PRODUÇÃO DE SERRAPILHEIRA EM FLORESTA SECUNDÁRIA, CASTANHAL, PARÁ

Autores

  • Lucas Lázaro Cirineu Santos
  • Vanilza Marques Miranda
  • Elizane Alves Arraes Araújo
  • Lívia Gabrig Turbay Rangel Vasconcelos
  • Breno Pinto Rayol

Resumo

A camada de serapilheira constitui importante via de retorno de nutrientes para os solos florestais, além de atuar na proteção dos solos, reter umidade e abrigar parte do banco de sementes. Este estudo teve o objetivo de avaliar a produção de serapilheira nos meses de junho a setembro de 2019, em floresta secundária, em Castanhal, Pará. Foram instalados doze coletores de madeira de 1 m2 em quatro parcelas de 20 x 20 m em um fragmento de floresta em processo de regeneração natural. O material depositado nos coletores foi coletado uma vez por mês e levado ao laboratório para os procedimentos de triagem das frações, secagem e estufa, pesagem e protocolo do peso. A floresta apresentou média de produção igual a 17,46 Mg.ha-1. As folhas apresentaram maior média de produção igual a 11,73 Mg.ha-1, diferindo significativamente das demais frações. Não houve diferença significativa entre os meses da produção de serapilheira. Conclui-se que as folhas foram o principal componente para a formação da camada de serapilheira na floresta secundária em que o estudo foi conduzido.

Biografia do Autor

Lucas Lázaro Cirineu Santos

Mestrando em Engenharia Florestal, Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages – SC.

Vanilza Marques Miranda

Engenheira Florestal, Universidade Federal Rural da Amazônia.

Elizane Alves Arraes Araújo

Mestranda em Engenharia Florestal, Universidade Federal Rural da Amazônia.

Lívia Gabrig Turbay Rangel Vasconcelos

Professora Adjunta do Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal Rural da Amazônia.

Breno Pinto Rayol

Professor Adjunto do Instituto de Ciências Agrárias, Universidade Federal Rural da Amazônia.

Downloads

Publicado

2021-09-15