O tutor no ensino a distância: uma forma de precarização do trabalho docente?

Autores

DOI:

10.29286/rep.v22i51.1261

Palavras-chave:

Ensino a Distância. Precarização. Trabalho. Tutor.

Resumo

Este artigo tem como objetivo analisar asimplicações da ampliação do Ensino a Distância(EAD) para o trabalho docente e sua relaçãocom as transformações no mundo do trabalho,focalizando as análises nos profissionais queatuam como tutores nesses cursos. Contoucom dois procedimentos que se complementaramno desenvolvimento da investigação: umestudo dos registros referentes ao EAD e umapesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso.A investigação qualitativa foi desenvolvida emuma instituição de Ensino Superior onde foramrealizadas entrevistas com os tutores do EAD.

Biografia do Autor

Valdelaine MENDES, Universidade Federal de Mato Grosso

Professora da Universidade Federal de Pelotas, Licenciada em Educação Física (UFPel), Bacharel eLicenciada em Ciências Sociais (UFPel), Mestre em Educação (UNIMEP), Doutora em Educação (USP),Pós-doutora em Educação/USP. Endereço: Rua Barão de Butuí, 281, apto. 702. Pelotas-RS.

Referências

ALVES, Giovanni. Reestruturação produtiva, novas qualificações e empregabilidade. In: ALVES, Giovanni. (Org.). Dimensões da Reestruturação Produtiva – Ensaios de sociologia do trabalho. Londrina: Praxis; Bauru: Canal 6, 2007. Disponível em: <ftp://vpn.fpte.br/leonides/

Aulas/Form%20Socio%20Historica%20do%20Br%202/Dimens_es%20 da%20reestrutura__o%20produtiva.PDF>. Acesso em: 14 jan. 2010.

ANDERSON, Perry. Balanço do neoliberalismo. In: SADER, Emir; GENTILI, Pablo. Pós-neoliberalismo: as políticas sociais e o Estado democrático. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ANTUNES, Ricardo. Afinal, quem é a classe trabalhadora hoje? Revista Estudos do Trabalho, Marília, UNESP, Ano 2, n. 3, p. 1-9, 2008. Disponível em: <http://www.scribd.com/doc/20425886/RicardoAntunes-

Afinal-quem-e-a-classe-trabalhadora-hoje>. Acesso em: 29 jun. 2010.

______. Adeus ao trabalho? Ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade

do mundo do trabalho. São Paulo: Cortez; Campinas: Ed. Unicamp, 2000.

______. Dimensões da precarização estrutural do trabalho. In: DRUCK, Graça; FRANCO, Tânia. (Org.). A perda da razão social do trabalho: terceirização e precarização. São Paulo: Boitempo, 2007. p. 13-22.

______. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. São Paulo: Boitempo, 2001.

ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e auto-imagens. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2000.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto nº 5.800, de 8 de junho de 2006. Dispõe sobre o Sistema Universidade Aberta do Brasil – UAB. Diário Oficial [da] União da República Federativa do Brasil Brasília, DF, 09 jun. 2006.

______. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 8.745, de 9 de dezembro de 1993. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX do art. 37 da Constituição Federal e dá outras providências. Diário Oficial [da] União

da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 12 dez. 1993.

______. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] União da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 dez. 1996.

______. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 11.273, de 6 de fevereiro de 2006. Autoriza a concessão de bolsas de estudo e de pesquisa a participantes de programas de formação inicial e continuada de professores para a educação básica. Diário Oficial

[da] União da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 7 fev. 2006.

COGGIOLA, Osvaldo. O capital contra a história: gênese e estrutura da crise contemporânea. São Paulo: Xamã, Edições Pulsar, 2002.

FÉTIZON, Beatriz Alexandrina de Moura; MINTO, César Augusto. Ensino a distância: equívocos, legislação e defesa da formação presencial. Universidade e Sociedade, Brasília, DF, n. 39, p. 93-105, fev. 2007.

FRIGOTTO, Gaudêncio. Os delírios da razão: crise do capital e metamorfose conceitual no campo educacional. In: GENTILI, Pablo. (Org.) Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação. Petrópolis: Vozes, 2000. p. 77-108.

GENTILI, Pablo. Adeus à escola pública: a desordem neoliberal, a violência do mercado e o destino da educação das maiorias. In: GENTILI, Pablo. (Org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação.

Petrópolis: Vozes, 2000. p. 228-252.

HARVEY, David. Condição pós-moderna: uma pesquisa sobre as origens da mudança cultural. São Paulo: Loyola, 2009.

HAYEK, Friedrich Won. O caminho da servidão. Rio de Janeiro: Instituto Liberal, 1990.

HOBSBAWM, Eric J. A era do capital. São Paulo: Paz e Terra, 2000a.

______. O novo século: entrevista a Antonio Políto. São Paulo: Companhia das Letras, 2000b.

______. Era dos extremos: o breve século XX. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

JINKINGS, Nise. As formas contemporâneas da exploração do trabalho nos bancos. In: ANTUNES, Ricardo; SILVA, A. Moraes. (Org.). O avesso do trabalho. São Paulo: Expressão Popular, 2004.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Bertrand Brasil, 1989. (Livro I, 2 v.)

MENDES, Valdelaine. O trabalho do tutor em uma instituição pública de ensino superior. Educação em Revista, Rio de Janeiro, v. 28, n. 02, p. 103-132, jun. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.

php?pid=S0102-46982012000200006&script=sci_arttext>. Acesso em: 20 set. 2012.

MORAN, José Manuel. O que é educação a distância. 2002. Disponível em: <http://www.eca.usp.br/prof/moran/dist.htm>. Acesso em: 4 abr. 2010.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. A reestruturação do trabalho docente: precarização e intensificação. Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 89, p. 1127-1144, set./dez. 2004. Disponível em: <http://www.scielo.br/

pdf/es/v25n89/22614.pdf>. Acesso em: 19 fev. 2011.

______. Política educacional e a re-estruturação do trabalho docente: reflexões sobre o contexto latino-americano. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 99, p. 355-375, mai./ago. 2007. Disponível em:

www.scielo.br/pdf/es/v28n99/a04v2899.pdf>. Acesso em: 10 mar. 2012.

SAVIANI, Dermeval. Neoliberalismo ou pós-liberalismo? Educação pública, crise do Estado e democracia na América Latina. In: MELLO, Guiomar Namo et. al. Estado e educação. Campinas: Papirus e Cedes; São Paulo: Ande e Anped, 1992.

SGUISSARDI, Valdemar; SILVA Jr., João dos Reis. Trabalho

intensificado nas federais: pós-graduação e produtivismo acadêmico. São Paulo: Xamã, 2009.

SILVA, Ilse Gomes da. Democracia e participação na ‘Reforma’ do Estado. São Paulo: Cortez, 2003.

STAKE, Robert. Estudos de caso em pesquisa e avaliação educacional, educação e seleção. Revista da Fundação Carlos Chagas, São Paulo, n. 7, p. 5-18, jun. 1983.

TOMMASI, Livia de; WARDE, Miriam Jorge; HADDAD, Sérgio. (Org.). O Banco Mundial e as políticas educacionais. São Paulo: Cortez, 2003.

Downloads

Publicado

2013-09-28

Como Citar

MENDES, V. (2013). O tutor no ensino a distância: uma forma de precarização do trabalho docente?. Revista De Educação Pública, 22(51), 855-877. https://doi.org/10.29286/rep.v22i51.1261

Edição

Seção

Cultura Escolar e Formação de Professores