade: formação de professores em tempos de mudança. Londrina: ABRAPUI, 2003, p. 55-65.

BARCELOS, A. M. F. Cognição de professores e alunos: tendências recentes na pesquisa de crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas. In: BARCELOS, A. M. F; VIEIRA-ABRHÃO (Orgs.). Crenças e Ensino de Línguas: foco no professor, no aluno e na formação de professores. Campinas: Pontes, 2006, p 15-42.

BARCELOS, A. M. F. Crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas: reflexões de uma década de pesquisa no Brasil. In: ALVAREZ, M. L. O; SILVA, K. A. (orgs). Linguística Aplicada: múltiplos olhares. Campinas, SP: Pontes, 2007, p. 27-69.

BARCELOS, A. M. F . Desvelando a relação entre crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas, emoções e identidades. In: Ana Flávia Magela Gerhardt; Marcel Alvaro de Amorim; Alvaro Monteiro Carvalho. (Org.). Linguistica Aplicada e Ensino: Língua e Literatura. 1aed.Campinas: Pontes, 2013, v. , p. 153-186.

BARCELOS, A.M.F. Unveiling the relationship between language learning beliefs, emotions, and identities. In. Studies in Second Language Learning and Teaching, 2015

BARCELOS, A. M. F.. Identities as emotioning and believing. In: Gary Barkhuizen. (Org.). Reflections on Language Teacher Identity Research. 1ed.New York: Routledge, 2017, v. 1, p. 145-150.

BARCELOS, A. M. F.; ABRAHÃO, M. H. V. (Orgs.). Crenças e ensino de línguas. 1a. ed. Campinas: Pontes, 2006.

BARCELOS, A. M. F., KALAJA, Paula. Conclusion: Exploring possibilities for future research on beliefs about SLA. In Beliefs about SLA: New Research Approaches, edited by Paula Kalaja; Ana Maria Ferreira Barcelos, 231-238. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers. 2003

BARCELOS, A. M. F.; KALAJA, P. Introduction to Beliefs about SLA Revisited. System, v. 39, n. 3, p. 281-289, Sept. 2011.

BARCELOS, A. M. F. Beliefs about language learning and teaching, emotions and identities: Searching for the missing links. Paper given at the Department of Languages, University of Jyväskylä. Jyväskylä, Finlândia, Setembro, 2014.

BRASIL. (2006) Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Orientações curriculares para o ensino médio: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação/Secretaria de Educação Básica. P. 87-164.

BRASIL. Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005. Dispõe sobre o ensino da língua espanhola. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 5 ago. 2005. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/lei/l11161.htm. Acesso em: 5 jan. 2015.

BRASIL. Medida Provisória 746/16, de 22 de setembro de 2016. Institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 22 set. 2016. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/Mpv/mpv746.htm. Acesso em: 15 nov. 2016.

BRASIL. LEI Nº 13.415, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2017. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/Lei/L13415.htm >, acesso em 15 abril de 2017.

CELADA, M. T. O que quer, o que pode uma língua - Língua estrangeira, memória discursiva, subjetividade. Letras (UFSM), v. 37, p. 37-56, 2008

CELADA, M. T.; RODRIGUES, Fernanda dos Santos C. . El español en Brasil: actualidad y memoria. Real Instituto Elcano, España, v. 01, p. ARI Nº 31-2005.

CELADA, M.T. O espanhol para o brasileiro. Uma língua singularmente estrangeira. Tese de doutorado. Unicamp, IEL, 277 p, 2002.

COELHO, H. S. H. “É possível aprender inglês em escolas públicas?” Crenças de professores e alunos sobre o ensino de inglês em escolas públicas. Dissertação Mestrado. Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais: Belo Horizonte. 2005.

FERREIRA, J. L. F. As crenças de aprender espanhol de alunos no curso de Letras. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguistica) Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, 2009.

KALAJA, P., BARCELOS, A. M. F., ARO, M., & RUOHOTIE-LYHTY, M. Beliefs, agency and identity in foreign language learning and teaching. Basingstoke, England: Palgrave Macmillan, 2016.

