[1]
Tozei, W.P. , Pereira, M.A. , Pinto, T.K.S., Ferreira , R.M. e Soares, E.R. 2021. MÉTODO TRADICIONAL VS. SÉRIE PAREADA AGONISTA-ANTAGONISTA PARA MEMBROS INFERIORES: HÁ DIFERENÇAS NO VOLUME TOTAL E REPETIÇÕES MÁXIMAS?. Corpoconsciência. 25, 2 (jul. 2021), 134-148. DOI:https://doi.org/10.51283/rc.v25i2.12268.