A universidade pública e o Future-se: a valorização do capital como centro das relações acadêmicas

Autores

  • Mauro Augusto Burkert DEL PINO Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

DOI:

10.29286/rep.v29ijan/dez.10489

Palavras-chave:

Universidade Pública. Future-se. Capitalismo Universitário. Privatização do Ensino.

Resumo

O artigo analisa o novo modelo proposto para a universidade brasileira, tomando por
base o Projeto de Lei intitulado Future-se. Trata-se de um estudo documental e
bibliográfico exploratório que investiga o referido projeto a partir das transformações
sociais, econômicas e culturais que acontecem em nível global. A partir de conceitos
como “capitalismo universitário”, “precarização do trabalho” e “privatização da gestão
escolar”, conclui-se que a reforma prevista pelo Future-se transforma a universidade
pública brasileira na instituição necessária para as novas formas de relação entre
capital e trabalho condizentes com a financeirização do capitalismo no século XXI.

Biografia do Autor

Mauro Augusto Burkert DEL PINO, Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professor
associado da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação da
Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Referências

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviços na era digital. São Paulo:Boitempo, 2018.

BALL, Stephen J. Educação Global S. A.: novas redes de políticas e o imaginário neoliberal. Tradução de

Janete Bridon. Ponta Grossa: UEPG, 2014.

BELL, Daniel. O Advento da Sociedade Pós-Industrial. São Paulo: Cultrix, 1974.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 95, de 15 de dezembro de 2016. Brasília: Presidência da República,

Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Emendas/Emc/emc95.htm>. Acesso em:

abr. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Brasília: Presidência da República, 2017a. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Lei/L13415.htm>. Acesso em: 4 abr. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017. [S.l.: s.n.], 2017b. Disponível em:

<http://www.normaslegais.com.br/legislacao/Lei-13467-2017.htm>. Acesso em: 4 abr. 2020.

BRASIL. Decreto nº 9.507, de 21 de setembro de 2018. Brasília: Presidência da República, 2018. Disponível

em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Decreto/D9507.htm>. Acesso em: 4 abr. 2020.

BRASIL. Projeto de Lei do Programa FUTURE-SE. Institui o Programa Institutos e Universidades

Empreendedoras e Inovadoras – FUTURE-SE, e dá outras providências. Jul. 2019. Rio de Janeiro: UFRJ, 2019.

Disponível em: <https://ufrj.br/sites/default/files/img-noticia/2019/07/projeto_de_lei_do_programa_future-se.pdf>.

Acesso em: 4 abr. 2020.

CASTELLS, Manuel. A era da informação: economia, sociedade e cultura. In: A Sociedade em rede. São

Paulo: Paz e Terra, 2000. v. 1.

CATINI, Carolina. Educação: revelação de mais uma face da financeirização e privatização dos direitos sociais.

Revista do Instituto Humanitas Unisinos [online], São Leopoldo, ano 19, n. 539, p. 22-28, ago. 2019.

Disponível em: <http://www.ihuonline.unisinos.br/media/pdf/IHUOnlineEdicao539.pdf>. Acesso em: 4 abr. 2020.

CHESNAIS, François (Org.). A finança mundializada: raízes sociais e políticas, configuração, consequências.

São Paulo: Boitempo, 2005.

HARARI, Yuval Noah. Homo Deus: uma breve história do amanhã. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

HARDT, Michael; NEGRI, Antonio. Império. Tradução de Berilo Vargas. Rio de Janeiro: Record, 2001.

HARVEY, David. A loucura da razão econômica: Marx e o capital no século XXI. Tradução de Artur Renzo.

São Paulo: Boitempo, 2018.

LIBÂNEO, José Carlos; OLIVEIRA, João F.; TOSCHI, Mirza S. Educação escolar: políticas, estrutura e

organização. São Paulo: Cortez, 2003.

LIMA, Licínio C. Privatização lato sensu e impregnação empresarial na gestão da educação pública. Currículo

sem Fronteiras, v. 18, n. 1, p. 129-144, jan./abr. 2018. Disponível em:

<http://www.curriculosemfronteiras.org/vol18iss1articles/lima.pdf>. Acesso em: 4 abr. 2020.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. vol. 1. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

OLIVEIRA, Dalila A; DUARTE, Alexandre W. B.; CLEMENTINO, Ana Maria. A Nova Gestão Pública no contexto

escolar e os dilemas dos(as) diretores(as). Revista Brasileira de Política e Administração em Educação, v.

, n. 3, p. 707-726, set./dez. 2017. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/rbpae/article/view/79303>. Acesso em:

abr. 2020.

RICCI, Rudá Guedes. Movimentos e mobilizações sociais no Brasil: de 2013 aos dias atuais. Saúde Debate,

Rio de Janeiro, v. 42, n. especial 3, p. 90-107, nov. 2018. Disponível em:

<http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v42nspe3/0103-1104-sdeb-42-spe03-0090.pdf>. Acesso em: 4 abr. 2020.

SADER, Emir (Org.). 10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma. São Paulo: Boitempo,

SANTOS, Boaventura de Sousa. Precisamos construir utopias para enfrentar o neoliberalismo. Belo

Horizonte: UFMG, 2019a. Disponível em: <https://ufmg.br/comunicacao/noticias/boaventura-precisamosconstruir-

novas-utopias-para-enfrentar-o-neoliberalismo>. Acesso em: 4 abr. 2020.

SANTOS, Boaventura de Sousa. O lucrativo mercado da educação e da ciência que extermina a universidade

pública e democrática. Revista do Instituto Humanitas Unisinos [online], São Leopoldo, ano 19, n. 539, p. 29-

, ago. 2019b. Disponível em: <http://www.ihuonline.unisinos.br/media/pdf/IHUOnlineEdicao539.pdf>. Acesso

em: 4 abr. 2020.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Cortez & Moraes, 1984.

SILVA, Leandro Madureira. Considerações sobre o “Programa Institutos e Universidades

Empreendedoras e Inovadoras – FUTURE-SE”. Brasília: Mauro Menezes & Advogados, 2019. Disponível em:

<https://oppceufc.files.wordpress.com/2019/08/ajn_fut_anexo-circ293-19.pdf>. Acesso em: 4 abr. 2020.

SLEE, Tom. Uberização: a nova onda do trabalho precarizado. São Paulo: Editora Elefante, 2017.

STANDING, Guy. O precariado: a nova classe perigosa. Belo Horizonte: Autêntica, 2017.

Downloads

Publicado

2020-05-25

Como Citar

DEL PINO, M. A. B. (2020). A universidade pública e o Future-se: a valorização do capital como centro das relações acadêmicas. Revista De Educação Pública, 29(jan/dez). https://doi.org/10.29286/rep.v29ijan/dez.10489