LEAL, V. A. Professores de espanhol em formação inicial: crenças e práticas sobre as TDIC no ensino e aprendizagem de língua espanhola. Universidade Federal de Viçosa. Dissertação de mestrado. Viçosa, 2014.

LIMA, C. Crenças e atitudes de uma professora de espanhol de uma escola pública do interior do paraná e as políticas lingüísticas. Universidade Estadual de Ponta Grossa. Trabalho de Conclusão de Curso. Ponta Grossa, 2011.

MACHADO, Patrícia Roberta de Almeida Castro. Crenças e competências docentes em EaD em um contexto de formação de professores de Língua Espanhola. Tese. Estudos Linguísticos. 2011. Disponível em:. Acesso em: 08 abr. 2015.

MACIEL, A, S. Teoria, prática e crenças no ensino: essência e harmonia na formação de professores de espanhol como língua estrangeira. Universidade de São Paulo. Dissertação de mestrado. São Paulo, 2014.

MARQUES, E. A. Crenças e pressupostos que fundamentam a abordagem de ensinar língua estrangeira (espanhol) em um curso de licenciatura. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual de São Paulo. São Paulo, 2001.

OLIVEIRA, B. M. Crenças, motivações e identidades de alunos de língua inglesa de uma escola particular. Universidade Federal de Viçosa. Dissertação de mestrado. Viçosa, 2015.

PARAQUETT. M. A língua espanhola e a linguística aplicada no Brasil. Abeache Revista da Associação Brasileira de Hispanistas, v. 2, p. 225-239, 2012

PARAQUETT. M. As dimensões políticas sobre o ensino da língua espanhola no Brasil: tradições e inovações. Hispanista (Edición Española), v. X, p. 37, 2009.

RODRIGUES, R. M. A língua materna no ensino e aprendizagem de língua inglesa: suas crenças e uso. Entrepalavras, Fortaleza - ano 2, v.2, n.2, p. 84-100, ago/dez 2012.

RODRIGUES, V. L. B. O uso do texto literário nas aulas de espanhol nas turmas de 2 ano do ensino médio de uma escola particular de porto velho: a relação entre os documentos oficiais e as crenças da comunidade escolar. Universidade Estadual do Ceará. Dissertação de mestrado. Ceará, 2011.

ROSSI, V. L. LEAL, V. A. L. Crenças de estudantes do Ensino Médio sobre o uso das tdic na aprendizagem da língua espanhola. Revista Ponto de Vista, Viçosa - Nº 8 – Vol. 1 – 2019.

SCHUSTER, L. Crenças de aprendizes iniciantes de espanhol sobre o bom aluno. Universidade Estadual de Goiás. Dissertação de mestrado. Goiânia, 2009.

SILVA, L. O. Crenças sobre aprendizagem de língua estrangeira de alunos formandos de Letras: um estudo comparativo. Dissertação (Mestrado), UFMG, 2000.

ZOLIN-VESZ, F. Crenças sobre o espanhol na escola pública: bem vindos ao mundo dos sonhos e das (im)possibilidades. Universidade Federal de Mato Grosso. Dissertação de mestrado. Cuibá, 2012.

ZOLIN-VESZ, F. Crenças sobre o ensino-aprendizagem de espanhol em uma escola pública. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 13, p. 815-828, 2013

ZOLIN-VESZ, F. Crenças sobre ensinar e aprender espanhol: reprodução e manutenção do status quo e da estratificação social. 1ª. ed. Campinas: Pontes, 2013. 63p

ZOLNIER, M.C.A.P. Aprender inglês na escola pública: uma questão de identidade, investimento e comunidades imaginadas. In: Revista de Ciências Humanas, Vol. 7, 2007

ZOLNIER, M.C.A.P. O ensino ideal de Inglês e a realidade na escola: crenças de estudantes e de uma professora. In: Revista de Ciências Humanas, Vol.12, Nº2, p.432- 445, jul.,/dez. 2012.

Publicado

2020-10-05

Edição

Seção

Outros lugares